Menu
Global

Dia Mundial dos Refugiados: Como os Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias continuam a ajudar refugiados no mundo todo

Uma mãe sorri com o a chegada da ajuda de emergência a refugiados no Sudão. Crédito: Rahma Worldwide
O compromisso de longa data da Igreja em ajudar famílias de refugiados é evidente em seu apoio contínuo às agências de reassentamento de refugiados nos Estados Unidos. Em 2020, os Serviços de Caridade da Igreja apoiou várias dessas agências para ajudar na Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Ehna Elisca, à direira, tenta fazer com que sua irmã, Roud Elisca, sorria no Centro de Transferência de Famílias em Houston na segunda-feira, dia 7 de junho de 2021. O centro fornece descanso temporário para famílias que foram liberadas na fronteira dos E Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News
A presidente Jean B. Bingham, à direita, e a irmã Sharon Eubank, da organização dos Serviços de Caridade da Igreja, experimentam frutas locais colhidas por mulheres refugiadas no Imvepi Refugee Settlement, no distrito de Arua, em Uganda. Isso foi parte de Crédito: Latter-day Saints Charities
Os Serviços de Caridade da Igreja estão ajudando a financiar programas de alimentação escolar do Convoy of Hope [Comboio da Esperança] em vários países em desenvolvimento, de acordo com um comunicado à imprensa do dia de 3 de fevereiro de 2021. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Os Serviços de Caridade da Igreja têm apoiado iniciativas globais de imunização, lideradas pelo UNICEF e pela OMS. Esta mulher foi vacinada no Chade. Crédito: UNICEF
Durante os últimos 10 anos, a presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, à direita, ensinou e orientou uma refugiada do Afeganistão e sua filha adulta, que se reinstalaram em Salt Lake City, Utah, devido à guerra em seu país natal. Crédito: Jean Bingham
No começo de 2017, líderes da Igreja e oficiais do UNICEF visitaram pessoas no Assentamento de Refugiados em Bidi Bidi em Uganda. Na época, o assentamento abrigava mais de 250 mil pessoas, assim como escolas e comunidades vizinhas. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Pelo menos 82,4 milhões de pessoas no mundo todo foram deslocadas à força no final de 2020, como resultado de perseguição, conflito ou violência, de acordo com a Agência das Nações Unidas para Refugiados. Quase 26,4 milhões delas são refugiadas, e cerca de metade deste número representa indivíduos com menos de 18 anos de idade.

O Dia Mundial dos Refugiados — comemorado anualmente em 20 de junho — foi designado pelas Nações Unidas para homenagear os refugiados ao redor do mundo e celebrar sua coragem e força. 

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tem se mantido ativamente envolvida por muitos anos, em iniciativas de ajuda a refugiados por meio de seu braço humanitário, os Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias. Desde 1991, os Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias têm trabalhado em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, a fim de proporcionar auxílio e bem-estar a estas pessoas — tanto em situações de emergência quanto em países de reassentamento.

Em 2020, os Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias trabalharam em 294 projetos de resposta a refugiados, em 50 países e territórios, de acordo com seu relatório anual.

No início deste mês, a Igreja e vários parceiros abriram um novo Centro de Transferência de Famílias em Houston, Texas, para fornecerem assistência humanitária a imigrantes procurando asilo nos Estados Unidos.

O refugiado do Panamá Neftali Lamour, de 7 anos de idade, sentado em sua cama no Centro de Transferência de Famílias em Houston na segunda-feira, dia 7 de junho de 2021. O centro fornece descanso temporário para famílias que foram liberadas na fronteira dos Estados Unidos e precisam temporariamente de abrigo e alimentação.
O refugiado do Panamá Neftali Lamour, de 7 anos de idade, sentado em sua cama no Centro de Transferência de Famílias em Houston na segunda-feira, dia 7 de junho de 2021. O centro fornece descanso temporário para famílias que foram liberadas na fronteira dos Estados Unidos e precisam temporariamente de abrigo e alimentação. | Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Os Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias anunciaram em junho uma doação de 5 milhões de dólares para ajudar refugiados a se restabeleceram nos Estados Unidos. A doação financeira será dividida entre nove agências de restabelecimento de refugiados que fazem parceria com várias organizações de caridade. Os Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias também estão trabalhando em parceria com várias organizações para aliviar o sofrimento no Sudão.

A Irmã Sharon Eubank, primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro e presidente dos Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias, disse que os refugiados e os imigrantes precisam de três coisas para se sentirem bem-vindos em uma comunidade: “Eles precisam de um amigo, um trabalho significativo, e liberdade para praticarem sua fé em paz.”

Discursando no Royal Institute of International Affairs [Instituto Real de Assuntos Internacionais] em Londres, Inglaterra, no dia 2 de julho de 2018, Élder Jeffrey R. Holland, do Quórum dos Doze Apóstolos, incentivou Organizações Não-Governamentais (ONGs), governos e grupos religiosos a reorientarem suas iniciativas de resposta às crises pessoais e familiares sofridas por refugiados e deslocados internos.

Na ocasião, ele salientou a importância de se considerar também as necessidades emocionais e espirituais dessas pessoas: “A fé é tão importante para muitos refugiados e deslocados internos quanto a água, o alimento e o ar”, disse ele. “No passado, instituições de caridade forneceram apoio financeiro, tratamento médico e outras necessidades físicas para vítimas refugiadas, e todos ainda são necessários. Porém, compreendemos agora que devemos cuidar também de suas necessidades emocionais e espirituais.”

Em outubro de 2015, uma carta da Primeira Presidência incentivou todos os membros da Igreja a prestarem assistência aos refugiados em todas as partes do mundo. Seis meses depois, a Primeira Presidência convidou mulheres santos dos últimos dias de todas as idades a ajudarem os refugiados em suas próprias comunidades como parte da iniciativa “Era Estrangeiro”.

Ehna Elisca, à direira, tenta fazer com que sua irmã, Roud Elisca, sorria no Centro de Transferência de Famílias em Houston na segunda-feira, dia 7 de junho de 2021. O centro fornece descanso temporário para famílias que foram liberadas na fronteira dos Estados Unidos e precisam temporariamente de abrigo e alimentação.
Ehna Elisca, à direira, tenta fazer com que sua irmã, Roud Elisca, sorria no Centro de Transferência de Famílias em Houston na segunda-feira, dia 7 de junho de 2021. O centro fornece descanso temporário para famílias que foram liberadas na fronteira dos Estados Unidos e precisam temporariamente de abrigo e alimentação. | Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Falando sobre essa iniciativa durante a conferência geral de abril de 2016, a Irmã Linda K. Burton, que na época servia como presidente geral da Sociedade de Socorro, pediu às irmãs em todo o mundo para “determinarem em espírito de oração o que poderiam fazer para servir — de acordo com seu próprio tempo e suas circunstâncias — aos refugiados que vivem em seu bairro e em sua comunidade.”

Em 2015, a irmã Sharon Eubank compartilhou maneiras de ajudarmos os refugiados em nossa comunidade. Embora sejam simples, elas podem fazer toda a diferença para os vizinhos com quem fazemos amizade. Aqui estão 20 de suas sugestões:

O compromisso de longa data da Igreja em ajudar famílias de refugiados é evidente em seu apoio contínuo às agências de reassentamento de refugiados nos Estados Unidos. Em 2020, os Serviços de Caridade da Igreja apoiou várias dessas agências para ajudar nas necessidades durante a pandemia.
O compromisso de longa data da Igreja em ajudar famílias de refugiados é evidente em seu apoio contínuo às agências de reassentamento de refugiados nos Estados Unidos. Em 2020, os Serviços de Caridade da Igreja apoiou várias dessas agências para ajudar nas necessidades durante a pandemia. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

  1. Seja um amigo sincero.
  2. Tome uma posição contra a intolerância.
  3. Promova a compaixão e a compreensão.
  4. Em vez de presumir, informe-se a respeito do que é realmente necessário.
  5. Aprenda sobre a culinária, as comemorações e as tradições de outras pessoas.
  6. Compartilhe uma refeição.
  7. Celebre uma data comemorativa juntos.
  8. Convide alguém para participar de sua noite familiar.
  9. Ensine uma nova habilidade.
  10. Apresentem-se um ao outro.
  11. Troque ideias e experiências.
  12. Destaque o lado positivo de outras culturas.
  13. Perdoe ofensas e mal-entendidos, e tente novamente.
  14. Voluntarie-se para ensinar um idioma.
  15. Defenda outras pessoas contra a intolerância.
  16. Ensine um esporte.
  17. Ofereça emprego a alguém inesperadamente.
  18. Doe bens domésticos.
  19. Ajude as crianças a estudarem.
  20. Não hesite em seguir os sussurros do Espírito Santo.

Para saber mais sobre as necessidades dos refugiados e como ajudar, visite o site “Era estrangeiro“.

No começo de 2017, líderes da Igreja e oficiais do UNICEF visitaram pessoas no Assentamento de Refugiados em Bidi Bidi em Uganda. Na época, o assentamento abrigava mais de 250 mil pessoas, assim como escolas e comunidades vizinhas.
No começo de 2017, líderes da Igreja e oficiais do UNICEF visitaram pessoas no Assentamento de Refugiados em Bidi Bidi em Uganda. Na época, o assentamento abrigava mais de 250 mil pessoas, assim como escolas e comunidades vizinhas. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Com sua habilidade de entrar em lugares que outros não conseguiam, Marcos ganhou o carinhoso apelido de la Pulga, espanhol para ‘A Pulga’. Sua história é a de se estar no lugar certo na hora certa, observa Lloyd Newell em “Música e Palavras de Inspiração” desta semana com o Coro do Tabernáculo na Praça do Templo.

Professores podem agora registrar a frequência às aulas por meio do aplicativo Ferramentas do Membro.

Estes novos presidentes de missão e respectivas companheiras foram chamados a servir pela Primeira Presidência. Eles começarão seu serviço em julho.

A turnê do Coro do Tabernáculo pelas Filipinas começa com jovens apresentando danças tradicionais. Esta é a segunda parada da turnê “Hope” e a primeira vez do coro nas Filipinas.

Neste vídeo do Church News, “O êxodo de Nauvoo”, líderes e membros na histórica Nauvoo, Illinois, homenagearam os primeiros membros da Igreja, enquanto caminhavam cerca de dois quilômetro pela Parley Street, indo até o rio Mississippi.

Membro da Igreja no Alabama, Mary Helen Allred se sente feliz por poder usar o ServirAgora para continuar um legado de serviço