Menu

Como foram os 100 anos da Semana da Educação da BYU

Os participantes foram pela primeira vez à Universidade Brigham Young para a Semana de Liderança, em janeiro de 1922

PROVO, Utah — Começando com o título de Semana de Liderança em janeiro de 1922, a Semana da Educação da BYU [em inglês] está agora marcando seu 100º aniversário, continuando a oferecer apresentações e aulas que buscam ensinar, fortalecer, elevar, motivar e incentivar.

O tema deste ano é “100 Anos de instrução e aprendizado: ‘Tanto as coisas do céu como da Terra’” (Doutrina e Convênios 88:79). De 15 a 19 de agosto, milhares de participantes, 220 instrutores, 500 voluntários e centenas de funcionários da BYU, participarão do evento no campus da Universidade Brigham Young em Provo, Utah.

Bruce Payne está associado ao programa há 29 anos, sendo 24 deles como administrador do programa.

Ele acredita que a Semana da Educação é um sucesso porque os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias priorizam o aprendizado e o conhecimento, e porque muitas pessoas desejam retornar ao campus da BYU, encontrarem membros da família ou continuarem a tradição de participarem do evento.

“A beleza da Semana da Educação é que você tem pessoas interessadas em tópicos específicos e elas ouvem pessoas interessadas em ensinar. Elas assistem voluntariamente à aula porque querem, e estão ouvindo, pessoas que desejam ensiná-las”, disse Payne.

“Traga o Espírito para a aula com esta dinâmica, e encontre uma receita certa para o sucesso.”

Élder Gary E. Stevenson, do Quórum dos Doze Apóstolos, discursa em um devocional durante a Semana da Educação da BYU em 21 de agosto de 2019, no Marriott Center em Provo, Utah. | Rebekah Baker, BYU Photo

A história da Semana da Educação

Cerca de 3.000 pessoas participaram do primeiro programa, de 23 a 28 de janeiro de 1922. O objetivo não era apenas levar os moradores da região para o campus e familiarizá-los com a universidade, mas também fornecer treinamento espiritual e acadêmico aos líderes, em várias linhas de liderança da comunidade e da Igreja.

Os tópicos de instrução incluíram saúde, música, escotismo, genealogia, relações sociais, oratória, tarefas domésticas, trabalho missionário e treinamento de professores.

Em 1926, a Semana da Liderança foi realizada pela primeira vez através de uma transmissão remota pela KSL [estação de rádio]. O então Presidente da Igreja, Heber J. Grant, discursou do College Hall para a ampla audiência de rádio.

Em 1939, a semana atraiu a participação de 95 estacas e oito missões. As aulas foram originalmente realizadas no inverno para que os moradores da zona rural pudessem participar mais facilmente.

As aulas para jovens de 14 a 18 anos começaram em 1958. Com exceção de alguns anos durante a Segunda Guerra Mundial, a Semana de Liderança continuou anualmente até 1962.

Em 1963, o nome mudou para Semana da Educação, com um escopo mais amplo de cursos acadêmicos e mais público em geral. “Quem queria aproveitar essa oportunidade de educação contínua, começou a participar”, explicou Payne.

O programa foi colocado sob a Divisão de Educação Contínua do Sistema Educacional da Igreja em 1973 e transferido para agosto por causa do novo calendário semestral da BYU.

A Divisão de Educação Contínua da BYU assumiu a responsabilidade da Semana da Educação em 2008; desde então, participantes chegaram de todos os 50 estados e de vários outros países [em inglês].

A pandemia de COVID-19 fez com que as aulas se tornassem estritamente virtuais em 2020, e 10.000 pessoas se inscreveram para assistirem aos vídeos. Payne disse que os organizadores estão explorando maneiras de disponibilizarem mais ofertas on-line no futuro.

Feedback da Semana da Educação

Ao contrário de anos atrás, disse Payne, os funcionários agora têm a capacidade de criar rapidamente uma transmissão por vídeo na sala de aula ao lado, quando todos os lugares de uma turma são preenchidos. A variedade na oferta de cursos ajuda as pessoas a terem mais flexibilidade durante a semana e escolherem onde frequentar a cada hora.

Transporte, alimentação, cuidados para crianças, agendamento, segurança: muito é necessário para tornar o programa bem-sucedido.

“Todo mundo se prepara para esta semana, e é um esforço feito por centenas de funcionários da universidade, para ajudar a fazer isto acontecer. Vejo a disposição deles de trabalharem horas extras para torná-la o melhor possível para todos os convidados”, disse Payne.

Participantes no campus da Universidade Brigham Young em Provo, Utah, durante a Semana da Educação, em 30 de agosto de 1979. | Mark A. Philbrick, BYU Photo

O que ele acha tão satisfatório em sua posição é o feedback após cada programa. Recebendo milhares de comentários, ele percebe a variedade de desafios que as pessoas estão enfrentando.

“As pessoas estão procurando respostas, seja na criação dos filhos ou nas relações conjugais, na compreensão das escrituras, doutrinas ou sobre a História da Igreja. As pessoas que estão se sentindo deprimidas ou com ansiedade escrevem e relatam como isso as mudou”, disse Payne, observando que muitas vezes as pessoas apontam apenas uma frase específica que as ajudou a mudar.

“Durante toda a semana, há muitas oportunidades de se ouvir instrutores dando ótimos ensinamentos e conselhos”, disse Payne. “Não importa qual seja a sua situação, você pode escolher aquelas pepitas de ouro que podem mudar você.”

 

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Saiba mais sobre as recentes doações da Igreja para hospitais e organizações de saúde no Camboja, Guam, Mongólia e Filipinas.

O então élder Rendell N. Mabey batizou no mar o fiel pioneiro Billy Johnson, em 1978. Agora, seus respectivos bisneto e neto estão servindo juntos na Missão Acra Gana

Primeira Presidência divulga ilustrações do exterior dos templos de Lone Mountain Nevada, McKinney Texas e Birmingham Inglaterra

A localização do Templo de Vancouver Washington foi divulgada há menos de 5 meses depois que a nova casa do Senhor foi anunciada.

Veja projetos humanitários recentemente realizados na Romênia, Itália, Rússia, Cazaquistão, Belarus e Portugal

No primeiro concerto do Coro e Orquestra do Tabernáculo em sua turnê pelas Filipinas, Élder Neil L. Andersen destacou o talento e a dedicação do público e dos artistas.