Menu

Conheça sete mulheres inspiradoras encontradas em ‘Santos, Volume 3’

Esta imagem compilada mostra sete das mulheres em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893–1955.” Da esquerda para a direita, Ida Smith, Toshiko Yanagida, Jeanne Charrier, Clara Daniels, Nan Hunter, Evelyn Hodges e Helga Meiszus Meyer Crédito: Fornecida por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
“Santos: A História da Igreja de Jesus Cristo nos Últimos Dias, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955” lançado nesta sexta-feira, 22 de abril de 2022. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Toshiko Yanagida foi fundamental para estabelecer um ramo da Igreja em sua cidade natal, no Japão. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Toshiko Yanagida foi fundamental para estabelecer um ramo da Igreja em sua cidade natal, no Japão. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Helga Meiszus Meyer cresceu na Prússia Oriental e era adolescente quando Adolf Hitler e os nazistas chegaram ao poder, e ela perdeu vários familiares próximos na Segunda Guerra Mundial. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
O marido de Ida Smith, Hyrum, foi chamado para ser o presidente da Missão Europeia e eles se mudaram com a família para Liverpool, Inglaterra. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Jeanne Charrier filiou-se à Igreja quando tinha 25 anos em Valence, França, e decidiu ficar na França em vez de se mudar para os Estados Unidos. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Evelyn Hodges trabalhou para o Departamento de Serviços Sociais da Sociedade de Socorro, em Salt Lake City, durante a Grande Depressão. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Clara Daniels, da África do Sul, serviu como presidente da Sociedade de Socorro do Ramo Love. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Nan Hunter foi uma das primeiras professoras do Seminário matutino Sua experiência está em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
A imagem da capa de “Santos: A História da Igreja de Jesus Cristo nos Últimos Dias, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”, que lançado nesta sexta-feira, 22 de abril de 2022. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Uma maneira de “Santos: A História da Igreja de Jesus Cristo nos Últimos Dias” se diferenciar das histórias anteriores da Igreja é que se concentra nas vida e histórias de membros comuns da Igreja. A terceira parte da série “Santos”, “Com coragem, nobreza e independência, 1893–1955”, começa após a conclusão do Templo de Salt Lake, e termina com a dedicação do Templo da Suíça, o primeiro na Europa, por Presidente David O. McKay. Ao retratar guerras mundiais, mudanças tecnológicas e crescimento sem precedentes da Igreja, “Santos, Volume 3” destaca muitas mulheres santos dos últimos dias e suas notáveis contribuições. Aqui estão algumas delas:

Toshiko Yanagida

Toshiko Yanagida foi fundamental para estabelecer um ramo da Igreja em sua cidade natal, no Japão. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”.
Toshiko Yanagida foi fundamental para estabelecer um ramo da Igreja em sua cidade natal, no Japão. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Um aborto espontâneo e uma operação com risco de vida alimentaram o desejo de Toshiko Yanagida de encontrar uma igreja para frequentar. Por sugestão de seu pai, ela visitou um ramo santo dos últimos dias a duas horas de sua casa no Japão. Ela adorou o que viu lá e começou a frequentar todos os domingos, assim como as reuniões durante a semana que podia.

Seu marido, Tokichi, logo ficou chateado com ela por passar tanto tempo longe de casa, dizendo que ela tinha que escolher entre a Igreja e sua família. Toshiko orou pedindo ajuda e vivenciou milagres em sua família. Ela foi fundamental para o estabelecimento de um ramo em sua cidade e foi chamada para ser a primeira presidente da Sociedade de Socorro.

Helga Meiszus Meyer

Helga Meiszus Meyer cresceu na Prússia Oriental e era adolescente quando Adolf Hitler e os nazistas chegaram ao poder, e ela perdeu vários familiares próximos na Segunda Guerra Mundial. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”.
Helga Meiszus Meyer cresceu na Prússia Oriental e era adolescente quando Adolf Hitler e os nazistas chegaram ao poder, e ela perdeu vários familiares próximos na Segunda Guerra Mundial. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Quando estudante em Tilsit, Alemanha, Helga Meiszus foi ridicularizada por sua professora por ser santo dos últimos dias. Embora tenha perdido amigos e sofrido bullying por parte de colegas de classe, Helga permaneceu fiel às suas crenças. Ela era adolescente quando Adolf Hitler e os nazistas chegaram ao poder, e ela perdeu vários familiares próximos na Segunda Guerra Mundial.

Em vez de deixar sua dor consumi-la, Helga aceitou um chamado para servir como missionária na Missão da Alemanha Oriental, quando a guerra chegou ao fim. O serviço missionário durante a guerra não foi fácil; ela estava frequentemente com frio, com fome e em perigo físico. Helga extraiu forças de hinos e escrituras amadas, que lembrava em meio à tristeza e oposição.

Leia mais: ‘Santos’ volume 3 compartilha histórias globais de esperança, fé em meio a uma pandemia, guerras e desafios

Ida Smith

O marido de Ida Smith, Hyrum, foi chamado para ser o presidente da Missão Europeia e eles se mudaram com a família para Liverpool, Inglaterra. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”.
O marido de Ida Smith, Hyrum, foi chamado para ser o presidente da Missão Europeia e eles se mudaram com a família para Liverpool, Inglaterra. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Quando seu marido, Hyrum, foi chamado para ser o presidente da Missão Europeia, Ida Smith e seus quatro filhos pequenos foram com ele morar em Liverpool, Inglaterra. Um dia ela viu um aviso pedindo voluntárias para costurar e tricotar roupas de inverno para soldados que lutavam na Primeira Guerra Mundial. Ida queria ajudar, mas pensou consigo mesma: “O que posso fazer? Eu nunca tricotei um ponto na minha vida.”

Superando suas dúvidas, ela mobilizou suas irmãs da Sociedade de Socorro de Liverpool para fazerem roupas quentes. A própria Ida aprendeu a tricotar e viajou pela Grã-Bretanha organizando Sociedades de Socorro e as incentivando a fazerem e doarem roupas.

Jeanne Charrier

Jeanne Charrier filiou-se à Igreja quando tinha 25 anos em Valence, França, e decidiu ficar na França em vez de se mudar para os Estados Unidos. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”.
Jeanne Charrier filiou-se à Igreja quando tinha 25 anos em Valence, França, e decidiu ficar na França em vez de se mudar para os Estados Unidos. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Jeanne Charrier filiou-se à Igreja quando tinha 25 anos em Valence, França. Em vez de se mudar para os Estados Unidos, que tinha congregações maiores e acesso a templos, Jeanne decidiu ficar em sua terra natal e servir as pessoas de lá.

Ela tinha uma mente curiosa e erudita, e publicou artigos na revista francesa da Igreja, L’Étoile, pouco depois de ser batizada. Como jovem adulta solteira, Jeanne participou da dedicação do Templo na Suíça e foi uma das primeiras de seu país, a receber as ordenanças de iniciatória e investidura.

Evelyn Hodges

Evelyn Hodges trabalhou para o Departamento de Serviços Sociais da Sociedade de Socorro, em Salt Lake City, durante a Grande Depressão. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”.
Evelyn Hodges trabalhou para o Departamento de Serviços Sociais da Sociedade de Socorro, em Salt Lake City, durante a Grande Depressão. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Como jovem graduada na faculdade, Evelyn Hodges aceitou um cargo não remunerado como assistente social do Departamento de Serviços Sociais da Sociedade de Socorro em Salt Lake City. Por fim, Evelyn conseguiu um cargo remunerado de tempo integral, trabalhando com pessoas e famílias carentes, que foram encaminhadas à Sociedade de Socorro pelos bispos locais. Ela trabalhou durante a Grande Depressão, quando as pessoas muitas vezes estavam em circunstâncias desesperadoras. Evelyn criou planos para ajudar seus clientes e gerenciou a distribuição de auxílio do governo e da Igreja. Ela desenvolveu grande compaixão pelos outros enquanto ouvia suas lutas e fazia o que podia para aliviar seus fardos. Às vezes, ela assumia mais trabalho do que podia dar conta, e muitas vezes trabalhava à noite e nos fins de semana.

Sobre a Depressão, Evelyn escreveu: “Se pudermos emergir dessa luta com uma compreensão mais aguçada das necessidades dos seres humanos, e pudermos desenvolver uma ordem social que atenda mais de perto a essas necessidades e evite que esses desastres se repitam, a sociedade lidará melhor com dificuldades.”

Clara Daniels

Clara Daniels, da África do Sul, serviu como presidente da Sociedade de Socorro do Ramo Love. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”.
Clara Daniels, da África do Sul, serviu como presidente da Sociedade de Socorro do Ramo Love. Suas experiências estão em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Clara Daniels viveu uma época de tensão racial na África do Sul. Os Daniels eram uma família com ascendência negra e do sudeste asiático. Apesar de serem membros do Ramo Mowbray na Cidade do Cabo, eles nem sempre se sentiam bem-vindos na Igreja por causa da cor de sua pele. Então Clara e seu marido, William, decidiram realizar “reuniões domiciliares” semanais em sua casa, onde pudessem estudar o evangelho e compartilhar seu testemunho.

Muitos outros se juntaram a eles ao longo dos anos, e os líderes da Igreja organizaram esse grupo de santos fiéis como uma congregação chamada Ramo do Amor. Clara foi chamada para ser a presidente da Sociedade de Socorro do ramo. Embora amedrontada pelo chamado, ela era uma mulher com profunda fé e testemunho, dizendo ao ramo: “O Senhor me ajudará em meu trabalho, assim como o mesmo Senhor ajudou a primeira irmã que iniciou a Sociedade de Socorro.”

Nan Hunter

Nan Hunter foi uma das primeiras professoras do Seminário matutino Sua experiência está em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”.
Nan Hunter foi uma das primeiras professoras do Seminário matutino Sua experiência está em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência, 1893-1955”. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Nan Hunter era uma mãe ocupada com sua família que morava no sul da Califórnia, quando foi chamada para ensinar no Seminário matutino, o primeiro programa deste tipo [Seminário diário hoje]. Nan se sentiu inadequada quando soube que o curso que estudariam era o do Livro de Mórmon.

Embora ela mesma tivesse grandes dificuldades para ler o livro de escrituras, Nan acabou sendo abençoada com um testemunho poderoso do Livro de Mórmon, e se tornou uma professora e missionária eficaz.

Leia mais sobre essas mulheres inspiradoras, e outros santos dos últimos dias extraordinários em “Santos, Volume 3: Com Coragem, Nobreza e Independência”, que agora está disponível na Biblioteca do Evangelho em 14 idiomas: cebuano, chinês, Inglês, francês, alemão, italiano, japonês, coreano, português, russo, samoano, espanhol, tagalo e tonganês. 

| Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.