Menu

Do Reino Unido a Tonga, 10 locais notáveis ligados à história da Igreja, fora dos E.U.A.

Estes 10 locais notáveis, porém pouco conhecidos, têm conexões com a história da Igreja, além de um local adicional, ligado à versão do Rei Jaime da Bíblia

Conforme os primeiros líderes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias enviavam missionários para fora dos Estados Unidos, e membros viajavam ou estabeleciam assentamentos no exterior, muitos eventos internacionais ficaram conectados à história da Igreja.

Locais no Canadá, México e Reino Unido (Inglaterra, País de Gales e Escócia), incluindo ilhas em Tonga, fazem parte desta lista de 10 locais ao redor do mundo associados a eventos na história da Igreja — mas que talvez não sejam muito conhecidos. Além destes, incluímos um local na Inglaterra, ligado à versão do Rei Jaime da Bíblia.

Este mapa mostra 10 lugares que estão ligados a eventos na história da Igreja fora dos Estados Unidos: 1. Cardston, Alberta, Canadá; 2. Toronto, Ontário, Canadá; 3. Frome Castle, Inglaterra; 4. Lancashire, Inglaterra; 5. Worcestershire, Inglaterra; 6. Fronteira do Arizona e Novo México com o México; 7. Neiafu, Vava’u, Tonga; 8. Nuku’alofa, Tongatapu, Tonga; 9. Edimburgo, Escócia; 10 Merthyr Tydfil, País de Gales.
Este mapa mostra 10 lugares que estão ligados a eventos na história da Igreja fora dos Estados Unidos: 1. Cardston, Alberta, Canadá; 2. Toronto, Ontário, Canadá; 3. Frome Castle, Inglaterra; 4. Lancashire, Inglaterra; 5. Worcestershire, Inglaterra; 6. Fronteira do Arizona e Novo México com o México; 7. Neiafu, Vava’u, Tonga; 8. Nuku’alofa, Tongatapu, Tonga; 9. Edimburgo, Escócia; 10 Merthyr Tydfil, País de Gales. | Serina Nielson, Deseret News
HISTÓRIA RELACIONADA
Veja mapa com mais de 20 locais históricos da Igreja nos E.U.A., com alguns que podem ser vistos virtualmente

1. Cardston, Alberta, Canadá

Em 1886, Charles O. Card, presidente da Estaca Cache, recebeu permissão de Presidente John Taylor para investigar oportunidades de colonização no sudoeste do Canadá, e levou um grupo de Utah para explorar a região.

No ano seguinte, ele retornou ao Canadá com 10 famílias e estabeleceu uma colônia chamada Card’s Town. Ele foi o primeiro prefeito, de acordo com a Cardston Historical Society [em inglês]. 

Um marco histórico colocado em frente à casa restaurada de Card contém a seguinte frase: “Este foi um dos primeiros edifícios no novo município e, por muitos anos, o centro do desenvolvimento de Cardston.”

Um monumento nos arredores da cidade marca o local onde o primeiro grupo de famílias entrou no Canadá. “Sob uma chuva forte, cada membro do grupo de oito famílias acrescentou uma pedra à pilha, e todos deram três vivas por seu novo lar e liberdade religiosa”, indica a placa no monumento.

HISTÓRIA RELACIONADA
Presidente Nelson compartilha seis passos para nos tornarmos ‘verdadeiros discípulos de Jesus Cristo’

2. Locais ligados a John Taylor em Toronto, Ontário, Canadá

Quando Parley P. Pratt chegou a Toronto, Ontário, em 1836, um dos lugares que visitou foi a casa de John e Lenora Taylor. Eles tinham uma marcenaria ao lado de sua casa, de acordo com o relato em “Sacred Places, Vol. 1” [Lugares Sagrados, v. 1], editado por LaMar C. Berrett.

A Scotia Tower and Plaza (Torre e Praça da Escócia), um edifício de 68 andares, e o Bank of Nova Scotia (Banco da Nova Escócia), no centro de Toronto, agora ocupam o quarteirão onde a casa e a marcenaria de Taylor estavam localizadas.

Os Taylors e outras pessoas, incluindo Joseph Fielding e suas irmãs, Mary e Mercy Fielding, foram posteriormente batizados por Élder Pratt no riacho Black Creek, próximo ao Parque Downsview, em Toronto. 

Mais tarde, John Taylor se tornou o terceiro presidente da Igreja.

3. Fazenda de John e Jane Benbow, Castle Frome, Inglaterra

Quando Élder Wilford Woodruff estava servindo missão na Inglaterra, ele encontrou a casa de John e Jane Benbow na fazenda Hill Farm, perto do vilarejo de Castle Frome, Herefordshire, Inglaterra, no dia 4 de março de 1840. Lá, ele pregou o evangelho e passou a noite.

Dias depois, o casal Benbow e vários indivíduos foram batizados em uma lagoa na fazenda; dezenas de pessoas foram batizadas na mesma lagoa em 1840 e 1841. A influência e generosidade do casal Benbow foram monumentais neste capítulo da história da Igreja. 

Durante o tempo em que Élder Woodruff permaneceu na região de Herefordshire, ele usou a casa do casal Benbow como sede para a obra missionária com frequência.

A fazenda é de propriedade privada, mas a lagoa pertence à Igreja e está sempre aberta ao público.

HISTÓRIA RELACIONADA
Como três apóstolos receberam um testemunho firme do evangelho de Jesus Cristo quando missionários na Inglaterra

4. Local de batismo em Chatburn, Lancashire, Inglaterra

A vila de Chatburn fica em Ribble Valley, no leste de Lancashire, Inglaterra, e outros vilarejos próximos incluem Clitheroe, Downham e Rimington. Élder Heber C. Kimball serviu duas missões abundantemente produtivas na Grã-Bretanha, durante as quais ele trabalhou nesta região. Os vilarejos de Chatburn e Downham foram excepcionalmente produtivos. 

Os batismos de muitas pessoas que se filiaram à Igreja foram realizados em um riacho próximo a Chatburn.

5. Capela de Gadfield Elm, Worcestershire, Inglaterra

A capela em Gadfield Elm em Worcestershire, Inglaterra, foi inicialmente construída pelos United Brethren [Irmãos Unidos] em 1836, com espaço para 100 pessoas. 

Quando Élder Woodruff começou a pregar o evangelho na região onde Worcestershire, Herefordshire e Gloucestershire compartilham fronteiras, muitas pessoas começaram a se filiar à Igreja, inclusive o casal Benbow e seus vizinhos. Os Benbows e muitos membros da congregação dos United Brethren aceitaram o evangelho, e a capela foi doada à Igreja, sendo o local das primeiras reuniões de adoração para os santos dos últimos dias na Inglaterra. 

A capela foi vendida para ajudar a financiar as viagens de emigração para os Estados Unidos. A Capela Gadfield Elm foi comprada e restaurada por um grupo privado, e depois doada à Igreja em 2004. Informações sobre como visitar a capela podem ser encontradas em uk.churchofjesuschrist.org/gadfield-elm-chapel [em inglês].

6. Batalhão Mórmon no México

O Batalhão Mórmon foi convocado em julho de 1846, para ajudar os Estados Unidos na Guerra Mexicano-Americana. Os membros do batalhão ajudaram a criar estradas para carroções enquanto marchavam quase 3.200 km de Council Bluffs, Iowa, para San Diego, Califórnia, através do Território Mexicano. Na época, o território incluía o que hoje é a Califórnia, Nevada, Utah e Novo México, além de partes do Arizona e Colorado e outros estados dos E.U.A. 

Em dezembro de 1846, sua rota os levou ao que hoje é o México, próximo à fronteira do Arizona e Novo México com o país, por um terreno severamente árido de rochas e arbustos desérticos. Eles continuaram rumo ao oeste até a atual cidade de Douglas, no Arizona, e depois começaram a seguir em direção ao norte, de volta para o lado dos Estados Unidos da fronteira, onde por fim encontraram o rio San Pedro próximo a Palominos, Cochise, Arizona.

HISTÓRIA RELACIONADA
Lições do Batalhão Mórmon ainda relevantes, mesmo 175 anos depois

7. Neiafu, Vava’u, Tonga

Na nação insular de Tonga, Vava’u é o aglomerado de ilhas ao norte, que tem Neiafu como uma das maiores cidades. Em 1895, quatro anos depois que os primeiros missionários santos dos últimos dias chegaram de Samoa, Andrew Jensen, historiador assistente da Igreja, estava viajando de Fiji para Samoa e chegou a Tonga. Ele navegou até Vava’u e Neiafu. No dia 20 de agosto de 1895, ele saiu para caminhar e subiu o Monte Talau, o pico mais alto da região. Ele escreveu sobre a “vista magnífica” e orou enquanto estava lá. 

Ele visitou outras ilhas tonganesas e retornou a Neiafu algumas semanas depois, com os missionários. No dia 9 de setembro de 1895, ele e os missionários subiram o Monte Talau, cantaram, se ajoelharam juntos e oraram. 

Um templo está sendo construído em Neiafu, cuja abertura de terra foi realizada em setembro de 2021.

HISTÓRIA RELACIONADA
Abertura de terra do Templo de Neiafu Tonga inclui realeza entre convidados

8. Edifício do Sr. Percival, Nuku’alofa, Tongatapu, Tonga

Brigham Smoot e Alva Butler, os primeiros missionários enviados a Tonga, chegaram à capital Nuku’alofa no dia 15 de julho de 1891. Após certa dificuldade, eles conseguiram alugar um apartamento no andar acima de uma padaria, de propriedade do Sr. Percival, na esquina das ruas Taufa’ahau e Salote. O apartamento tinha uma sacada que dava para o principal cruzamento da cidade, de onde também era possível observar a passagem do rei a caminho do prédio do Parlamento. Os missionários puderam conhecer os líderes do reino. 

O edifício ainda está de pé, com a sacada e quase a mesma aparência que tinha em 1891. 

Um templo foi dedicado em Nuku’alofa em 1983 e rededicado em 2007.

9. Arthur’s Seat, Edimburgo, Escócia

O Arthur’s Seat [Assento de Arthur] é um vulcão antigo e o principal pico rochoso das colinas no Parque Holyrood. Ele mede cerca de 250 metros acima do nível do mar.

Quando os membros do Quórum dos Doze Apóstolos serviram como missionários nas Ilhas Britânicas, no final da década de 1830 e início da década de 1840, Orson Pratt foi para a Escócia. Ele notou a beleza da região, inclusive os montes arredondados, e subiu o rochoso Arthur’s Seat, também conhecido, entre os santos dos últimos dias, como o “Monte de Pratt”. 

“Diz-se que, em sua primeira subida, ele implorou ao Senhor por duzentos conversos. Quando ele deixou a Escócia, sua oração havia sido mais do que respondida”, de acordo com “Men with a Mission: The Quorum of the Twelve Apostles in the British Isles, 1837-1841” [Homens com uma Missão: O Quórum dos Doze Apóstolos nas Ilhas Britânicas, 1837-1841] escrito por David J. Whittaker, James B. Allen e Ronald K. Esplin.

10. Túmulo de Abel Evans, Merthyr Tydfil, País de Gales

Quando os missionários santos dos últimos dias chegaram a Merthyr Tydfil, País de Gales, Abel Evans foi escolhido pelos não conformistas locais para debater com eles. No final do segundo debate, ele descobriu que não poderia sustentar os argumentos não conformistas. Mais tarde, ele foi batizado como membro da Igreja. 

Ele serviu como missionário viajante no norte e no sul do País de Gales. Ele e sua esposa, Mary Jones, emigraram para os Estados Unidos em 1850 e se estabeleceram em Salt Lake City. Ele foi chamado para uma missão no País de Gales em 1865 e serviu como presidente do Distrito Galês. Ele pegou uma tosse forte que afetou sua saúde e trabalhou até falecer em novembro de 1866, em Merthyr Tydfil.

Bônus: Sala de Henry Saville, Merton College, Oxford, Inglaterra

Embora não esteja relacionado à história da Igreja, este local está ligado à versão do Rei Jaime da Bíblia. Henry Saville era o diretor da Merton College em Oxford, Inglaterra, quando fazia parte do Segundo Comitê de Oxford no trabalho de tradução da Bíblia. O Segundo Comitê de Oxford foi responsável pelos Evangelhos, Atos e o livro do Apocalipse. Seu grupo de tradutores se reunia em seus aposentos na Merton College.

— Fotos de Kenneth Mays, instrutor aposentado do Departamento de Seminários e Institutos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Sua coleção de imagens está disponível em catalog.churchofjesuschrist.org.

HISTÓRIA RELACIONADA
Alicerces familiares: As primeiras casas onde os 17 presidentes da Igreja moraram
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.