Menu

Missionários e Santos dos Últimos Dias estão seguros após terremoto que ocorreu nesta manhã em Porto Rico

Moradores avaliam os danos onde uma casa caiu parcialmente depois que um terremoto atingiu Guánica, Porto Rico, na segunda-feira, dia 6 de janeiro, 2020. Um terremoto de magnitude 5,8 atingiu Porto Rico antes do amanhecer na segunda-feira, desencadeando p Crédito: Carlos Giusti, AP Photo
Uma formação natural conhecida como “Punta Ventana”, fica sem a ponte que havia criado a formação de uma janela, ou buraco, em Guayanilla, Porto Rico, na segunda-feira, dia 6 de janeiro, 2020. A ponte natural caiu durante o terremoto que ocorreu pela manh Crédito: Jorge A. Ramírez Portela, AP Photo
A Governadora Wanda Vázquez inspeciona uma casa danificada pelo terremoto em Guánica, Porto Rico, na segunda-feira, dia 6 de janeiro, 2020. Um terremoto de magnitude 5,8 atingiu Porto Rico antes do amanhecer na segunda-feira, desencadeando pequenos desliz Crédito: Carlos Giusti, AP Photo
Carros são esmagados debaixo de uma casa que desmoronou após um terremoto atingir Guánica, Porto Rico, na segunda-feira, dia 6 de janeiro, 2020. Um terremoto de magnitude 5,8 atingiu Porto Rico antes do amanhecer na segunda-feira, desencadeando pequenos d Crédito: Carlos Giusti, AP Photo
Destroços de uma parede que caiu de um edifício sujam o chão após um terremoto atingir Ponce, Porto Rico, antes do amanhecer desta terça-feira, dia 7 de janeiro, 2020. Crédito: Carlos Giusti, AP Photo
Amir Seneriz, presidente da Organização de Logia Aurora, inspeciona danos após um terremoto atingir Ponce, Porto Rico, antes do amanhecer desta terça-feira, dia 7 de janeiro, 2020. Crédito: Carlos Giusti, AP Photo

Santos dos Últimos Dias e seus vizinhos através de Porto Rico foram sacudidos até acordarem nesta terça-feira de manhã quando um terremoto de magnitude 6,4 atingiu a ilha do Caribe, que permanece assombrada pelos recentes desastres naturais.

O evento de terça-feira veio após um terremoto menor em Porto Rico que mediu 5,8.

Todos os missionários servindo em Porto Rico foram checados, estão seguros, e estiveram em contato com suas famílias na terça-feira, através de mensagens de texto. Até o momento, não há nenhum relato de feridos entre os membros da Igreja.

Um homem da cidade de Ponce, onde o terremoto de terça-feira foi mais forte, morreu e muitos outros ficaram feridos. Centenas de pessoas reuniram-se nas ruas da cidade, temerosas de voltarem para suas casas depois do terremoto principal e dos tremores subsequentes, publicou a Associated Press.

A falta de energia elétrica ocorreu ao redor da ilha na terça-feira de manhã por causa da queda das redes de alta tensão e devido a desconexões voluntárias para a manutenção e inspeção de infraestruturas potencialmente comprometidas.

Destroços de uma parede que caiu de um edifício sujam o chão após um terremoto atingir Ponce, Porto Rico, antes do amanhecer desta terça-feira, dia 7 de janeiro, 2020.
Destroços de uma parede que caiu de um edifício sujam o chão após um terremoto atingir Ponce, Porto Rico, antes do amanhecer desta terça-feira, dia 7 de janeiro, 2020. | Crédito: Carlos Giusti, AP Photo

O presidente da Estaca Ponce Porto Rico, Franki Ruiz, disse que tremores violentos o tiraram da cama na terça-feira, pouco depois das 4 da manhã. Ele estava esperando um grande terremoto por causa da frequente atividade sísmica na ilha nos últimos dias.

“Acordei e falei para minha esposa, meus pais e meus filhos que este era o grande, então vamos sair da casa”, ele disse. “Andamos calmamente para fora e todos os meus vizinhos também estavam saindo de suas casas.”

O presidente Ruiz começou a contatar outros líderes da Igreja na área imediatamente.

“Não temos nenhum relato de membros que tenham sido feridos ou que suas casas tenham sido seriamente danificadas”, ele disse. “Ainda estamos tentando encontrar todo mundo — mas por enquanto, as coisas parecem estar bem com os membros.” 

O terremoto principal e os tremores subsequentes deixaram algumas pessoas na região de Ponce, histéricas de medo, disse o presidente Ruiz.

“As pessoas estão estacionando nas ruas principais e estradas e estão apenas esperando. Neste momento, ainda estamos em situação de emergência.”

Carros são esmagados debaixo de uma casa que desmoronou após um terremoto atingir Guánica, Porto Rico, na segunda-feira, dia 6 de janeiro, 2020. Um terremoto de magnitude 5,8 atingiu Porto Rico antes do amanhecer na segunda-feira, desencadeando pequenos deslizamentos de terra, causando falta de energia e graves rachaduras em algumas casas. Até o momento, não há nenhum relato de vítimas.
Carros são esmagados debaixo de uma casa que desmoronou após um terremoto atingir Guánica, Porto Rico, na segunda-feira, dia 6 de janeiro, 2020. Um terremoto de magnitude 5,8 atingiu Porto Rico antes do amanhecer na segunda-feira, desencadeando pequenos deslizamentos de terra, causando falta de energia e graves rachaduras em algumas casas. Até o momento, não há nenhum relato de vítimas. | Crédito: Carlos Giusti, AP Photo

Enquanto isso, líderes da estaca Ponce fizeram avaliações estruturais preliminares dos edifícios locais da Igreja e não encontraram nenhum dano visível.

O presidente da Missão Porto Rico San Juan, David Smart, disse ao Church News que, pouco tempo depois do terremoto de terça-feira, os élderes e sísteres servindo na ilha estavam seguros, em boas condições e com bom ânimo.

“Todos os missionários haviam recebido smartphones pouco antes do Natal, então estamos todos conectados agora”, ele disse. “Entre 4:30 e 5:00 horas desta manhã, começamos a receber mensagens dos missionários dizendo que haviam sentido o terremoto, mas que não havia ninguém ferido ou com problemas.”

Todos os missionários, ele acrescentou, mandaram mensagens para seus pais, para que soubessem que estavam bem.

Não há, talvez, nenhuma outra missão na Igreja mais experiente em lidar com desastres naturais do que a Missão Porto Rico San Juan. Após o furacão Maria em 2017, os missionários de tempo integral foram evacuados para garantir seu bem estar.

“Desde que o furacão aconteceu, temos mantido kits de 72 horas e um suprimento de água em todos os apartamentos dos missionários”, disse o presidente Smart.

Na capital de San Juan, no extremo norte da ilha, moradores e membros da Igreja estavam lidando nesta terça-feira pela manhã, com a falta de energia generalizada — mas ficaram gratos que o terremoto não causou maiores danos.

“Estamos bem”, disse o presidente da Estaca San Juan Porto Rico, Wilfred Rosa. “Todos estão meio que assustados agora — mas não é tão ruim quanto um furacão.”

Uma formação natural conhecida como “Punta Ventana”, fica sem a ponte que havia criado a formação de uma janela, ou buraco, em Guayanilla, Porto Rico, na segunda-feira, dia 6 de janeiro, 2020. A ponte natural caiu durante o terremoto que ocorreu pela manhã.
Uma formação natural conhecida como “Punta Ventana”, fica sem a ponte que havia criado a formação de uma janela, ou buraco, em Guayanilla, Porto Rico, na segunda-feira, dia 6 de janeiro, 2020. A ponte natural caiu durante o terremoto que ocorreu pela manhã. | Crédito: Jorge A. Ramírez Portela, AP Photo

Ele e outros presidentes de estaca da ilha estavam se comunicando entre si, logo depois do terremoto principal.

Mesmo estando a mais de uma hora de distância de Ponce, “sentimos bem forte o terremoto aqui em San Juan”.

Presidente Rosa disse que Porto Rico é uma região sísmica e que ele e seus companheiros de ilha estão acostumados com tremores ocasionais. A maioria dos novos edifícios são construídos para resistirem a terremotos.

Ainda assim, ele acrescentou, muitos ao redor de Porto Rico vivem em casas mais velhas ou menos estáveis, ou ainda em apartamentos que continuam vulneráveis a desastres naturais.

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Milhares de pessoas ouvem mensagens de Élder David A. Bednar e de Élder Patrick Kearon durante seu ministério na Nigéria, Gana, Libéria e Costa do Marfim

O que as cantoras Lea Salonga e Ysabelle Cuevas e as personalidades da TV Suzi Entrata-Abrera e Paolo Abrera, disseram sobre se apresentar com o Coro do Tabernáculo na Arena MoA esta semana

O ministério de nove dias de Élder Neil L. Andersen nas Filipinas incluiu uma visita guiada com os jovens ao Templo de Alabang Filipinas, distribuição de cadeiras de rodas, celebrações de doações da iniciativa Seja a Luz do Mundo e reuniões com membros e missionários

As experiências compartilhadas criam “inclusão em uma comunidade global de irmãs da Sociedade de Socorro”, disse a presidente Camille N. Johnson.

Anúncios de estacas novas e reorganizadas ao redor do mundo

Durante o concerto de música sacra do Coro e Orquestra do Tabernáculo, em uma universidade católica centenária nas Filipinas, quatro jovens de diferentes origens religiosas compartilharam como a oração os ajuda.