Menu

Como batismo e convênios podem nos ajudar a ‘entrarmos em contato com o divino’, ensina Élder Nash aos missionários

Aprender as doutrinas, fé para agir e se arrepender pode levar ao batismo e aos convênios, Élder Marcus B. Nash ensina missionários no CTM

PROVO, Utah — Como um ramo unido ou enxertado em uma videira que depois cresce e prospera, o batismo e os convênios feitos no batismo ajudam a unir as pessoas a Jesus Cristo e a crescerem no evangelho, disse Élder Marcus B. Nash, citando João 15: 4-5.

“O batismo é muito importante. Sem ele somos apenas um ramo desconectado da videira. Sem o batismo, não podemos receber tudo o que um Pai amoroso e Seu Filho desejam dar aos filhos de nosso Pai”, ensinou Élder Nash, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento Missionário, na terça-feira, 16 de maio, no Centro de Treinamento Missionário de Provo. Ele estava acompanhado de sua esposa, a irmã Shelley Nash, que também discursou.

Élder Nash perguntou aos missionários: “Como podemos nos achegar ao Salvador e sermos salvos?”

Usando as respostas dos missionários, ele disse: “Seu papel é convidar as pessoas a achegarem-se a Cristo. … Ajudando-as a receber o evangelho restaurado por meio da fé em Jesus Cristo e em Sua Expiação, do arrependimento, do recebimento do dom … do Espírito Santo e da perseverança até o fim.”

Em uma demonstração prática, Élder Nash ficou com dois missionários de um lado do palco, e o presidente Kevin E. Calderwood, presidente do Centro de Treinamento Missionário, estava do outro lado, representando a jornada de uma pessoa aprendendo o evangelho.

Élder Marcus B. Nash, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento Missionário, à direita, fala durante um devocional no Centro de Treinamento Missionário de Provo em Provo, Utah, na terça-feira, 16 de maio de 2023.
Élder Marcus B. Nash, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento Missionário, à direita, fala durante um devocional no Centro de Treinamento Missionário de Provo em Provo, Utah, na terça-feira, 16 de maio de 2023. | Adam Fondren, para o Deseret News

Élder Nash disse que os missionários ensinam sobre o evangelho de Jesus Cristo e sobre a Restauração, e também convidam as pessoas a exercerem fé para aceitarem um convite, incluindo a leitura do Livro de Mórmon ou a oração.

“A fé nos leva ao Senhor e ao arrependimento, que está inseparavelmente ligado à fé em Cristo”, disse Élder Nash.

À medida que os missionários se lembram e acompanham as pessoas a quem ensinam, eles as ajudam a continuarem a aumentar sua fé, disse Élder Nash, ao começar a atravessar o palco. À medida que aprendem mais com os missionários e aceitam mais convites, sua fé aumenta e sua vida começa a mudar, acrescentou enquanto continuava a caminhar.

“O primeiro fruto do arrependimento é o batismo”, disse Élder Nash. Os convênios, inclusive os do batismo em A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, “nos unem a Cristo. É como nós, metaforicamente falando, pegamos Sua mão. É assim que tomamos o seu jugo sobre nós.”

Élder Marcus B. Nash, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento Missionário, aperta a mão do presidente Kevin E. Calderwood, presidente do Centro de Treinamento Missionário, à esquerda, durante um devocional no CTM de Provo em Provo, Utah, na terça-feira, 16 de maio de 2023.
Élder Marcus B. Nash, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento Missionário, aperta a mão do presidente Kevin E. Calderwood, presidente do Centro de Treinamento Missionário, à esquerda, durante um devocional no CTM de Provo em Provo, Utah, na terça-feira, 16 de maio de 2023. | Adam Fondren, para o Deseret News

Além disso, as pessoas podem receber a confirmação como membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, e receberem o dom do Espírito Santo.

Élder Nash convidou os missionários a continuarem cultivando o dom do Espírito Santo: “Façam tudo o que puderem para ouvi-Lo, cultivá-Lo … e respondê-Lo. Faça tudo o que puderem para ajudarem os outros a desfrutarem desse grande e maravilhoso dom.”

O convênio inclui tomarmos sobre nós o nome de Cristo, servirmos o próximo, servirmos de testemunha, nos lembrarmos sempre Dele e guardarmos Seus mandamentos. O Senhor promete perdoar os pecados de uma pessoa, dar a companhia do Espírito Santo, garantir sua posição como membro da Igreja de Cristo e conceder o poder da divindade necessário para herdar a vida eterna.

Conforme as as pessoas continuam a perseverar até o fim, [de certa forma] “todos falhamos”, disse Élder Nash. Que possamos nos arrepender sem demora e continuar recebendo forças por meio de Jesus Cristo.

Élder Marcus B. Nash, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento Missionário, à direita, recebe um abraço de Kevin E. Calderwood, presidente do Centro de Treinamento Missionário de Provo, durante um devocional no CTM em Provo, Utah, na terça-feira, 16 de maio de 2023.
Élder Marcus B. Nash, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento Missionário, à direita, recebe um abraço de Kevin E. Calderwood, presidente do Centro de Treinamento Missionário de Provo, durante um devocional no CTM em Provo, Utah, na terça-feira, 16 de maio de 2023. | Adam Fondren, para o Deseret News

“Ter fé em Cristo e nos arrependermos é a doutrina mais esperançosa, alegre, enobrecedora, edificante e libertadora da face da Terra. … Ela nos conecta ao Salvador para que saibamos como vir a Ele e sermos salvos”, disse Élder Nash.

Apontando para os ensinamentos do Seminário para Novos Líderes de Missão de 2021, Élder Nash disse: “O convênio do batismo não é um programa de melhoramento pessoal. É o próprio meio pelo qual podemos entrar em contato com o divino. É assim que aceitamos Seu convite para tomarmos Seu jugo sobre nós e recebermos Seu poder divino. Concordamos em viver de acordo com o padrão prescrito de discipulado. Em troca, recebemos o Espírito Santo para podermos renascer espiritualmente.”

A irmã Shelley Nash discursa no Centro de Treinamento Missionário de Provo em Provo, Utah, na terça-feira, 16 de maio de 2023.
A irmã Shelley Nash discursa no Centro de Treinamento Missionário de Provo em Provo, Utah, na terça-feira, 16 de maio de 2023. | Adam Fondren, para o Deseret News

A irmã Nash incentivou os missionários a fazerem o trabalho necessário para obter força espiritual.

Enquanto servia no Peru, ela viu um cachorro fazendo exercícios com sua coleira presa a um carro, enquanto o motorista dirigia devagar.

“O motorista estava apenas sentado enquanto o cachorro se exercitava. O motorista não estava obtendo benefícios com a caminhada”, disse ela.

Assim como a força física, a força espiritual é um esforço individual.

“Se desejamos os benefícios espirituais das bênçãos, temos que fazer o trabalho”, disse a irmã Nash, acrescentando que há coisas que podemos fazer no dia a dia para nos convertermos, e priorizarmos nosso testemunho e conversão.

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.