Menu

Igreja doa US$ 32 milhões ao Programa Mundial de Alimentos, em sua maior doação individual até hoje

A contribuição ajudará a combater aquilo que o Programa Mundial de Alimentos chama de "crise sísmica da fome"

Em sua maior doação individual para uma organização humanitária até hoje, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias doou US$ 32 milhões ao Programa Mundial de Alimentos [World Food Programme, WFP – em inglês] da Organização das Nações Unidas.

A doação ajudará a fornecer alimentos e assistência crítica a 1,6 milhões de pessoas em nove países.

Bispo L. Todd Budge, segundo conselheiro no Bispado Presidente, apresentou a doação durante uma visita na quarta-feira, 14 de setembro, à sede do Programa Mundial de Alimentos em Roma, Itália.

“Somos muito gratos por colaborar com o Programa Mundial de Alimentos, porque sabemos que eles levarão comida àqueles que mais precisam”, disse Bispo Budge. “E agradecemos aos santos dos últimos dias e amigos da fé, cujos sacrifícios financeiros tornaram esta dádiva possível. Tal doação torna os filhos de Deus um pouco mais felizes e todos nós um pouco mais santos.”

O Programa Mundial de Alimentos é a maior organização humanitária do mundo, trabalhando na linha de frente das crises há mais de 60 anos. O diretor executivo do Programa Mundial de Alimentos, David Beasley, disse que a “extraordinária doação” da Igreja não poderia vir em um momento mais crítico.

Representantes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e do Programa Mundial de Alimentos se reúnem para uma doação de US$ 32 milhões que a Igreja fez ao PMA em Roma, Itália, em 14 de setembro de 2022.
Representantes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e do Programa Mundial de Alimentos se reúnem para uma doação de US$ 32 milhões que a Igreja fez ao PMA em Roma, Itália, em 14 de setembro de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

“Com milhões de pessoas passando fome hoje, o WFP está trabalhando duro para entregar comida, ajuda e esperança e esta contribuição salva vidas nos permite fazer exatamente isso”, disse Beasley.

De acordo com o anúncio feito em ChurchofJesusChrist.org, os fundos da Igreja ajudarão as pessoas mais vulneráveis nos seguintes países: Afeganistão, República Democrática do Congo, Etiópia, Haiti, Quênia, Nigéria, Somália, Sudão do Sul e Iêmen.

Conflitos, choques econômicos, impactos persistentes da pandemia de COVID-19, climas extremos e outros fatores estão levando milhões de pessoas em países de todo o mundo à pobreza e fome. O Programa Mundial de Alimentos relata [em inglês] que, atualmente, um número recorde de 345 milhões de pessoas enfrentam insegurança alimentar aguda, com 50 milhões à beira da fome.

A Global Network Against Food Crises [Rede Global Contra Crises Alimentares], que consiste na Organização das Nações Unidas, União Europeia e outras agências não governamentais, define insegurança alimentar aguda como “quando a incapacidade de uma pessoa consumir alimentos adequados coloca sua vida, ou meios de subsistência, em perigo imediato.”

O Programa Mundial de Alimentos forneceu assistência alimentar a 118.000 mil pessoas afetadas por conflitos armados no nordeste do território de Beni, leste da República Democrática do Congo, em julho de 2022.  
O Programa Mundial de Alimentos forneceu assistência alimentar a 118.000 mil pessoas afetadas por conflitos armados no nordeste do território de Beni, leste da República Democrática do Congo, em julho de 2022.   | Cortesia do WFP

Em junho, o Programa Mundial de Alimentos e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação [Food and Agriculture Organization of the United Nations, FAO] emitiram um grave alerta [em inglês], sobre várias crises alimentares iminentes, dizendo que o aumento dos preços de alimentos e combustíveis está deixando as nações mais próximas da instabilidade em todo o mundo.

O presidente do Programa Mundial de Alimentos dos E.U.A. [em inglês], Barron Segar, aceitou a doação da Igreja em Roma, e agradeceu à Igreja pela “doação transformadora” em um momento de necessidade global sem precedentes.

“O apoio do setor privado é fundamental para nossa missão, permitindo que o WFP amplie a assistência alimentar e o trabalho de resiliência que traz estabilidade e conforto às famílias durante esses tempos difíceis”, disse Segar. “Estou confiante de que a doação da Igreja inspirará outras pessoas a se juntarem ao nosso movimento para acabar com a fome global.”

Um vendedor de milho em um mercado local no dia 17 de setembro de 2020, em Maiduguri, Nigéria.
Um vendedor de milho em um mercado local no dia 17 de setembro de 2020, em Maiduguri, Nigéria. | Cortesia do WFP/Oluwaseun Oluwamuyiwa

Presidente Camille N. Johnson, presidente geral da Sociedade de Socorro, disse: “Meu coração se enche de alegria pelos milhões de crianças desnutridas que serão beneficiadas com esta doação. Jesus tem um terno coração pelas crianças. Ele chora ao vê-las morrer de fome. E Ele se regozija, mesmo com o menor esforço para ajudá-las. Muito obrigado ao Programa Mundial de Alimentos e a todos os que contribuem de alguma forma para esta causa.”

O Programa Mundial de Alimentos começou sua a colaboração com a Igreja em 2014. Em 2016, o então Presidente Dieter F. Uchtdorf apresentou uma doação de US$ 3 milhões da Igreja ao WFP em Roma. Em 2019, Beasley visitou o Armazém Central do Bispo e a Praça de Bem-Estar [em inglês], e se reuniu com representantes da Igreja em Salt Lake City. Durante a pandemia de COVID-19, as duas organizações trabalharam juntas para responderem às necessidades alimentares globais.

Os esforços humanitários da Igreja

Esta doação, em particular, dá continuidade a uma prioridade de décadas da Igreja para cuidar dos necessitados. A Igreja doa cerca de US$ 1 bilhão anualmente para cuidar dos necessitados em todo o mundo.

Como o Bispo Budge disse ao Church News, em uma entrevista recente, “O alcance humanitário da Igreja é feito sem levar em conta raça, nacionalidade, religião, orientação sexual ou qualquer uma dessas coisas, os rótulos que tendem a nos dividir. Ajudamos todos, todos os filhos de Deus, porque Deus ama a todos.”

Bispo L. Todd Budge, do Bispado Presidente (à direita), visita a Diretora Executiva Adjunta de Parcerias e Advocacia do PMA, Ute Klamert (à esquerda) e outros, na sede do Programa Mundial de Alimentos em Roma, Itália, em 14 de setembro de 2022.
Bispo L. Todd Budge, do Bispado Presidente (à direita), visita a Diretora Executiva Adjunta de Parcerias e Advocacia do PMA, Ute Klamert (à esquerda) e outros, na sede do Programa Mundial de Alimentos em Roma, Itália, em 14 de setembro de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Ele explicou que um dos versículos de Doutrina e Convênios diz que os homens devem ocupar-se zelosamente em uma boa causa, e fazer muitas coisas por sua livre e espontânea vontade, e os membros vivem esse princípio.

O relatório anual de 2021 delineou 3.909 projetos humanitários em 188 países, um aumento em relação ao ano anterior. Esta assistência incluiu US$ 906 milhões em doações da Igreja e 6,8 milhões de horas de trabalho voluntário de santos dos últimos dias.

Bispo Presidente Gerald Caussé disse que ajudar os outros e ajudar as pessoas necessitadas está realmente no centro do evangelho de Jesus Cristo.

“Não seríamos a Igreja de Jesus Cristo se não seguíssemos ou nos esforçássemos para seguir Seu exemplo todos os dias”, disse Bispo Caussé. “Uma das coisas que Ele nos mostrou como fazer foi amar o próximo como a nós mesmos. Ele nos ensinou sobre os dois grandes mandamentos, amar a Deus e amar o próximo. E estes são nossos irmãos e irmãs em todo o mundo.”

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Membro da Igreja no Alabama, Mary Helen Allred se sente feliz por poder usar o ServirAgora para continuar um legado de serviço

Estes novos presidentes e diretoras de templo foram chamados para servir pela Primeira Presidência. Eles começarão seu serviço em setembro, ou quando os templos forem dedicados.

“Em um mundo com muitos muros, precisamos continuar construindo pontes”, disse Élder Dieter F. Uchtdorf enquanto estava na fronteira entre os E.U.A. e o México, antes da dedicação do Templo de McAllen Texas.

O Coro e Orquestra do Tabernáculo se apresentarão na Flórida e em Atlanta, Geórgia, em setembro de 2024, como parte da turnê “Hope”.

‘Acredite que Deus conhece suas lutas e enviará milagres’, disse Sarah Jane Weaver, editora executiva do Church News, durante devocional da BYU-Havaí.

Saiba dos detalhes de como assistir ao devocional, quanto tempo durará e como se preparar