Menu

O que é importante? A vida das pessoas que ‘conseguimos ajudar’, diz Presidente Ballard a estudantes de Negócios da BYU

Falando em um evento celebrando o 20º aniversário do Melvin J. Ballard Center for Social Impact, Presidente Ballard agradece aqueles que abençoam a vida de outras pessoas

PROVO, Utah — Em sua vida, Presidente M. Russell Ballard viajou para os quatro cantos do mundo representando A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Ele testificou do Salvador, viu milagres e sofrimentos e tentou ajudar quando e onde pôde.

Em um evento celebrando o 20º aniversário do Melvin J. Ballard Center for Social Impact [Centro de Impacto Social Melvin J. Ballard – em inglês], na Marriott School of Business da Universidade Brigham Young, em 23 de fevereiro, o Presidente em Exercício do Quórum dos Doze Apóstolos disse que, imitar o amor de Jesus Cristo em palavras e ações é o que mais importa.

O que uma pessoa adquire nesta vida significará pouco, disse Presidente Ballard. O que será importante, disse ele, é a vida das pessoas “que pudemos ajudar” estendendo a mão com companheirismo, reservando um tempo para fazermos um telefonema, ou enviarmos um bilhete e oferecermos ajuda a alguém que só precisa de um pouco de apoio.

“Espero que tenhamos nosso coração, nossas mãos e nossos olhos disponíveis, que estejamos ansiosamente empenhados em ajudá-los”, disse ele.

Fundado em 2003, o Ballard Center ajuda os alunos a emprestarem sua energia para resolverem os problemas sociais mais urgentes do mundo. Nomeado em homenagem ao avô de Presidente Ballard, Élder Melvin J. Ballard, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o centro atende cerca de 3.000 alunos anualmente. Seguindo a diretriz de “Fazer o bem maior”, eles participam a cada ano letivo em aulas, competições, estágios, pesquisas e oportunidades de emprego.

Élder Melvin J. Ballard, Quórum dos Doze Apóstolos de 1919 a 1939.
Élder Melvin J. Ballard, Quórum dos Doze Apóstolos de 1919 a 1939. | BYU

Acompanhado por membros de sua família e por Élder Robert C. Gay, uma autoridade geral emérita, Presidente Ballard se reuniu com alunos, professores e apoiadores do Ballard Center para o evento de aniversário, pedindo a todos os presentes que, como seguidores de Jesus Cristo, encontrassem pequenas maneiras de ajudarem e servirem os filhos de Deus na Terra.

“Em nome de meu avô, Melvin J. Ballard, agradeço por tudo o que vocês fazem em apoio à Igreja e ao reino de Deus”, disse Presidente Ballard.

As coisas realizadas no Ballard Center são de longo alcance, acrescentou ele, observando que todos os filhos de Deus têm a diretriz de se prepararem para ajudar e abençoarem a vida de outras pessoas.

“Quero que saibam que sei que Jesus é o Cristo. Tenho carregado Seu nome e sido uma testemunha Dele em todas as circunstâncias, em todos os lugares do mundo. E nunca participo dessas experiências sem me tornar mais humilde, e mais grato por ser membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, por saber o que sei sobre quem sou e quem são todos vocês, e nosso propósito na vida.”

Élder Gay, um dos primeiros doadores do centro, falou sobre participar de uma reunião com algumas pessoas no ano 2000, fazendo a seguinte pergunta: “O que eles poderiam fazer para tirarem 1 milhão de pessoas da pobreza?”

“Tornou-se um dos grandes privilégios da minha vida estar envolvido em uma startup por meio da BYU”, disse ele.

Embora o centro tenha o nome de Élder Melvin J. Ballard, que trabalhou sob a direção de Presidente Heber J. Grant que era Presidente da Igreja durante a Grande Depressão, para organizar o vasto programa de bem-estar da Igreja, Élder Gay disse que também é uma homenagem a Presidente Ballard.

Élder Gay observou que, embora Élder Melvin J. Ballard seja um dos pais dos serviços de bem-estar da Igreja, Presidente Ballard é um dos pais dos Serviços Humanitários da Igreja.

Em 1985, Élder Ballard embarcou em uma jornada pelo mundo que resultou no estabelecimento dos Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias, o programa de Serviços Humanitários da Igreja que já serviu a milhões de filhos de Deus em mais de 170 nações, disse Élder Gay.

Após a guerra civil e a fome na Etiópia, que acabaria por ceifar a vida de 1,2 milhão de pessoas, Presidente Spencer W. Kimball convocou dois jejuns mundiais em 1985. O então Élder Ballard e Élder Glenn L. Pace, na época diretor administrativo do Departamento de Bem-Estar da Igreja, visitaram a Etiópia para determinar a melhor forma de utilizarem o que seriam US$ 11 milhões arrecadados pelos santos dos últimos dias nos jejuns.

Crianças se reuniram ao redor de Élder M. Russell Ballard, na época da Presidência dos Setenta, durante sua visita à Etiópia em 1985 para determinar a melhor forma de utilizar os mais de $6 milhões arrecadados durante um jejum especial, no dia 27 de janeiro de 1985.
Crianças se reuniram ao redor de Élder M. Russell Ballard, na época da Presidência dos Setenta, durante sua visita à Etiópia em 1985 para determinar a melhor forma de utilizar os mais de $6 milhões arrecadados durante um jejum especial no dia 27 de janeiro de 1985. | Fornecida por Presidente M. Russell Ballard

“Eles viajaram para Adis Abeba no que muitos chamam de missão e misericórdia”, disse Élder Gay. “Grandes milagres aconteceram.”

Naquela viagem, Presidente Ballard exemplificou algo importante sobre como cuidar dos pobres e necessitados, disse ele. “Foi uma missão de fé. … Jamais ergueremos as pessoas, da maneira que precisamos erguê-las, se não tivermos fé.”

No país, os líderes da Igreja encontraram um membro da Igreja, Harry Hadlock, e realizaram uma reunião sacramental. Presidente Ballard orou por chuva, e ela veio.

“Não foi apenas um momento de chuva na Etiópia”, disse Élder Gay. “Eles permaneceram lá por uma semana. E em todos os lugares que Presidente Ballard e Élder Pace viajavam, a chuva os seguia.”

Élder Robert C. Gay, autoridade geral emérita.
Élder Robert C. Gay, autoridade geral emérita. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Outros milagres ocorreram quando as Autoridades Gerais receberam documentos de viagem e transporte no país.

Eles visitaram um acampamento que abrigava 120.000 pessoas vivendo em barracas. No entanto, foram as 30.000 pessoas, fora do acampamento, que conquistaram seus coração. Elas chegaram ao portão, depois de terem viajado centenas de quilômetros para encontrarem alívio da fome, apenas para descobrirem que havia uma lista de espera para entrarem.

No meio do acampamento, chegou um homem que havia caminhado 80 quilômetros carregando um bebê que havia encontrado ao lado da falecida mãe da criança. Quando ele chegou, lembrou Élder Gay, ele não pediu nada para si mesmo, mas disse: “O que pode ser feito por este bebê?”

“Essa é a pergunta que todos queremos nos fazer. O que pode ser feito pelos filhos e filhas de Deus?”

A decana Brigitte C. Madrian da Marriott School of Business, dirigiu o evento, durante o qual o vice-presidente acadêmico da BYU, Shane Reese, e o diretor do Ballard Center, Todd Manwaring, também falaram.

Manwaring disse que o centro pode realizar muito por causa do envolvimento e comprometimento dos alunos da BYU, que trazem criatividade, inovação e emoção.

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.