Menu

Presidente Nelson reafirma a posição da Igreja sobre o abuso: É ‘uma abominação para o Senhor’

'O Salvador não tolerará o abuso e, como Seus discípulos, nós também não podemos tolerá-lo.'

O abuso constitui a influência do adversário e é um pecado grave, declarou Presidente Russell M. Nelson na sessão da manhã de sábado da conferência geral de outubro de 2022

“Como Presidente da Igreja, reafirmo os ensinamentos do Senhor Jesus Cristo sobre este assunto. Permitam-me ser perfeitamente claro: Qualquer tipo de abuso contra mulheres, crianças ou qualquer pessoa é uma abominação para o Senhor. 

“Ele lamenta, e eu lamento, sempre que alguém é ferido. Ele se entristece, e todos nós nos entristecemos, por cada pessoa que foi vítima de qualquer tipo de abuso. Aqueles que cometem estes atos hediondos não apenas terão que responder às leis dos homens, mas também enfrentarão a ira de Deus Todo-Poderoso.

“Durante décadas, a Igreja tomou medidas extensas para, sobretudo, proteger as crianças contra abusos. Há muitos recursos no site da Igreja”, disse Presidente Nelson, referindo-se aos recursos em abuse.ChurchofJesusChrist.org sobre ajuda, cura e proteção contra o abuso. 

“Eu os convido a estudá-los. Estas diretrizes estão em vigor para proteger os inocentes.”

Presidente Nelson continuou: “Peço a todos que estejam atentos a qualquer pessoa que possa estar correndo risco de abuso e ajam prontamente para protegê-la. O Salvador não tolerará o abuso e, como Seus discípulos, nós também não podemos tolerá-lo.”

Não há lugar para o abuso 

Por gerações, os líderes da Igreja têm falado em termos mais fortes sobre os males do abuso e a necessidade de cuidar daqueles que são vítimas ou sobreviventes de abuso.  

Presidente Gordon B. Hinckley, 15º Presidente da Igreja, descreveu o abuso como um “fenômeno terrível, imperdoável e maligno”. O abuso sexual, em particular, é “uma violação do que é mais sagrado e divino” e “destrói a vida das crianças”, disse ele.   

No início deste ano, na conferência geral de abril de 2022, Élder Patrick Kearon, da Presidência dos Setenta, também falou sobre o abuso

“Não há lugar para qualquer tipo de abuso — físico, sexual, emocional ou verbal — em qualquer lar, país ou cultura.”, disse Élder Kearon.  

Para aqueles que sofreram algum tipo de abuso, Élder Kearon disse: “O abuso não foi, não é e nunca será sua culpa, não importa se o agressor ou qualquer outra pessoa tenha dito o contrário. Se foram vítimas de crueldade, incesto ou qualquer outra perversão, não são vocês que precisam se arrepender; vocês não são responsáveis.

“Vocês não são menos dignos, menos valiosos ou menos amados como seres humanos, ou como filhas ou filhos de Deus, devido ao que outra pessoa fez com vocês.”

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

O novo recurso Árvores de Grupo Familiar permite que parentes vivos adicionem fotos, registrem datas e realizem outras tarefas em árvores genealógicas compartilhadas

Estes novos presidentes e diretoras de templo foram chamados pela Primeira Presidência. Eles começarão seu serviço em setembro, ou quando os novos templos forem dedicados.

Durante a reunião sacramental para os membros do Coro e Orquestra do Tabernáculo durante sua turnê pelas Filipinas, Élder Neil L. Andersen falou sobre talentos e seu serviço no crescimento da Igreja.

US$ 10,4 milhões doados através das Máquinas de Doações em 61 locais, em sete países

Élder Gerrit W. Gong presidiu os primeiros devocionais para jovens adultos e jovens realizados no norte da Inglaterra por um Apóstolo, em 25 anos.