Menu

Como ‘uma oculta dor’ proporcionou uma nova perspectiva, enquanto Élder Soares conduz as visitas ao Templo do Rio de Janeiro

A irmã Rosana Soares e Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, são entrevistados no primeiro, de vários dias, das visitas da imprensa e convidados especiais ao Templo do Rio de Janeiro Brasil, na segunda-feira, dia 21 de março de 2022. Crédito: Scott Taylor
Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, à esquerda, conversa com um repórter brasileiro, à direita, enquanto a irmã Soares os observa durante o primeiro, de vários dias, das visitas da imprensa e convidados especiais ao Templo do Rio de Janeir Crédito: Scott Taylor
Élder Adilson de Paula Parrella e a irmã Elaine Parrella são entrevistados no primeiro, de vários dias, das visitas da imprensa e convidados especiais ao Templo do Rio de Janeiro Brasil, na segunda-feira, dia 21 de março de 2022. Crédito: Scott Taylor
A irmã Rosana Soares e Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, são entrevistados no primeiro, de vários dias, das visitas da imprensa e convidados especiais ao Templo do Rio de Janeiro Brasil, na segunda-feira, dia 21 de março de 2022. Scott Taylor
Templo do Rio de Janeiro Brasil. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Torre e estátua do Anjo Morôni no Templo do Rio de Janeiro Brasil. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
Templo do Rio de Janeiro Brasil. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
A sala celestial do Templo do Rio de Janeiro Brasil. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
O batistério do Templo do Rio de Janeiro Brasil. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

RIO DE JANEIRO, Brasil — Durante os últimos dois anos, Wilson Valle tem trabalhado na construção do concluído, porém ainda não dedicado e em funcionamento, Templo do Rio de Janeiro Brasil. Ele deixou seu emprego de eletricista em uma fábrica local de produtos para bebês para ser, primeiramente, assistente de propriedades, depois assistente sênior e, mais recentemente, o principal gerente de propriedade para o templo.

Templo do Rio de Janeiro Brasil.
Templo do Rio de Janeiro Brasil. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

A segunda-feira, dia 21 de março, marcou a abertura oficial e muito esperada do templo do Rio de Janeiro, com Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, presidindo as sessões de visitação da imprensa do dia, e as subsequentes sessões especiais dos próximos dias.

Finalmente, o templo do Rio de Janeiro foi aberto aos visitantes, com um período de visitação pública que começa no sábado, dia 26 de março, e vai até sábado, dia 30 de abril, exceto aos domingos, e precede a dedicação do templo no domingo, dia 8 de maio, por Élder Gary E. Stevenson, do Quórum dos Doze Apóstolos.

Mas no que deveria ter sido uma segunda-feira feliz e o início de uma semana especial, o irmão Wilson se apresentou ao templo para ajudar na supervisão da propriedade com pesar.

Ele tinha, como diz o hino, “uma oculta dor” (“Um pobre aflito viajor”, Hinos, No. 15).

Sua mãe, que morava ao lado dele, havia falecido na semana anterior. A segunda-feira foi seu primeiro dia de volta ao templo, e o retorno lhe proporcionou um significado especial.

“É uma oportunidade de me sentir mais perto dela”, disse o irmão Wilson entre lágrimas.

‘Manter este templo sagrado’

Durante o período de dois anos, o irmão Wilson Valle, que viveu na cidade durante toda a sua vida, verificou os sistemas mecânicos e operacionais, ajudou a manter um templo desocupado limpo e observou as plantas e os arbustos do jardim para ver quais se adaptavam melhor ao ambiente.

Ele havia começado dois meses antes da “virada” do templo, quando o edifício deixou de ser um projeto de construção sob o Departamento de Projetos Especiais da Igreja e passou para os cuidados do Departamento do Templo, o qual supervisiona a visitação pública, a dedicação e o início do funcionamento.

Um dos corredores do Templo do Rio de Janeiro Brasil, com pinturas de Jesus Cristo e outras belas cenas.
Um dos corredores do Templo do Rio de Janeiro Brasil, com pinturas de Jesus Cristo e outras belas cenas. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Isso aconteceu no início de 2020, com um período de visitação  pública planejado para abril daquele ano e a dedicação agendada para o dia 17 de maio. Mas a pandemia de COVID-19 arruinou esses planos, pois a Igreja fechou rapidamente seus templos em funcionamento e interrompeu os eventos de dedicação planejados em todo o mundo, além de fechar capelas e suspender reuniões e atividades regulares.

Durante dois anos, tanto dentro como fora do concluído, porém fechado, templo do Rio de Janeiro, o irmão Wilson se esforçou para aprender mais sobre seus deveres e para estar pronto para ajudar os membros da Igreja que frequentam o templo a terem uma experiência positiva.

“Durante os últimos dois anos, tive uma grande preocupação em manter este templo sagrado, embora ainda não tivesse sido dedicado”, disse ele, acrescentando que queria evitar que seu trabalho se tornasse rotineiro e regimentado, o que poderia ser notado e arruinar a experiência no templo para outras pessoas. “Sempre tive essa preocupação de não deixar isso acontecer comigo, de não torná-lo um lugar informal.”

‘Como um sonho’ no Rio: Élder e irmã Soares retornam à sua antiga missão, se reunindo com membros, missionários e líderes

Com o falecimento de sua mãe, sua compreensão e testemunho do plano de salvação, e o fato de seu local de trabalho ser a Casa do Senhor, Valle reconheceu que seu serviço tem agora ainda mais significado.

‘Sagrado’, ‘importante’ e ‘família’

Juntamente com os membros da presidência da Área Brasil e suas respectivas esposas, Élder Soares e sua esposa, a irmã Rosana Soares, lideraram a primeira de uma série de visitas ao templo na segunda-feira, dia 21 de março, com a esperança de comunicar o poder das palavras ‘sagrado’, ‘importante’, ‘formal’ e ‘família’ aos membros da mídia e dignitários que passarão pela entrada do Templo do Rio de Janeiro Brasil até o final desta semana.

Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, à esquerda, conversa com um repórter brasileiro, à direita, enquanto a irmã Soares os observa durante o primeiro, de vários dias, das visitas da imprensa e convidados especiais ao Templo do Rio de Janeiro Brasil, na segunda-feira, dia 21 de março de 2022.
Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, à esquerda, conversa com um repórter brasileiro, à direita, enquanto a irmã Soares os observa durante o primeiro, de vários dias, das visitas da imprensa e convidados especiais ao Templo do Rio de Janeiro Brasil, na segunda-feira, dia 21 de março de 2022. | Crédito: Scott Taylor

Élder Soares disse que as perguntas durante as primeiras visitações da segunda-feira incluíram qual é o objetivo do templo e o que é realizado dentro dele. “Minha esposa e eu começamos a explicar o quanto um templo é importante e sagrado para nós e o que é realizado dentro dele. Mas para nós, a coisa mais importante que eu preciso que eles saibam é que esta é a casa do Senhor e é um lugar onde aprendemos mais sobre Deus e Seu Filho, Jesus Cristo, e o plano que Eles têm para nós nesta vida.

“Todas as outras coisas estão ligadas a este alicerce: o amor de nosso Pai e do Filho por nós, como filhos de Deus, e também o que Eles nos prometem se formos fiéis aos princípios que aprendemos na Igreja.”

Ao conduzir as visitações por todas as salas, ele explicou as ordenanças realizadas em cada uma delas, bem como os compromissos e as bênçãos prometidas. Um representante de uma rede de TV nacional disse que ficou impressionado com o fato de que as promessas vêm com o convite para agir e obedecer, e comentou sobre o foco nas famílias no templo e durante a visitação.

“Explicamos a importância dos selamentos e das ordenanças, e como eles impactam as famílias”, disse Élder Soares. “Ele estava muito engajado nesse assunto, porque essas pessoas são muito ligadas às suas famílias.”

Élder e irmã Soares compartilham suas raízes familiares e espirituais no Brasil durante Dia da Descoberta Familiar

Um Apóstolo antes de ser um brasileiro

Élder Adilson de Paula Parrella, Setenta Autoridade Geral e presidente da Área Brasil, disse que ter Élder Soares no Rio para os eventos da semana, liderando as visitas da imprensa e as sessões especiais da visitação pública, proferindo um discurso no primeiro simpósio do país sobre a liberdade religiosa e presidindo em cinco reuniões com membros, missionários e líderes durante o fim de semana, é muito especial, mas não apenas por sua nacionalidade.

Élder Ulisses Soares faz uma pausa para uma foto com as crianças da Primária, após a transmissão da conferência especial de estaca no Rio de Janeiro, Brasil, em 20 de março de 2022.
Élder Ulisses Soares faz uma pausa para uma foto com as crianças da Primária, após a transmissão da conferência especial de estaca no Rio de Janeiro, Brasil, em 20 de março de 2022. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

“Élder Soares é, primeiramente, um membro do Quórum dos Doze Apóstolos que, por acaso, nasceu no Brasil. Portanto, o recebemos como alguém que possui todas as chaves do sacerdócio. Isto é muito significativo porque ele é um profeta, vidente e revelador”, disse ele.

“E, ao mesmo tempo, ele nasceu e cresceu no Brasile isso definitivamente ajuda membros e não membros (aqui) a captarem a visão do que o evangelho e a Igreja se tratam.”

Élder Parrella destacou como Élder Soares tem conversado com as pessoas e apertado mãos após quase todas as reuniões. “Podemos notar não somente o amor que ele tem pelas pessoas, mas como elas retribuem esse amor a ele e ao que um Apóstolo representa. …

“Tem sido uma bênção presenciar as pessoas verem e notarem a diferença entre Élder Soares ser um brasileiro e Élder Soares ser um membro do Quórum dos Doze Apóstolos.”

‘Sentir Seu Espírito, sentir paz’

A irmã Elaine Parrella, esposa do Élder Parrella, disse que espera que os santos dos últimos dias no Rio e proximidades, entendam da importância, não apenas do templo, mas também da adoração que acontece dentro dele e da participação nas ordenanças.

A inscrição no Templo do Rio de Janeiro Brasil, “Santidade ao Senhor — A Casa do Senhor”.
A inscrição no Templo do Rio de Janeiro Brasil, “Santidade ao Senhor — A Casa do Senhor”. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

“É a casa do Senhor e podemos sentir Seu Espírito, sentir paz, resolver nossos problemas”, disse ela. “Os desafios se tornam mais fáceis de serem resolvidos e sentimos o espírito em nosso lar quando vamos ao templo e realizamos o trabalho para os membros de nossa família que já morreram. E eles estão nos ajudando em tudo que estamos fazendo fora do templo.”

Élder Benjamin De Hoyos, Setenta Autoridade Geral e diretor executivo assistente do Departamento de Templos, saudou o Brasil por ser uma área da Igreja em crescimento, que pode se beneficiar com as ordenanças e adoração no templo.

“Há um grande potencial para ajudar mais membros da Igreja aqui, e eles precisam compreender a importância do templo, e fazer tudo que for possível para ajudarem as pessoas a virem, compreenderem e aprenderem”, disse ele, salientando as bênçãos espirituais e temporais disponíveis do Senhor.

Histórico do Templo

Presidente Thomas S. Monson anunciou um templo para o Rio de Janeiro na manhã de sábado da conferência geral de abril de 2013. Quando for dedicado, nove anos após seu anúncio, ele será o 171° templo da Igreja em operação, e o oitavo no Brasil. que possui templos operando em São Paulo, Campinas, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Manaus e Fortaleza. Outros seis templos, anunciados ou em construção, estão localizados em Belém, Brasília, Salvador, Belo Horizonte e Vitória, assim como um segundo templo em São Paulo.

Estátua do Anjo Morôni, de Karl Quilter, é vista no Templo do Rio de Janeiro Brasil.
Estátua do Anjo Morôni, de Karl Quilter, é vista no Templo do Rio de Janeiro Brasil. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Com 2.784 m2, o novo templo no Rio de Janeiro apresenta influências e cores da Art Déco, com tons de azul, aqua e roxo, contrabalançados com dourado suave, representando sua proximidade com o Oceano Atlântico e das praias da Barra da Tijuca. No edifício, foi usada a madeira de jequitibá, nativa do Brasil, e um tipo de granito chamado de “Branco Ceará”, encontrado no nordeste do país, que também foi utilizado nos templos de Recife, Campinas e Fortaleza.

O terreno de 3,82 hectares, que inclui uma capela e estacionamento para os dois edifícios, está decorado por jardins com plantas nativas, árvores, arbustos e flores.

Élder Soares discursará no primeiro Simpósio de Liberdade Religiosa da BYU no Brasil

O distrito do Templo do Rio de Janeiro Brasil inclui 45.000 santos dos últimos dias, distribuídos em uma dezena de estacas e um distrito. Alguns membros no distrito do Templo precisavam viajar de oito a dez horas de ida, e o mesmo tempo de volta, para irem ao Templo de Campinas, uma viagem com cerca de 1.000 km no total.

O Templo do Rio de Janeiro Brasil.
O Templo do Rio de Janeiro Brasil. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.