Menu

Inovar o Instituto: Alunos compartilham como e por que está funcionando

Young adults near Ensenada, Mexico, participate in a hybrid institute class taught online and in-person. Crédito: Leonardo Lamas Navarro
Giovanna Vernice da Silva from Praia Grande, São Paulo, Brazil, was able to resume institute when she learned of a hybrid course taught online via Zoom and via podcast. Offering hybrid courses with podcast components was one of many changes that resulted from the Innovate Institute effort. Crédito: Giovanna Vernice da Silva
Os alunos do Instituto de Religião de St. George, em St. George, Utah, participam de uma nova aula intitulada “Buscando Jesus Cristo e Sua Alegria”, em janeiro de 2020. A nova turma começou como parte do projeto Inovar o Instituto e se concentra nos tópic Crédito: Ryan Wilkins
Sister Marie Lund writes down what her students were grateful for during a class at the Institute of Religion located adjacent to the University of Utah in Salt Lake City on Thursday, Feb. 3, 2022. Crédito: Laura Seitz, Deseret News
Rachel Horman plays a medley of pioneer hymns during a class taught by Sister Marie Lund at the Institute of Religion located adjacent to the University of Utah in Salt Lake City on Thursday, Feb. 3, 2022. Crédito: Laura Seitz, Deseret News
Jovens adultos em St. George, Utah, participam de uma aula ao ar livre do Instituto intitulada “Caminhando com os Profetas”, do Instituto de Religião de St. George, em 22 de janeiro de 2022. Todos os sábados, os alunos discutem um discurso da conferência Crédito: Ryan Wilkins
Uma sala reformada no Instituto de Religião de St. George em St. George, Utah, inclui um novo painel artístico na parede, poltronas e móveis que podem mudar de lugar. Os alunos relataram que as salas reformadas ajudaram nas aulas do Instituto, a sentirem Crédito: Ryan Wilkins

Nota do editor: Este é o segundo de dois artigos sobre o projeto Inovar o Instituto

Fazia quase dois anos que Giovanna Vernice da Silva tinha frequentado uma aula do Instituto de Religião pela última vez.

A pandemia de COVID-19 exacerbou os sentimentos de depressão e ansiedade com os quais ela lidou. Ao receber tratamento profissional e buscar inspiração no Senhor, a jovem adulta de Praia Grande, São Paulo, Brasil, sentiu o desejo de retornar ao Instituto e torná-lo uma prioridade em sua vida.

No entanto, com uma agenda apertada que incluía cursar faculdade em outra cidade, ela não tinha certeza de como uma aula do Instituto se encaixaria, até se deparar com um curso híbrido, com um segmento ministrado via podcast e um segmento ministrado às sextas-feiras, às 6h30, via Zoom e Facebook. Ela se matriculou imediatamente.

Giovanna Vernice da Silva, de Praia Grande, São Paulo, Brasil, conseguiu retomar as aulas do Instituto quando soube de um curso híbrido ministrado on-line via Zoom e via podcast. Oferecer cursos híbridos com componentes de podcast foi uma das muitas mudanças que resultaram do projeto Instituto Inovador.
Giovanna Vernice da Silva, de Praia Grande, São Paulo, Brasil, conseguiu retomar as aulas do Instituto quando soube de um curso híbrido ministrado on-line via Zoom e via podcast. Oferecer cursos híbridos com componentes de podcast foi uma das muitas mudanças que resultaram do projeto Inovar o Instituto. | Crédito: Giovanna Vernice da Silva

“Quase não acreditei quando encontrei o curso, porque era perfeito para mim”, disse Giovanna. “A parte da aula realizada no podcast me ajudou a ter flexibilidade para ouvir em qualquer lugar que eu estivesse e também a otimizar meu tempo e cultivar o Espírito. … A aula das 18h30 era incrível porque era exatamente o horário em que eu estava dentro do meu ônibus para a faculdade.”

Mais importante do que a conveniência do curso, ela disse, era que ele se concentrava no Salvador Jesus Cristo. “Tudo o que eu precisava era um lembrete de quem Jesus Cristo realmente é e o real significado de Seu título ‘Príncipe da Paz’.”

Oferecer cursos híbridos é uma das muitas maneiras pelas quais o programa do Instituto de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias está inovando para melhor atender às necessidades dos jovens adultos de hoje. Tanto as evidências estatísticas, quanto os relatos dos alunos, sugerem que o projeto, intitulado Inovar o Instituto, está influenciando positivamente a experiência do Instituto para jovens adultos em todo o mundo.

Inovar oInstituto

Uma pesquisa realizada com mais de 1.000 jovens adultos em todo o mundo revelou quatro áreas em que o Instituto pode ser fortalecido: relevância, pertencimento e propósito, acessibilidade e conversão.

Várias ideias dentro das quatro áreas foram testadas nos últimos anos e, ideias que provaram ser mais bem sucedidas, estão sendo implementadas em áreas em todo o mundo. Isso inclui remodelar salas de aula, oferecer novos cursos, estimular conversas individuais e focar nas necessidades dos alunos.

Cameron Davis, à esquerda, e Lincoln Hunt assistem a uma aula ministrada pelo irmão Mike Moore no Instituto de Religião adjacente à Universidade de Utah em Salt Lake City na quinta-feira, 3 de fevereiro de 2022.
Cameron Davis, à esquerda, e Lincoln Hunt assistem a uma aula ministrada pelo irmão Mike Moore no Instituto de Religião adjacente à Universidade de Utah em Salt Lake City na quinta-feira, 3 de fevereiro de 2022. | Crédito: Laura Seitz, Deseret News

Sean Peck, diretor do Instituto de Religião de Taylorsville Utah Redwood, disse que viu uma diferença nos jovens adultos, à medida que os professores mudaram para aulas mais focadas no aluno, embora ainda centradas no Salvador, baseadas nas escrituras e lideradas pelo Espírito, mas focado no que os alunos querem discutir.

“Eles confiam mais em nós”, disse Peck sobre os alunos, acrescentando que estão mais dispostos a participarem das aulas e fazerem perguntas difíceis. “Eles têm alguém como mentor, alguém que realmente os ouviu e ainda os ouve. E então eles se sentem muito confortáveis na aula.”

A transição também o impactou como professor. “Minha preparação para a aula, meu foco, tudo o que faço mudou, pois me concentrei em atender às necessidades de quem está lá naquele dia. (…) Isso realmente me ajudou a confiar mais no Espírito, confiar mais nos alunos e realmente entender como o evangelho de Jesus Cristo pode ter um impacto incrível na vida de cada aluno todos os dias”, disse Peck.

Influência nas matrículas

De acordo com dados estatísticos dos Seminários e Institutos de Religião, as novas matrículas no Instituto, durante o primeiro semestre do ano letivo de 2021-2022, aumentaram pela primeira vez em seis anos, sendo mais altas do que nos quatro anos anteriores (veja o gráfico abaixo). O total de matrículas no primeiro semestre também aumentou pela primeira vez em seis anos, ultrapassando 199.000.

Novos cursos são um dos muitos fatores que provavelmente contribuem para o aumento das matrículas. Um convite para participar de um novo curso, intitulado “O dom divino do perdão”, atraiu Kerly Xiomara Torres Bueno, uma jovem adulta do Equador, a começar a frequentar o Instituto.

“Durante anos vivi com alguns ressentimentos e ódio por muitas pessoas, incluindo minha família. Participei do curso e, depois de algumas semanas, comecei a sentir uma paz que não sentia antes”, disse Kerly. A experiência a levou a retornar à atividade na Igreja. Hoje ela serve como supervisora do Instituto.

Andrés Maurera, da Estaca Barcelona Venezuela, se matriculou no Instituto quando viu um curso intitulado “Etnias e o sacerdócio”. O curso ofereceu uma oportunidade para perguntar e encontrar respostas para as perguntas com as quais ele lutava.

“Isso me ajudou a entender que o Pai Celestial nunca muda. (…) Os profetas modernos ensinam que o Senhor não faz acepção de pessoas, mas que ama todos os Seus filhos igualmente”, disse ele.

Os programas on-line do Instituto estão apresentando um rápido crescimento. Estes cursos permitem que muitos mais alunos se inscrevam algo que, de outra forma, não conseguiriam. Eles também são interativos e divididos em grupos, o que permite a interação social, que é um elemento crucial para a aprendizagem de jovens adultos.

Quando os programas locais do Instituto on-line começaram em 2019, houve um total de 827 inscritos no primeiro ano. Esse número foi 10 vezes maior no ano letivo seguinte.

Em 2021, os Seminários e Institutos de Religião lançaram programas do Instituto on-line em toda a Igreja. Em 1º de fevereiro, o número de matrículas foi de 19.423 (veja o gráfico abaixo).

Graças à opção do curso on-line, Elvin Francisco Garcia, um jovem adulto da República Dominicana, agora pode participar do Instituto. “A aula me ajudou a entender melhor o plano do Pai Celestial, Suas escrituras e mandamentos”, disse ele.

Um lugar de pertencimento

Gifty Naa Tsotsoo Sackey, da Ala Universitária Ola, em Gana, disse que não sentia vontade de frequentar o Instituto porque já estudava as escrituras em casa com sua família. Mas quando um amigo a convidou, ela decidiu tentar.

“O ambiente era totalmente diferente, embora estudássemos as escrituras e outros princípios do evangelho como de costume, também tínhamos tempo para jogos, assistimos bons filmes, comemos alguns lanches e, adivinhe, fiz grandes amigos lá. Eu me senti tão amada e inspirada com as coisas que aprendi que, frequentar o Instituto, agora se tornou um hábito para mim”, disse ela.

Daniel Manzo, um estudante do Instituto de Religião de Taylorsville Utah Redwood, originalmente de São Paulo, Brasil, é fotografado com uma amiga do instituto. Manzo disse que, graças às mudanças feitas como parte do projeto Inovar o Instituto, o instituto parece um lugar seguro onde ele pode fazer perguntas e receber apoio.
Daniel Manzo, um estudante do Instituto de Religião de Taylorsville Utah Redwood, originalmente de São Paulo, Brasil, é fotografado com uma amiga do instituto. Manzo disse que, graças às mudanças feitas como parte do projeto Inovar o Instituto, o instituto parece um lugar seguro onde ele pode fazer perguntas e receber apoio. | Crédito: Daniel Manzo

Daniel Manzo, aluno do Salt Lake Community College e originalmente de São Paulo, Brasil, disse que sente que o Instituto é um lugar seguro onde pode fazer perguntas e receber apoio e incentivo de pessoas de sua idade que enfrentam desafios semelhantes.

“Há muitas coisas que aprendi por meio do Instituto, por meio das aulas ou comentários, os próprios tópicos, ou talvez algo que o Espírito me ensinou na aula e que me ajudaram a colocar as coisas em perspectiva e resolvê-las”. disse Manzo.

“Há um sistema de apoio que vem do Instituto que acho que não poderia encontrar em nenhum outro lugar”, acrescentou. “E ter essas aulas adaptadas às nossas necessidades, às nossas preocupações, ter o professor perguntando o que queremos aprender, o que queremos falar, torna tudo ainda mais relevante.”

Como muitos jovens adultos, Bekah Farris, que frequenta o Instituto em St. George, Utah, disse que lutou para manter seu “espírito forte” depois de voltar para casa de sua missão de tempo integral.

Estudantes do Instituto de Religião de St. George em St. George, Utah, participam de uma nova aula intitulada “Buscar Jesus Cristo e Sua Alegria”, em janeiro de 2020. A nova aula foi criada como parte da iniciativa Inovar o Instituto e aborda assuntos que os estudantes querem discutir.
Estudantes do Instituto de Religião de St. George em St. George, Utah, participam de uma nova aula intitulada “Buscar Jesus Cristo e Sua Alegria”, em janeiro de 2020. A nova aula foi criada como parte da iniciativa Inovar o Instituto e aborda assuntos que os estudantes querem discutir. | Crédito: Ryan Wilkins

“Poder ir ao Instituto e estar cercada de pessoas com as mesmas crenças e o mesmo objetivo é super útil para não se sentir sozinha nesse mundo louco”, disse ela. “Eu diria a todos para fazerem o Instituto e encontrarem o professor e a classe que você sente que combina com você. … E se você estiver participando e se conectando com aqueles que estão lá, isso torna a experiência ainda melhor.”

Ezra Hainsworth, que também frequenta o Instituto em St. George, fez um convite semelhante a outros jovens adultos: “Se você realmente deseja elevar seu relacionamento com Cristo, o Instituto é definitivamente o lugar para isso.”

“Acho que é exatamente o que foi ensinado e falado nas conferências gerais dos últimos dois anos, sobre assumir mais responsabilidade em como você está aprendendo e vivendo o evangelho, não apenas nos domingos, mas em todos os dias da semana.”

Leia também — Inovar o Instituto: O que o Instituto está fazendo para melhor atender às necessidades de jovens adultos no mundo inteiro

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.