Menu

Élder Bednar diz a santos na Suíça que o evangelho ‘é para vocês’

Em um país repleto de idiomas e culturas diferentes, Élder David A. Bednar diz aos santos suíços que o evangelho é para cada um deles individualmente

BERNA, Suíça — Uma visita de ministério à Suíça deu a Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, e sua esposa, a irmã Susan Bednar, a oportunidade de se conectar com seus antepassados que moravam aqui, não muito longe do Templo de Berna Suíça.

Mas a viagem também permitiu que Élder Bednar ensinasse algo específico ao grupo diversificado de membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias que vivem na região: “Cada um de vocês individualmente, um por um, tem acesso às bênçãos do evangelho. Individualmente e pessoalmente, ele é para vocês.”

A Suíça é a primeira escala do tour ministerial de Élder Bednar a cinco países. A viagem para chegar à Europa aconteceu em meio a cancelamentos de voos, atrasos e outras complicações. Quando Élder Bednar esteve na frente dos santos suíços em três reuniões diferentes realizadas em duas cidades no domingo, 9 de outubro, ele queria ter certeza de que os membros soubessem como ele estava feliz por vê-los e que ele gostaria de poder dizer a cada um deles quanto Deus os ama.

“Em um mundo cada vez mais confuso e perplexo, não estamos sozinhos”, disse ele.

Para Woochul Song, 29 anos, que se mudou do Canadá para Genebra há cerca de quatro semanas para cursar um mestrado, a visita de Élder Bednar foi “o momento certo”. Ele disse que recebeu as revelações e inspirações de que mais precisava.

“Me senti grato por ele ter transmitido essa mensagem a todos nós”, disse ele.

Membros da Igreja se reúnem na sede da Estaca Genebra Suíça para ouvirem Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, no domingo, 9 de outubro de 2022.
Membros da Igreja se reúnem na sede da Estaca Genebra Suíça para ouvirem Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, no domingo, 9 de outubro de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

A composição da Suíça e da Igreja

Este país no meio da Europa tem cerca de nove milhões de habitantes e quatro línguas oficiais. O sistema suíço é construído para incluir todas as regiões, idiomas e culturas. Assim como a Igreja, a Suíça também é organizada e governada por um conselho. Sete ministros federais formam o Conselho Federal Suíço, e todos os anos um dos sete se reveza na presidência.

Cerca de 10.000 membros da Igreja vivem na Suíça em cinco estacas, com muitos membros da quarta e quinta geração criando seus filhos e jovens no evangelho. Os membros da Igreja são ativos em suas comunidades, servindo como professores, policiais, cientistas, políticos, militares, nas áreas de saúde e negócios.

Élder Santiago Velasquez Talbott e Élder Jesus Ogose, que são companheiros missionários, estão servindo na estaca Genebra há alguns meses. Ambos são de Montreal, Canadá. Élder Talbott fala três idiomas; Élder Osage, quatro.

“Genebra é uma cidade realmente internacional”, disse Élder Talbott. “Você vê pessoas vindo de todos os lugares. Todo mundo fala muitas línguas aqui e você ouve de tudo ao andar no trem ou caminhando; todo mundo fala algo diferente.”

Os missionários de tempo integral, Élder Santiago Velasquez Talbott e Élder Jesus Osoge, posam para uma foto após a reunião sacramental na sede da Estaca Genebra Suíça, em 9 de outubro de 2022. Os missionários da Missão França Lyon servem em Genebra e falam vários idiomas.
Os missionários de tempo integral, Élder Santiago Velasquez Talbott e Élder Jesus Osoge, posam para uma foto após a reunião sacramental na sede da Estaca Genebra Suíça, em 9 de outubro de 2022. Os missionários da Missão França Lyon servem em Genebra e falam vários idiomas. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

A diversidade de idiomas, culturas e nacionalidades entre os membros da estaca reflete a composição da Suíça — e a composição da Igreja de forma internacional.

Mas quando Élder Osage olha para as pessoas, ele sabe que elas têm uma identidade e um propósito mais amplos. “Vemos todos como filhos ou filhas de Deus, que têm a oportunidade de conhecer o evangelho e ter essa alegria em sua vida”, disse ele.

Reunião sacramental

No domingo de manhã, Élder Bednar discursou para três alas em uma reunião sacramental combinada, realizada na sede da Estaca Genebra Suíça. Os hinos foram cantados em três idiomas — francês, inglês e espanhol — e os discursos foram traduzidos para o francês.

Oscar Mundene, 23 anos, sublinhou em suas escrituras uma passagem que Élder Bednar compartilhou: 1 Néfi 14:12-14, que fala da “igreja do cordeiro de Deus” nos últimos dias. Seus números eram poucos, mas “o povo do convênio do Senhor (…) estava armado com retidão e com o poder de Deus, em grande glória.”

Mundene estava se perguntando o que isto significava. E então, Élder Bednar perguntou à congregação se eles se viam nesse versículo.

“Tipo, eu penso sobre mim mesmo como alguém que tem o poder de Deus? E isso me fez sentir que sim, estou tentando fazer o meu melhor para me aproximar de Cristo, por meio de meus chamados na Igreja, mas também diariamente”, disse ele. “Sim, eu consigo me ver nesse versículo.”

Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, e a irmã Susan Bednar, posam para um foto no terreno do Templo de Berna Suíça, no domingo, 9 de outubro de 2022.
Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, e a irmã Susan Bednar, posam para um foto no terreno do Templo de Berna Suíça, no domingo, 9 de outubro de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Templo de Berna Suíça

No domingo à tarde, Élder Bednar se reuniu com os oficiantes do templo suíço na capela da Ala Zollikofen, próxima ao terreno do templo. Os hinos daquela reunião foram cantados em inglês, alemão e francês.

O Templo de Berna Suíça foi o primeiro a ser construído na Europa, e o primeiro construído fora dos Estados Unidos. Construído em 1955, foi um dos projetos de paz mais impressionantes para a Europa após a Segunda Guerra Mundial. Membros de países que guerrearam apenas alguns anos antes, se reuniram dentro do templo para fazerem convênios eternos.

Jovens adultos caminham pelo terreno do Templo de Berna Suíça antes de um devocional com membros de cinco estacas suíças no domingo, 9 de outubro de 2022.
Jovens adultos caminham pelo terreno do Templo de Berna Suíça antes de um devocional com membros de cinco estacas suíças no domingo, 9 de outubro de 2022. | Christina Smith, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Em um devocional em uma capela em Zollikofen, próximo ao terreno do templo, Élder Bednar expôs os padrões vistos na construção de templos ao longo dos anos, e como agora os templos estão sendo construídos mais próximos das pessoas por todo o mundo.

Mas o templo como um lugar é secundário, explicou Élder Bednar. “Falamos muito do templo e falamos muito pouco da casa do Senhor. … Não é sobre o templo, é sobre Ele.”

O Apóstolo pediu aos oficiantes do templo que elevassem sua visão e ensinassem suas famílias sobre como os convênios e ordenanças do templo conectam as pessoas ao Cristo vivo.

Oficiantes do Templo de Berna Suíça participam de um devocional com Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, na capela em Zollikofen, Suíça, próximo ao terreno do Templo de Berna Suíça, no domingo, 9 de outubro de 2022.
Oficiantes do Templo de Berna Suíça participam de um devocional com Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, na capela em Zollikofen, Suíça, próximo ao terreno do Templo de Berna Suíça, no domingo, 9 de outubro de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Devocional para jovens adultos

No final da tarde de domingo, Élder Bednar realizou uma sessão de perguntas e respostas com jovens adultos de cinco estacas suíças. Eles lhe fizeram perguntas sobre sua identidade, seu futuro, sua família e muito mais. Ao se dirigir a eles, Élder Bednar apontou para padrões de revelação, aprendizado, família e eternidade.

Às vezes, Élder Bednar chamava a irmã Bednar para responder a diferentes perguntas. E ele convidou Élder Carl B. Cook, da Presidência dos Setenta, e sua esposa, a irmã Lynette Cook, que estão viajando com ele, para falarem com os jovens também.

Então, ele perguntou aos jovens adultos o que eles ouviram das respostas, lhes dizendo para ouvirem em sua mente e coração o que não foi dito. Ele os convidou a agirem de acordo com os sussurros que receberam: tanto nas coisas que precisam melhorar quanto nas coisas que estão fazendo bem.

Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, discursa aos jovens adultos de cinco estacas suíças em um devocional em Zollikofen, Suíça no domingo, dia 9 de outubro de 2022.
Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, discursa aos jovens adultos de cinco estacas suíças em um devocional em Zollikofen, Suíça no domingo, dia 9 de outubro de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

“Os tempos em que vivemos são desconcertantes e serão ainda mais desconcertantes. E vocês não devem se incomodar com isso”, disse Élder Bednar, lhes exortando a lerem o Livro de Mórmon de forma consistente e se banquetearem com as palavras de Cristo. “Ao fazerem isso, vocês terão a ajuda e a força de que precisam.”

Shana Moulin traduziu as palavras da irmã Bednar para o francês e admitiu que no início estava nervosa com a função. “Durante o sacramento, eu estava orando muito pelo dom de línguas”, disse ela. “Mas então, as palavras simplesmente saíram.”

Ela disse que podia sentir o espírito tocando seu coração com as palavras de Élder Bednar. “Eu realmente mudarei meu estudo do Livro de Mórmon. Porque ele disse que o Livro de Mórmon está falando sobre nós nos dias de hoje.”

Um membro da congregação faz uma pergunta durante uma sessão de perguntas e respostas com Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, e jovens adultos de cinco estacas suíças no domingo, dia 9 de outubro de 2022.
Um membro da congregação faz uma pergunta durante uma sessão de perguntas e respostas com Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, e jovens adultos de cinco estacas suíças no domingo, dia 9 de outubro de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Jantar da ONU

Logo após chegar ao país na noite de sábado, 8 de outubro, Élder Bednar discursou a um grupo de cerca de 20 funcionários do governo, embaixadores e representantes de organizações sem fins lucrativos, reunidos para um jantar nos escritórios da Igreja em Genebra.

“Esta mesa e as pessoas ao seu redor representam as parcerias entre comunidades religiosas e governos”, disse Élder Bednar. “Vocês nos honram com sua presença esta noite, e nós agradecemos por isso.”

A Igreja tem relacionamentos e conexões de longa data com muitas organizações em todo o mundo, que trabalham para acabar com a fome, combaterem a pobreza, construírem resiliência e fortalecerem famílias e comunidades. Élder Bednar explicou o que o evangelho ensina.

Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, fala durante uma reunião com autoridades governamentais, embaixadores e representantes de organizações sem fins lucrativos, em um jantar em Genebra, Suíça, no sábado, dia 8 de outubro de 2022.
Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, fala durante uma reunião com autoridades governamentais, embaixadores e representantes de organizações sem fins lucrativos, em um jantar em Genebra, Suíça, no sábado, dia 8 de outubro de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

“Esta mesa e as pessoas ao seu redor representam as parcerias entre comunidades religiosas e governos e há uma dinâmica interessante”, explicou Élder Bednar. “Nosso propósito é ajudar as pessoas a mudarem, com a ajuda de Deus, de dentro para fora. O mundo muitas vezes se concentra em mudar de fora para dentro, e precisamos de ambos.”

Élder Cook observou as muitas relações e conexões feitas em vários países entre a Igreja e outras organizações. Ele falou sobre estar no Cazaquistão em setembro com Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, e fazer conexões com os líderes de lá também.

“Somos gratos por vocês e pelo que estamos fazendo”, disse Élder Cook. “Estamos tentando ajudar a abençoar as pessoas e os membros de nossa Igreja que estão tentando abençoar outras pessoas. E somos gratos pelo relacionamento com vocês e gratos por estarmos aqui.”

A mensagem ressoou em Ibrahim Salama, diretor da Human Rights Treaties Division in the Office of the High Commissioner for Human Rights [Divisão de Tratados de Direitos Humanos do Gabinete do Alto Comissariado para os Direitos Humanos]. Ele tem liderado uma iniciativa chamada “direitos da fé”, para articular o papel e as responsabilidades das organizações religiosas na área de direitos humanos, e apreciou as conversas com os líderes da Igreja.

Leslie Goldman, vice-presidente do Program and Community Management at UNICEF [Programa e Gerenciamento Comunitário do UNICEF], comentou sobre o trabalho que sua organização tem feito com a Igreja ao longo dos anos.

“O UNICEF procura soluções de longo prazo. As soluções de longo prazo são complexas e adotam uma abordagem complexa. Mas a Igreja tem sido realmente uma parceira maravilhosa na compreensão das profundas necessidades humanitárias e do complexo trabalho que é necessário para fazer mudanças”, disse ela.

Leslie Goldman, vice-presidente do Programa e Gerenciamento Comunitário do UNICEF, participa do jantar realizado nos escritórios da Igreja em Genebra, Suíça, no sábado, 8 de outubro de 2022.
Leslie Goldman, vice-presidente do Programa e Gerenciamento Comunitário do UNICEF, participa do jantar realizado nos escritórios da Igreja em Genebra, Suíça, no sábado, 8 de outubro de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Uma herança suíça

Falando enquanto estavam no terreno do templo, a irmã Bednar refletiu sobre seus antepassados que deixaram a Suíça, a princípio morando não muito longe de onde o templo foi construído.

“Acho que eles estão olhando lá de cima e pensando, ‘Uau! Veja o que aconteceu, há um templo aqui’”, disse ela. Eles imigraram para Star Valley, Wyoming, que agora também tem um templo. “Para mim, isso é incrível.”

Élder Bednar disse que seus antepassados deixaram a Suíça para se mudar para Utah em meio à perseguição por suas crenças religiosas, o que fortaleceu seus testemunhos e os tornou mais fortes.

Agora ele vê força na Suíça por causa das muitas gerações de membros da Igreja que vivem e adoram com fé.

“Tem existido esse padrão, tem existido essa bênção por um longo período de tempo”, disse ele. “Acredito que há força na Suíça porque a Igreja está estabelecida aqui há muito tempo.”

Berna, Suíça, fotografada no domingo, dia 9 de outubro de 2022.
Berna, Suíça, fotografada no domingo, dia 9 de outubro de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Anúncios de estacas novas e reorganizadas ao redor do mundo

Durante o concerto de música sacra do Coro e Orquestra do Tabernáculo, em uma universidade católica centenária nas Filipinas, quatro jovens de diferentes origens religiosas compartilharam como a oração os ajuda.

Membros do Coro e Orquestra do Tabernáculo aprendem sobre os laços entre os E.U.A. e as Filipinas no Cemitério e Memorial Americano de Manila, entre apresentações e ensaios, durante sua turnê pelas Filipinas. Veja também fotos do ensaio para o concerto de música sacra.

Saiba mais sobre as recentes doações da Igreja para hospitais e organizações de saúde no Camboja, Guam, Mongólia e Filipinas.

O então élder Rendell N. Mabey batizou no mar o fiel pioneiro Billy Johnson, em 1978. Agora, seus respectivos bisneto e neto estão servindo juntos na Missão Acra Gana

Primeira Presidência divulga ilustrações do exterior dos templos de Lone Mountain Nevada, McKinney Texas e Birmingham Inglaterra