Menu

De páginas completas a fragmentos: Veja manuscrito original do Livro de Mórmon em novo volume de Documentos de Joseph Smith

Robin Scott Jensen, co-editor de “Documentos de Joseph Smith, Revelações e Traduções, Vol. 5: Manuscrito Original do Livro de Mórmon” lançado na terça-feira, dia 25 de janeiro de 2022, observa uma folha do manuscrito de 1 Néfi. O volume inclui imagens de Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, segura uma página do documento original no dia 19 de janeiro de 2022, na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
“Documentos de Joseph Smith, Revelações e Traduções, Vol. 5: Manuscrito Original do Livro de Mórmon” foi lançado na terça-feira, dia 25 de janeiro de 2022, e é fotografado com duas das folhas do manuscrito. O volume inclui imagens de cerca de 28% que aind Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, segura uma página do documento original sob uma máquina que gera uma imagem multiespectral, ou MSI, no dia 19 de janeiro de 202 Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
A Casa de Nauvoo em Nauvoo, Illinois, em 2013. Em primeiro plano, a pedra angular original, onde o manuscrito do Livro de Mórmon havia sido armazenado. Crédito: Kenneth Mays
Uma pintura da Casa de Nauvoo feita a óleo por David Hyrum Smith, por volta de 1865. Crédito: Fornecida pela família de Lynn e Lorene Smith e a [Igreja] Comunidade de Cristo.
Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, segura uma página do documento original no dia 19 de janeiro de 2022, na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Robin Scott Jensen segura um novo volume de Documentos de Joseph Smith, que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, no dia 19 de janeiro de 2022. Jensen e Royal Skousen são os co-editores do volume. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
O original do Livro de Mórmon, em exibição na Biblioteca da História da Igreja em Salt Lake City, no dia 19 de janeiro de 2022. Das cerca de 500 páginas originais colocadas na pedra angular da Casa de Nauvoo em 1841, apenas parte de 232 páginas sobreviver Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, observa várias páginas do manuscrito original na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City, no dia 19 de janeiro de 20 Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, observa várias páginas do manuscrito original na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City, no dia 19 de janeiro de 20 Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
“Documentos de Joseph Smith, Revelações e Traduções, Vol. 5: Manuscrito Original do Livro de Mórmon” foi lançado na terça-feira, dia 25 de janeiro de 2022, e é fotografado com duas das folhas do manuscrito. O volume inclui imagens de cerca de 28% que aind Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, observa várias páginas do manuscrito original na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City, no dia 19 de janeiro de 20 Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, observa várias páginas do manuscrito original na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City, no dia 19 de janeiro de 20 Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
The Nauvoo House in Nauvoo, Illinois, in 2013. The original cornerstone, where the manuscript of the Book of Mormon, had been storied is in the foreground. Crédito: Kenneth Mays
The interior view of the rebuilt Harmony home of Joseph and Emma Smith, shown in 2019, at the at the Priesthood Restoration Site in Oakland Township, Susquehanna, Pennsylvania. Crédito: Kenneth Mays
The interior view of the rebuilt Harmony home of Joseph and Emma Smith, shown in 2019, at the at the Priesthood Restoration Site in Oakland Township, Susquehanna, Pennsylvania. Crédito: Kenneth Mays

A frase “teceu que” é a primeira linha de um pequeno fragmento que faz parte do manuscrito original do Livro de Mórmon. “Jesus Cristo a” está na segunda linha. O lado oposto contém “ta-te ó Jer”, “ão pois assim diz” e “m dinheiro sereis resg”.

Este fragmento é de 3 Néfi 9 [em inglês] no manuscrito original (e na edição de 1830 do Livro de Mórmon) e de 3 Néfi 20 e 21 na edição de 2013 das escrituras. 

O fragmento foi publicado em “Documentos de Joseph Smith, Revelações e Traduções, Vol. 5: Manuscrito Original do Livro de Mórmon”, que foi lançado na terça-feira, dia 25 de janeiro [em inglês], por A Imprensa do Historiador da Igreja. O volume inclui imagens de cerca de 28% do manuscrito original de 500 páginas, criado durante a tradução do Livro de Mórmon que ainda existe hoje. 

“As pessoas têm se interessado por este manuscrito desde sua criação”, disse Robin Scott Jensen, co-editor de “Documentos de Joseph Smith, Revelações e Traduções, Vol. 5: Manuscrito Original do Livro de Mórmon.”

“Documentos de Joseph Smith, Revelações e Traduções, Vol. 5: Manuscrito Original do Livro de Mórmon” foi lançado na terça-feira, dia 25 de janeiro de 2022, e é fotografado com duas das folhas do manuscrito. O volume inclui imagens de cerca de 28% que ainda existe do manuscrito original de 500 páginas, criado durante a tradução do Livro de Mórmon.
“Documentos de Joseph Smith, Revelações e Traduções, Vol. 5: Manuscrito Original do Livro de Mórmon” foi lançado na terça-feira, dia 25 de janeiro de 2022, e é fotografado com duas das folhas do manuscrito. O volume inclui imagens de cerca de 28% que ainda existe do manuscrito original de 500 páginas, criado durante a tradução do Livro de Mórmon. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

O volume é uma edição fac-símile e contém imagens das folhas, ou dos fragmentos, do manuscrito. As páginas opostas apresentam a transcrição, o que possivelmente falta com base no manuscrito para impressão e na edição de 1830 do Livro de Mórmon, além de comentários sobre quem provavelmente foi o escriba. 

“Este é o artefato que foi produzido, à medida que Joseph Smith ditava as palavras do Livro de Mórmon. Ele é um vislumbre deste evento que milhares de pessoas acreditam ser milagroso”, disse Jensen sobre o processo de tradução. 

Textos originais de outras escrituras, como o Velho e o Novo Testamento, não existem mais.  

“Este manuscrito original é único no mundo das escrituras, porque é o que mais nos aproxima desse evento milagroso”, disse Jensen. “Do ponto de vista textual e histórico, não posso deixar de ressaltar o quanto este manuscrito original é importante.”

Leia também: Presidente Nelson elogia novo volume do projeto Documentos de Joseph Smith

O manuscrito 

O manuscrito original do Livro de Mórmon inclui a caligrafia de vários escribas, incluindo Oliver Cowdery, John Whitmer e Christian Whitmer, disse Jensen.

“Eu gosto de chamar o manuscrito original de cópia ditada porque é o documento que estava sobre a mesa, sendo escrito por escribas, enquanto Joseph Smith lia as palavras do Livro de Mórmon em voz alta”, disse Jensen. 

A Casa de Nauvoo em Nauvoo, Illinois, em 2013. Em primeiro plano, a pedra angular original, onde o manuscrito do Livro de Mórmon havia sido armazenado.
A Casa de Nauvoo em Nauvoo, Illinois, em 2013. Em primeiro plano, a pedra angular original, onde o manuscrito do Livro de Mórmon havia sido armazenado. | Crédito: Kenneth Mays

Desde cedo, Joseph Smith aprendeu a lição que não devia ter um único exemplar do Livro de Mórmon”, disse Jensen. No início do processo de tradução, Martin Harris levou as primeiras 116 páginas do manuscrito para mostrá-las a membros de sua família, porém, mais tarde, não conseguiu encontrá-las. 

Joseph pediu a Oliver Cowdery que fizesse uma segunda cópia do manuscrito, a qual se tornaria o manuscrito para impressão que foi levado para a gráfica de E.B. Grandin, onde foi impressa a edição de 1830 do Livro de Mórmon. O documento foi publicado em “Revelações e Traduções, Vol. 3: Manuscrito para Impressão do Livro de Mórmon” [em inglês], que foi lançado em 2015, em duas partes. 

Leia mais: Igreja lança manuscrito para impressão do Livro de Mórmon

Joseph e outros líderes mantiveram o manuscrito original, ou ditado, do Livro de Mórmon até a década de 1830. Edições do Livro de Mórmon foram impressas em 1830, 1837 e 1840 (e em 1841 na Inglaterra) e digitalizações dessas edições estão disponíveis no site Documentos de Joseph Smith [todos os links em inglês]. 

Quando a Igreja estava estabelecida em Nauvoo, Illinois, Joseph Smith recebeu uma revelação em 1841 para construir o Templo de Nauvoo, e também uma pensão que foi chamada de Casa de Nauvoo (ver Doutrina e Convênios 124). 

Quando a construção da Casa Nauvoo começou, eles colocaram uma pedra angular e também realizaram uma cerimônia, disse Jensen.

Na pedra angular, havia uma cavidade entre duas das rochas que foi usada como uma cápsula do tempo, na qual foram depositadas algumas moedas, um jornal e uma Bíblia, disse Jensen. 

A Casa de Nauvoo em Nauvoo, Illinois, em 2013. Em primeiro plano, a pedra angular original, onde o manuscrito do Livro de Mórmon havia sido depositado.
A Casa de Nauvoo em Nauvoo, Illinois, em 2013. Em primeiro plano, a pedra angular original, onde o manuscrito do Livro de Mórmon havia sido depositado. | Crédito: Kenneth Mays

Em seguida, Joseph Smith pediu a todos que esperassem, pois ele queria colocar mais uma coisa. 

“Ele então atravessou a rua, entrou em sua casa e voltou com o manuscrito original do Livro de Mórmon, e eles o colocaram na pedra angular”, disse ele. 

Cerca de 40 anos após a cerimônia de colocação da pedra angular, Lewis Bidamon, segundo marido de Emma Smith, estava reformando a Casa de Nauvoo e abriu a pedra angular. Bidamon “sabia que ela importante e por isso a manteve em sua casa”, disse Jensen. 

Eles tentaram selar a cápsula do tempo com chumbo derretido, mas a água havia infiltrado. 

“Eu realmente creio que eles estavam tentando preservá-la, mas os elementos haviam se infiltrado”, disse Jensen. 

Das páginas empilhadas, as que estavam no fundo foram as que mais apresentaram danos. “Partes de 1 Néfi estão muito bem preservadas … Há algumas páginas que apresentam o texto completo”, disse ele. 

Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, segura uma página do documento original no dia 19 de janeiro de 2022, na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City.
Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, segura uma página do documento original no dia 19 de janeiro de 2022, na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

“No entanto, quanto mais próximo do fim manuscrito chegamos, mais danos encontramos nas páginas.

“Há partes de Éter nas quais tudo o que temos é apenas um pequeno fragmento do manuscrito, e isso é tudo o que restou”, disse ele. “Há partes do Livro de Mórmon que desapareceram por completo.” 

O manuscrito ditado de 7 dos 15 livros do Livro de Mórmon não existe mais — Jarom, Ômni, Palavras de Mórmon, Mosias, 4 Néfi, Mórmon e Morôni.

À medida que visitantes vinham de Utah e de outros lugares para Nauvoo, Illinois, Bidamon os distribuía. Muitos deles foram devolvidos à Igreja. 

Franklin D. Richards, que trabalhou como historiador da Igreja, foi a Nauvoo e conseguiu obter “um grande número de páginas”. Mais tarde, seu filho as doou para a Igreja.

Além da Igreja, partes do manuscrito se encontram no Museu Wilford Woodruff, na Universidade de Utah e em coleções particulares. 

“Então, entre a perda do manuscrito na pedra angular e a dispersão de suas páginas, temos apenas 28% do texto e, portanto, estima-se que cerca de 500 páginas foram depositadas na pedra angular. E dessas 500 páginas, cerca de 230 contém partes que não foram danificadas”, disse Jensen. Essas partes variam de páginas completas a pequenos fragmentos. 

“É como um quebra-cabeça, no qual observamos o formato, analisamos o contexto, lemos as palavras e dizemos: ‘Bem, onde isto pode se encaixar?’”, disse ele. Os escribas escreveram na frente e no verso das páginas, então virar o fragmento e ver o que está escrito atrás também ajuda a fornecer pistas a respeito de onde ele deve ser colocado. 

“É um processo que consome muito tempo”, disse ele. “Tentar encontrar o local correto para esses fragmentos é um empenho que tem levado décadas.”

Fotografando o manuscrito 

Vários conjuntos de páginas do manuscrito foram fotografados, incluindo alguns que datam da virada do século XX. Na década de 50, Ernst Koehler, da Sociedade Genealógica de Utah, fotografou cada página sob luz ultravioleta. Outras fotos foram tiradas em 1968 e algumas na década de 1990, organizadas por Royal Skousen para o projeto Book of Mormon Critical Text [Texto Crítico do Livro de Mórmon]. Além disso, durante esse período, vários esforços de conservação foram implementados para ajudar a preservar o manuscrito. 

Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, observa várias páginas do manuscrito original na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City, no dia 19 de janeiro de 2022.
Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, observa várias páginas do manuscrito original na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City, no dia 19 de janeiro de 2022. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Em 2017, foram tiradas imagens multiespectrais das folhas, um processo no qual diferentes comprimentos de onda de luz são utilizados ​​para capturar imagens e depois combinados para criar uma imagem colorida. 

“A imagem multiespectral realmente ajudou a destacar a tinta, fazendo com que as palavras escritas se tornassem muito mais legíveis em várias das páginas, mas não teve o mesmo resultado com todas elas”, disse Jensen. 

Os editores revisaram todas as imagens disponíveis de cada folha e decidiram qual seria a melhor para a publicação. 

“Tentamos selecionar a melhor imagem com base em cada folha. Há um apêndice ao volume que mostra a imagem alternativa de cada uma delas”, disse Jensen. “Portanto, após todo o trabalho realizado, este volume proporciona a cada leitor maior acesso ao manuscrito do que uma consulta do documento original.” 

Skousen, professor emérito de Linguística e Língua Inglesa na Universidade Brigham Young, que iniciou o projeto Book of Mormon Critical Text no final da década de 80 ao analisar os manuscritos do Livro de Mórmon, e passou sua carreira estudando as transcrições originais e impressas, serviu como co-editor do volume. Suas transcrições foram a base das utilizadas neste volume de Os Documentos de Joseph Smith. 

Leia mais: Uma coleção de hinos enviada a Emma Smith faz parte de “Documentos de Joseph Smith, vol. 12 [em inglês]

Muitas pessoas, com diversas habilidades na equipe de Os Documentos de Joseph Smith e no Departamento de História da Igreja, ajudaram a criar este volume. 

“Foi realmente este empenho colaborativo, o qual reuniu habilidade, entusiasmo e capacidade, que tornou possível a publicação deste volume”, disse Jensen. 

Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, segura uma página do documento original no dia 19 de janeiro de 2022, na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City.
Robin Scott Jensen, co-editor de um novo volume de Documentos de Joseph que focaliza no manuscrito original do Livro de Mórmon, segura uma página do documento original no dia 19 de janeiro de 2022, na Biblioteca de História da Igreja em Salt Lake City. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Próximos volumes 

“Documentos de Joseph Smith, Revelações e Traduções, Vol. 5: Manuscrito Original do Livro de Mórmon” estava originalmente programado para ser lançado em novembro de 2021, mas o lançamento foi adiado devido a problemas na cadeia de suprimentos. Este volume completa os cinco volumes planejados para a série Revelações e Traduções. 

O projeto inclui 26 volumes impressos planejados, os quais estão divididos em cinco séries: Documentos, Diários, Revelações e Traduções, Histórias e Registros Administrativos. Duas séries adicionais — Registros Jurídicos e Registros Financeiros — estão disponíveis online em www.josephsmithpapers.org [em inglês].

Uma vez publicados, os volumes são disponibilizados no site Documentos de Joseph Smith, cerca de 18 meses mais tarde, disse Jensen. 

Há mais três volumes planejados para a série Documentos — dois programados para serem lançados ainda este ano e o volume final em 2023.  

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Milhares de pessoas ouvem mensagens de Élder David A. Bednar e de Élder Patrick Kearon durante seu ministério na Nigéria, Gana, Libéria e Costa do Marfim

O que as cantoras Lea Salonga e Ysabelle Cuevas e as personalidades da TV Suzi Entrata-Abrera e Paolo Abrera, disseram sobre se apresentar com o Coro do Tabernáculo na Arena MoA esta semana

O ministério de nove dias de Élder Neil L. Andersen nas Filipinas incluiu uma visita guiada com os jovens ao Templo de Alabang Filipinas, distribuição de cadeiras de rodas, celebrações de doações da iniciativa Seja a Luz do Mundo e reuniões com membros e missionários

As experiências compartilhadas criam “inclusão em uma comunidade global de irmãs da Sociedade de Socorro”, disse a presidente Camille N. Johnson.

Anúncios de estacas novas e reorganizadas ao redor do mundo

Durante o concerto de música sacra do Coro e Orquestra do Tabernáculo, em uma universidade católica centenária nas Filipinas, quatro jovens de diferentes origens religiosas compartilharam como a oração os ajuda.