Menu

A família Hurtado antes e hoje: O que o batismo e o selamento significam para eles 10 anos mais tarde

MJ Newton, left, while embracing her husband, Nicholas Newton, 24, watches her son, Liam, play with his grandmother Connie Hurtado, and uncle Justin Hurtado after a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Members of the Hurtado family share a laugh during a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Sister Reyna I. Aburto, second counselor in the Relief Society general presidency, and Primary General President Camille N. Johnson, left, interview the Hurtado family, right, during a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Connie Hurtado, middle, closes her eyes as she shares a moment with her grandson Liam after a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Justin Hurtado, 16, right, plays with his nephew Liam after a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Members of the Hurtado family share a laugh during a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Hannah Hurtado em um vídeo antigo do FamilySearch. Crédito: Captura de tela, Biblioteca do Evangelho
Sister Reyna I. Aburto, second counselor in the Relief Society general presidency, left, and Primary General President Camille N. Johnson pose for a photo with the Hurtado family after a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. The discussion was shown during the 2022 Temple and Family History Leadership Instruction on March 3, 2022. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Nicholas Newton, 24, right, kisses his son, Liam, as his brother Justin Hurtado, back, reacts after a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Hannah Hurtado, 9, left, plays with her nephew Liam, right, as her sister-in-law MJ, center, and her brother Nicholas smile after a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Members of the Hurtado family interact during a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Primary General President Camille N. Johnson listens to the Hurtado family during a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Primary General President Camille N. Johnson, right, and Sister Reyna I. Aburto, second counselor in the Relief Society general presidency, listen to the Hurtado family during a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Sister Reyna I. Aburto, second counselor in the Relief Society general presidency, listens to the Hurtado family during a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
MJ Newton, 24, right, laughs as her husband, Nicholas Newton, 24, center, and her brother-in-law Justin Hurtado watch during a panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Hannah Hurtado, 19, left, wipes tears from her mother, Connie Hurtado, center, as Connie's husband, Joe Hurtado, watches during panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Hannah Hurtado, 19, left, and her mother, Connie Hurtado, hold hands during panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News
Hannah Hurtado, 19, left, kisses her mother Connie Hurtado’s hand during panel discussion about family history at Church Office Building studio on Tuesday, Dec. 21, 2021, in Salt Lake City. Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News

Quando criança, Hannah Hurtado adorava jogar kickball, dançar balé e caçar minhocas. Mas acima de tudo, ela queria que seu pai fosse batizado e confirmado membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

“Minha filha continuou orando para que um dia eu fosse batizado e para que todos nós pudéssemos ser selados como família no templo”, disse Joe Hurtado, pai de Hannah, em um vídeo do FamilySearch publicado há cerca de 10 anos.  

Quando chegou a hora para Hannah ser batizada aos 8 anos de idade, o coração de Joe Hurtado foi tocado. O exemplo e as orações fervorosas de Hannah, assim como a amizade de um membro da presidência da estaca, lhe trouxeram o desejo de receber as lições dos missionários e ser batizado. 

Após o batismo de Joe Hurtado em 2012, a família Hurtado foi selada no Templo de Albuquerque Novo México em 2013. 

“A oração é muito poderosa”, testificou a jovem Hannah no vídeo. “Sei que, se orarmos com todo o nosso coração, repetidas vezes, o que pedimos se tornará realidade.”

Cerca de 10 anos após o batismo de Joe Hurtado, a família Hurtado refletiu sobre as bênçãos de seu selamento no templo, durante um segmento da reunião de Treinamento para a Liderança do Templo e História da Família de 2022, transmitida em conjunto com a RootsTech no dia 3 de março. 

A irmã Reyna I. Aburto, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, à esquerda, e Camille N. Johnson, presidente geral da Primária, posam para uma foto com a família Hurtado após um painel de discussão sobre a história da família, no estúdio do Edifício dos Escritórios da Igreja na terça-feira, 21 de dezembro de 2021, em Salt Lake City. A discussão foi exibida durante a reunião de Treinamento para a Liderança do Templo e História da Família de 2022, no dia 3 de março de 20…
A irmã Reyna I. Aburto, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, à esquerda, e Camille N. Johnson, presidente geral da Primária, posam para uma foto com a família Hurtado após um painel de discussão sobre a história da família, no estúdio do Edifício dos Escritórios da Igreja na terça-feira, 21 de dezembro de 2021, em Salt Lake City. A discussão foi exibida durante a reunião de Treinamento para a Liderança do Templo e História da Família de 2022, no dia 3 de março de 2022. | Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News

Joe Hurtado e sua esposa, Connie — juntamente com Hannah, seus irmãos Nicholas e Justin, e a esposa de Nicholas, MJ — participaram de uma discussão com Camille N. Johnson, presidente geral da Primária, e a irmã Reyna I. Aburto, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro. 

“O selamento teve um grande impacto na minha vida”, disse Hannah Hurtado, agora com 19 anos de idade e estudante de Ciências Políticas na Williams College em Massachusetts. “Vi isso em minha família, à medida que nos tornamos mais unidos. … Acho que isso nos aproximou do Salvador.”

Joe Hurtado disse à presidente Johnson e à irmã Aburto que o selamento da família aprofundou sua confiança no Senhor. “Agora, minha resposta alternativa muitas vezes é: ‘Ele proverá para nós’, e Ele o tem feito. Se orarmos, obteremos as respostas que estamos procurando e Ele cuidará de nós”, disse ele. 

Leia mais: Treinamento para a Liderança do Templo e História da Família: ‘As bênçãos de poder e proteção’

Bênçãos da história da família

Para ajudar a preparar seus filhos pequenos para o selamento no templo em 2013, Joe e Connie Hurtado aceitaram um convite dos líderes de estaca para se engajarem na história da família. Eles aprenderam sobre seus antepassados do México, Japão e Escócia, e fortaleceram os relacionamentos com seus avós. 

A família continua apaixonada pela história da família até hoje. 

A história da família é divertida e incrível”, disse Hannah Hurtado, dando o exemplo de carregar fotos para o aplicativo Recordações do FamilySearch. “Todos têm tempo para isso. Todos têm tempo para a história da família.”

Justin Hurtado, um estudante do ensino médio de 16 anos, está aprendendo japonês para poder trabalhar na linha materna de seu pai. Ele expressou que, toda vez que frequenta o templo, sente que a experiência acrescenta “mais um cabo de segurança” para ajudá-lo na vida. 

Nicholas Newton, de 24 anos — enteado de Joe Hurtado, que foi selado à família Hurtado após seu selamento a sua esposa, MJ, em 2019 — mostrava com frequência o vídeo da família, enquanto servia na Missão Califórnia Sacramento para falar sobre a história da família e os milagres que ela pode trazer. 

Nicholas Newton, 24 anos, à direita, beija seu filho, Liam, enquanto seu irmão, Justin Hurtado, ao fundo, interage com outras pessoas, após um painel de discussão sobre a história da família, no estúdio do Edifício dos Escritórios da Igreja na terça-feira, 16 de dezembro de 2021, em Salt Lake City.
Nicholas Newton, 24 anos, à direita, beija seu filho, Liam, enquanto seu irmão, Justin Hurtado, ao fundo, interage com outras pessoas, após um painel de discussão sobre a história da família, no estúdio do Edifício dos Escritórios da Igreja na terça-feira, 16 de dezembro de 2021, em Salt Lake City. | Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News

Durante seu serviço missionário, ele encontrou dezenas de nomes de familiares que precisavam das ordenanças do templo. “Coloquei esses nomes em um envelope e os enviei para casa para que a minha família pudesse levá-los para o templo”, disse Nicholas Newton. 

E eles o fizeram. “Isso nos proporciona um sentimento muito especial”, disse Joe Hurtado a respeito de realizar o trabalho do templo para seus antepassados. 

Pouco depois que a família Hurtado foi selada em 2013, Joe Hurtado se tornou um oficiante do templo, uma experiência que edificou seu testemunho, da qual ele jamais se esquecerá. 

“Há algo sobre o templo que faz com que sintamos que nossos ancestrais estão bem perto e que o véu é muito fino. Simplesmente sabemos que eles querem que o trabalho seja feito e estão apenas esperando do outro lado para que possam prosseguir em sua jornada”, disse ele. 

O poder e a proteção dos convênios do templo

Hannah Hurtado em um vídeo antigo do FamilySearch.
Hannah Hurtado em um vídeo antigo do FamilySearch. | Crédito: Captura de tela, Biblioteca do Evangelho

Connie Hurtado disse que, desde o selamento, ela tem observado sua família se desenvolver espiritualmente de maneiras que apenas poderia ter imaginado. E agora, à medida que seus filhos crescem e se espalham pelo país, ela tem a confiança de que eles estão nas mãos do Senhor. 

“Como mãe, sempre desejei proporcionar aos meus filhos uma base sólida o suficiente para que eles pudessem se apoiar em seus próprios testemunhos”, disse ela. “E sinto que toda a experiência de passarmos pelo templo e sermos selados … eles desenvolveram esses testemunhos, e eu não me preocupo com isso.” 

A presidente Johnson disse ao Church News, após a gravação, que ela ficou particularmente impressionada com essa percepção de Connie Hurtado. “Ela disse que sentia que podia deixar seus filhos seguirem seus caminhos, que eles podiam exercer seu arbítrio, e que podia deixá-los voar porque sabia que estavam protegidos pelas bênçãos do templo.” … 

“O poder e a proteção do templo são reais, e podemos vê-los na vida dos membros dessa família”, disse a presidente Johnson.

A irmã Aburto comentou sobre a felicidade que podia ver na família Hurtado. Essa felicidade não significa que eles não tenham dificuldades de vez em quando, como a família ressaltou durante a discussão. 

“Eu acho que eles são um grande exemplo para todos nós”, disse a irmã Aburto. “Eles falaram sobre terem desafios e dificuldades na vida, mas continuam firmes, unidos e alegremente ligados ao Senhor.”

Para MJ Newton, aprender sobre a jornada de fé da família de seu marido tem sido inspirador. Seus convênios do templo lhe trouxeram paz, à medida que ela e Nicholas se preparavam para ter um bebê durante a pandemia de COVID-19. O filho deles, Liam, está agora com um ano de idade. 

A irmã Reyna I. Aburto, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, e Camille N. Johnson, presidente geral da Primária, à esquerda, entrevistam a família Hurtado, à direita, durante um painel de discussão sobre a história da família, no estúdio do Edifício dos Escritórios da Igreja na terça-feira, 21 de dezembro de 2021, em Salt Lake City.
A irmã Reyna I. Aburto, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, e Camille N. Johnson, presidente geral da Primária, à esquerda, entrevistam a família Hurtado, à direita, durante um painel de discussão sobre a história da família, no estúdio do Edifício dos Escritórios da Igreja na terça-feira, 21 de dezembro de 2021, em Salt Lake City. | Crédito: Shafkat Anowar, Deseret News

“Eu apenas me lembro de termos sentindo paz, porque sabíamos que nossa família ficaria bem. Havíamos sido selados e estávamos juntos, e isso era o que importava”, disse MJ Newton.   

Hannah Hurtado reconhece que muitos que assistem à história de sua família podem estar orando por bênçãos semelhantes para suas famílias, esperando pacientemente o tempo do Senhor. 

“O Pai Celestial os conhece individualmente”, disse ela. “Ele os ama. Ele ama cada um de seus familiares e fará o que for melhor para sua família. E se vocês trabalharem e se esforçarem, tudo dará certo.”

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.