Menu

Fazendo história: Igreja endossa sua primeira capelã militar

Jenna Carson, missionária retornada e ex-aluna da Harvard Divinity School, servirá como capelã na Força Aérea dos E.U.A.

Quando Jenna Carson vestir o uniforme azul de oficial da Força Aérea dos Estados Unidos na próxima semana, ela não apenas seguirá o legado militar da família, mas também fará história entre os santos dos últimos dias.

Ambos os avós de Carson e um tio foram pilotos da Força Aérea. Seu pai serviu no Exército dos E.U.A. Ela considera uma honra seguir seus passos profissionais ao iniciar sua própria carreira militar.

Mas Carson está abrindo um caminho inexplorado ao se tornar a primeira mulher capelã militar endossada por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. No início deste mês, a missionária retornada foi designada por Élder Jeremy R. Jaggi, Setenta Autoridade Geral, e ela começará seu serviço militar como 1º tenente da Força Aérea dos E.U.A.

Ser designada como capelã militar “foi tão bonito”, disse ela ao Church News. “Com certeza foi um dos pontos altos da minha vida.”

No dia 7 de julho de 2022, Jenna Carson, segunda à esquerda, foi designada por Élder Jeremy R. Jaggi, à esquerda, como capelã militar endossada pela Igreja, se tornando a primeira capelã santo dos últimos dias. Carson estava acompanhada naquele momento histórico por seus pais, Karri e Rupert Carson. | Fornecida por Jenna Carson

Como capelã militar recém-formada, Carson acrescentou que está comprometida em ajudar aqueles a quem ela logo servirá para “saberem que são amados por Deus incondicionalmente. (…) Espero que eles possam sentir o amor de Deus.”

Filha dos conversos Rupert e Karri Carson, Carson disse que a Igreja tem sido uma âncora para sua identidade. “Sempre foi parte de quem sou.”

Ainda menina, ela decidiu servir a outros como missionária de tempo integral e cumpriu uma missão de língua espanhola na Missão Flórida Tampa. Servir trabalhadores migrantes e outros que precisam de impulso espiritual, a ajudou a descobrir uma empatia que a acompanhará bem em seu ministério profissional.

O serviço missionário, ela acrescentou, “também me ensinou como o Espírito pode me ensinar a aprender.”

Carson recebeu uma revelação pessoal durante sua missão de que faria pós-graduação, depois de terminar seu bacharelado em Inglês na Universidade Brigham Young. Mas inicialmente ela não tinha certeza de qual campo acadêmico de pós-graduação deveria seguir.

Amy Easton-Flake, professora do departamento de educação religiosa da BYU, foi uma mentora importante durante o tempo de Carson como estudante na universidade patrocinada pela Igreja. Carson se lembra de Easton-Flake lhe perguntando: “Jenna, você pensou na Harvard Divinity School [Faculdade de Estudos Religiosos de Harvard]?

A resposta foi não.

“Mas o Espírito disse ‘Sim’”, disse Carson, rindo. “Eu senti esse forte ardor de que aquela escola era para onde eu deveria ir, mesmo que não soubesse o que era uma faculdade de estudos religiosos.’”

Ela imediatamente pesquisou no Google “Harvard Divinity School” e descobriu mais a respeito. Embora intrigada, não foi uma decisão fácil de se realizar. Carson estava recém-casada na época e se perguntava se continuar seus estudos em Massachusetts seria a escolha pessoal correta. Mas depois de muita oração e jejum, ela se inscreveu em Harvard e foi aceita.

Na época, ela achava que seus estudos de pós-graduação em Estudos Religiosos a colocariam no caminho para uma carreira jurídica ou acadêmica. “Mas durante meu primeiro semestre, no outono de 2015, aprendi o que era capelania”, disse ela. “Mais uma vez, recebi uma forte revelação do Espírito. (…) Senti que Deus estava me chamando para ser capelã militar.”

Ela procurou o escritório de relações militares e serviços de capelães da Igreja, expressando seu desejo de se tornar uma capelã militar endossada pela Igreja.

Apesar da formação militar de sua família, ela nunca havia se imaginado de uniforme até aquele momento. “Entrar para o Exército não estava no meu radar, então essa decisão me surpreendeu completamente.”

Ainda assim, ela não podia negar o sentimento de um chamado divino para servir aqueles que servem, especialmente as mulheres de uniforme. “Sei que as mulheres que servem nas Forças Armadas enfrentam muitos desafios, e eu sei que elas podem se beneficiar de terem uma capelã.”

Um capelão nas Forças Armadas dos E.U.A. é um oficial comissionado não-combatente, encarregado de fornecer serviços religiosos e apoio espiritual a outros soldados, marinheiros, aviadores, fuzileiros navais e guardas costeiros. Um capelão também é responsável por aconselhar os comandantes em questões morais e religiosas.

No lado militar dos E.U.A., os candidatos a capelão devem obter um mestrado em Teologia ou área de estudo relacionada. A BYU oferece um Mestrado em Artes em Estudos Religiosos, que satisfaz os requisitos acadêmicos dos militares.

Além disso, o Departamento de Defesa dos E.U.A. e a Igreja estabeleceram requisitos religiosos que os candidatos devem preencher para receberem o endosso da Igreja para seleção à capelania.

A Igreja selecionou e endossou capelães nas Forças Armadas dos E.U.A. por mais de um século, e muitos santos dos últimos dias serviram seu país e companheiros militares em tempos de paz e conflito.

Mas até o recente endosso de Carson, nenhum dos capelães santos dos últimos dias era mulher.

Seu processo de endosso se estendeu por vários anos. Houve contratempos e nem todos foram encorajadores. Ao mesmo tempo, ela também estava lidando com os desafios pessoais de um divórcio. Mas Carson continuou, certa de que o Senhor queria que ela fosse uma capelã da Força Aérea endossada pela Igreja.

Ela também foi impulsionada pelo apoio constante de Frank Clawson, um piloto aposentado da Força Aérea que estava servindo como diretor de relações militares da Igreja durante grande parte de seu processo de inscrição.

Do lado de fora do Templo de Idaho Falls Idaho, Jenna Carson em breve estará vestindo o uniforme azul de um oficial da Força Aérea dos E.U.A. A missionária retornada foi recentemente designada como oficial militar endossada pela Igreja, tornando-se a primeira mulher santo dos últimos dias a servir como capelã militar endossada pela Igreja. | Karly Leavitt

Apesar de crises ocasionais de dúvida, Carson finalmente colocou sua confiança em Deus. O que quer que acontecesse era a vontade do Senhor. E ela poderia aceitar isso.

“Confiei que o Pai Celestial”, disse ela, “me retribuiria melhor do que poderia imaginar.”

No início de 2020, ela novamente procurou a Igreja, buscando um endosso à capelania militar. Logo ela recebeu um endosso da Igreja para se tornar capelã, inicialmente para a Reserva da Força Aérea.

Durante a pandemia, Carson estava trabalhando como capelã hospitalar. Mais tarde, em maio de 2021, ela conseguiu um emprego em período integral como capelã de uma prisão federal, endossada pela Igreja.

“Aprendi muito naquele ministério na prisão”, disse ela. “Às vezes era difícil e sombrio. Mas sinto que tive que fazer isso antes de iniciar nas Forças Armadas.”

Trabalhando com o novo diretor de relações militares, Todd Linton, também piloto aposentado da Força Aérea, ela continuou com o processo de inscrição na Força Aérea e foi entrevistada para ser endossada pela Igreja.

Linton se lembra de ter ficado impressionado com a jornada de Carson para a capelania militar, até aquele momento.

“Jenna trabalhou duro para se preparar para a oportunidade que ela esperava que o Senhor oferecesse”, disse ele. “É realmente uma bênção sermos guiados por revelação nesta Igreja, porque a resposta veio com a permissão que ela saísse e servisse como capelã de serviço ativo.”

Carson guardará para sempre as lembranças de ter sido endossada pela Igreja e, posteriormente, aceita para ser capelã nas Forças Armadas, a primeira vez para uma mulher santo dos últimos dias.

Em 7 de julho de 2022, ela foi designada por Élder Jaggi.

Élder Jaggi aconselhou Carson a estudar os princípios do sacerdócio para melhor “realizar a obra de Deus.”

Seu tio, Greg Carson, um oficial aposentado da Força Aérea, administrou o juramento militar no mesmo dia.

Carson começa um curso de treinamento de nove semanas para oficiais em agosto no Alabama e, mais tarde, começará sua capelania, trabalhando com aviadores na Base Aérea de Keesler em Biloxi, Mississippi.

Enquanto isso, outras mulheres santos dos últimos dias são atualmente candidatas a se tornarem capelãs militares endossadas pela Igreja no futuro. Carson pode ser a primeira capelã militar feminina endossada pela Igreja, mas não será a última.

Ao iniciar seu serviço, Carson está recorrendo ao conselho centrado em Cristo que recebeu do capelão da Força Aérea dos E.U.A., Sam Patnaik, um companheiro santo dos últimos dias:

“Lembre-se de que você está aqui para servir. Você está aqui para outras pessoas. Contanto que você as sirva e as ame, você se sairá bem em sua carreira.”

 

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Com sua habilidade de entrar em lugares que outros não conseguiam, Marcos ganhou o carinhoso apelido de la Pulga, espanhol para ‘A Pulga’. Sua história é a de se estar no lugar certo na hora certa, observa Lloyd Newell em “Música e Palavras de Inspiração” desta semana com o Coro do Tabernáculo na Praça do Templo.

Professores podem agora registrar a frequência às aulas por meio do aplicativo Ferramentas do Membro.

Estes novos presidentes de missão e respectivas companheiras foram chamados a servir pela Primeira Presidência. Eles começarão seu serviço em julho.

A turnê do Coro do Tabernáculo pelas Filipinas começa com jovens apresentando danças tradicionais. Esta é a segunda parada da turnê “Hope” e a primeira vez do coro nas Filipinas.

Neste vídeo do Church News, “O êxodo de Nauvoo”, líderes e membros na histórica Nauvoo, Illinois, homenagearam os primeiros membros da Igreja, enquanto caminhavam cerca de dois quilômetro pela Parley Street, indo até o rio Mississippi.

Membro da Igreja no Alabama, Mary Helen Allred se sente feliz por poder usar o ServirAgora para continuar um legado de serviço