Menu

Irmã Dennis aos missionários: ‘Sempre se lembrem quem vocês são’

Relembrando o terremoto de magnitude 7,8 que atingiu o Equador em 2016, a irmã J. Anette Dennis convidou os missionários a permanecerem firmes em seus convênios

PROVO, Utah — Vinte e quatro horas antes, a irmã J. Anette Dennis estava sem voz. Um resfriado ameaçou impedi-la de compartilhar uma mensagem com os missionários do Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah.

Irmã J. Anette Dennis, primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, fala sobre perseverança, com uma pilha de embalagens de pastilhas para tosse no púlpito, durante seu devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 15 de novembro de 2022
Irmã J. Anette Dennis, primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, fala sobre perseverança, com uma pilha de embalagens de pastilhas para tosse no púlpito, durante seu devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 15 de novembro de 2022 | Adam Fondren, para o Deseret News

Mas na noite de terça-feira, a irmã Dennis, a primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, lutou contra os resquícios de seu resfriado e compartilhou seu testemunho das origens dos missionários como filhos do Pai Celestial que foram reservados para esta época da história.

“Vocês foram enviados a esta terra durante os anos finais da batalha final entre o bem e o mal, quando as ‘apostas’ são extremamente altas”, disse ela durante o devocional de 15 de novembro.

A irmã Dennis falou com os missionários sobre duas identidades ensinadas por Presidente Russell M. Nelson em um devocional para jovens adultos em maio. Ela também falou sobre milagres durante e após um terremoto no Equador.

Filhos de Deus

A irmã Dennis começou levando os missionários de volta a um filme de animação que, segundo ela, poderia ajudar a simbolizar esse princípio.

No filme “O Rei Leão”, um dos personagens principais, Simba, está convencido de que é o responsável pela trágica morte de seu pai. Com medo, ele foge de suas responsabilidades e preocupações.

Por meio de uma série de eventos que incluíram a ajuda de uma amiga e uma visão de seu falecido pai, Simba lembrou quem ele realmente era e voltou para casa para ajudar a consertar as coisas em seu reino.

“À medida que fica gravado no coração de Simba quem ele realmente é, o filho do rei, ele ganha força e determinação e volta para casa para lutar contra o mal”, disse a irmã Dennis.

Olhando para o fim de sua missão, a irmã Dennis convidou os missionários a não voltarem para casa e ficarem nas “arquibancadas” da vida. Como será nas próximas partidas de futebol da Copa do Mundo ou em outros eventos esportivos, Deus retém “jogadores” com habilidades específicas que “jogarão o máximo” porque sabem que “todos dependem deles” para ajudarem a garantir a vitória no final, ela disse.

“Vocês são alguns dos espíritos mais valentes de nosso Pai e não podem simplesmente ficar de lado observando esta batalha ou ser persuadidos a se juntar ao time adversário, especialmente depois de voltarem para casa de sua missão.”

Ela disse que Satanás os tentará “a pensarem que não têm valor”, mas que ter sua identidade como filhos de Deus impressa em seu coração os ajudará a lembrar que realmente são de grande valor. 

A conversão do irmão Dennis

A irmã Dennis convidou seu marido, o irmão Jorge Dennis, para compartilhar seu testemunho e um pouco da história de sua conversão à A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Quando adolescente em Hermosillo, México, o irmão Dennis e membros de sua família se reuniram com três duplas diferentes de missionários para aprenderem sobre o evangelho restaurado.

“As duas primeiras duplas de missionários nunca souberam que fui batizado”, disse ele. 

Irmão Jorge Dennis, marido da irmã J. Anette Dennis, primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, fala em um devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 15 de novembro de 2022
Irmão Jorge Dennis, marido da irmã J. Anette Dennis, primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, fala em um devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 15 de novembro de 2022 | Adam Fondren, para o Deseret News

A terceira dupla não sabia que sua família havia sido ensinada anteriormente. Aqueles missionários oraram pedindo a ajuda do Pai Celestial para encontrarem alguém que estivesse pronto para receber o evangelho. Aquela foi dupla que finalmente viu o irmão Dennis ser batizado.

Mas todas as três duplas desempenharam um papel em ajudá-lo a se preparar para aquele momento, disse ele. Independentemente de saberem ou não ou terem visto o que aconteceu no final, eles fizeram parte disso.

“Aquelas três duplas de missionários deixaram um legado que está vivo hoje, um legado que mudou tudo em minha vida”, disse ele. “Tudo o que tenho hoje … é por causa de três duplas de missionários como vocês.”

Ele convidou qualquer missionário que se estiver se perguntando por que está servindo a pensar na diferença que pode fazer na vida de alguém.

“Pense nas mudanças incríveis que você pode trazer para uma família, assim como a minha”, disse ele. 

A verdade gravada que resgatou Moisés

A irmã Dennis leu Moisés 1 com os missionários e mostrou como a verdade de que Moisés era um filho de Deus o ajudou a vencer as tentações de Satanás de acreditar no contrário.

Ela leu nos versículos 4, 6 e 7 onde o Senhor se refere a Moisés como “meu filho.”

“O Pai Celestial estava tentando gravar no coração de Moisés a verdade majestosa e extremamente importante de que ele era um filho de Deus e, com isso, a verdade de que sua vida tinha significado e propósito”, disse ela.

Irmã J. Anette Dennis, primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, discursa em um devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 15 de novembro de 2022.
Irmã J. Anette Dennis, primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, discursa em um devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 15 de novembro de 2022. | Adam Fondren, para o Deseret News

O testemunho que Moisés adquiriu com essa experiência não o isentou de tentações ou desafios, disse ela. Mas o que está escrito sobre essas tentações pode ajudar a identificar algumas das táticas de Satanás.

Citando Élder Jeffrey R. Holland em sua mensagem, “Cast Not Away Therefore Your Confidence” [Não rejeites, portanto, a tua confiança – em inglês], a irmã Dennis leu: “Não devemos pensar que Satanás foi derrotado com aquele primeiro e forte avanço que tão dramaticamente traz a luz e nos leva adiante.”

Nesse discurso, Élder Holland leu Hebreus 10:32, onde Paulo lembrou aos santos que eles “suportaram um grande combate de aflições” depois de terem grandes experiências espirituais.

A irmã Dennis disse que algo semelhante aconteceu com Moisés quando Satanás foi até ele depois de ter sido ensinado pelo Pai Celestial.

“Se a verdade de que ele era um filho de Deus não estivesse gravada em seu coração, seria mais fácil fazer com que Moisés se esquecesse de Deus e adorasse Satanás”, disse ela.

“Moisés sabia quem ele era. A verdade de que ele era um filho de Deus foi gravada em seu coração e essa verdade o resgatou quando ele foi confrontado com as tentações do próprio Satanás.” 

Filhos do convênio

A segunda identidade que a irmã Dennis ensinou no devocional de maio de Presidente Nelson foi sobre sermos filhos do convênio.

Citando sua mensagem da conferência geral de outubro de 2021, a irmã Dennis leu: “Em cada era, o templo realça a preciosa verdade de que aqueles que fazem convênios com Deus e os guardam são filhos do convênio.”

Como missionária, ensinar o poder de fazer convênios com Deus é essencial, disse ela. Mas esse ensino não é sobre ajudar os missionários a marcarem a lista de requisitos a caminho de alguém até o batismo.

“Destina-se a ajudá-los a se voltarem para Cristo, que é o arrependimento”, disse ela.

“O vínculo de conversão das pessoas deve ser com o Salvador, não com vocês, os missionários.”

Missionários levantam a mão em resposta a uma pergunta da irmã J. Anette Dennis, primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, durante um devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 15 de novembro de 2022
Missionários levantam a mão em resposta a uma pergunta da irmã J. Anette Dennis, primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, durante um devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 15 de novembro de 2022 | Adam Fondren, para o Deseret News

O artigo de Presidente Nelson na Liahona de outubro de 2022, “O convênio eterno”, se baseia em uma mensagem que ele compartilhou em uma reunião de liderança da conferência geral. A irmã Dennis disse que a leitura desse artigo “os ajudará a entender o poder e a beleza dos convênios.”

A irmã Dennis leu várias citações desse artigo e incentivou os missionários a estudá-lo cuidadosamente. Uma citação que ela compartilhou fala sobre como o relacionamento de uma pessoa com Deus é fortalecido por meio de convênios.

“Uma vez que tivermos feito um convênio com Deus, nosso relacionamento com Ele se torna muito mais próximo do que antes do convênio. Agora estamos unidos. Por causa de nosso convênio com Deus, Ele nunca Se cansará de procurar nos ajudar, e nunca esgotaremos Sua paciência misericordiosa para conosco. Cada um de nós tem um lugar especial no coração de Deus. Ele tem grandes esperanças em relação a nós”, disse Presidente Nelson.

O poder do sacerdócio de Deus está disponível para todos os que guardam seus convênios com Ele, disse a irmã Dennis.

Ela também leu o “Manual Geral: Servindo em A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”, que foi lançado em 2020.

“​Todos os membros da Igreja que cumprem seus convênios — sejam mulheres, homens e crianças — são abençoados com o poder do sacerdócio de Deus em seu lar, o que fortalece a si mesmos e a sua família (Manual Geral, 3.6).

A irmã Dennis convidou os missionários a compreenderem isso e a ajudarem outras pessoas a entenderem esse príncipio enquanto ensinam.

“Vivemos abaixo de nossos privilégios porque não entendemos totalmente essa doutrina verdadeira. Até as crianças são abençoadas com o poder do sacerdócio de Deus ao fazerem e guardarem convênios batismais”, disse ela. 

Milagres durante e após um terremoto

Enquanto serviam como líderes de missão na Missão Guayaquil Equador Oeste em 2016, um terremoto de 7,8 na escala Richter atingiu a missão do casal Dennis e afetou todos os 180 missionários pelos quais eles eram responsáveis.

Sessenta missionários estavam servindo nas áreas mais atingidas pelo terremoto. Prédios desabaram ao redor de alguns dos missionários, disse a irmã Dennis.

Centenas de pessoas morreram e outras milhares ficaram feridas. Em menos de um dia, eles souberam que nenhum dos missionários estava ferido, disse ela.

“Houve muitos, muitos milagres naquele dia que salvaram sua vida, antes, durante e depois do terremoto”, disse a irmã Dennis. “Eles sentiram anjos os protegendo e sentiram grande paz e amor de Deus por eles em meio ao caos, morte e destruição. Isso aconteceu por causa de sua preparação espiritual. Isso aconteceu porque eles haviam feito e guardado convênios e eram fiéis a Deus.”

A irmã Dennis compartilhou os bilhetes de nove dos missionários, de uma pasta onde o casal guardou as memórias escritas por cada missionário nos dias e semanas que se seguiram ao devastador terremoto. Cada nota mostrava como o Senhor abençoou os missionários com calma e segurança.

“O cumprimento de nossos convênios com Deus traz poder e proteção. Por favor, se lembrem disso quando voltarem de sua missão e começarem a sentir a atração do mundo”, disse ela.

O que os missionários sentiram

Após o devocional, alguns dos missionários compartilharam o que sentiram ao ouvirem as mensagens dos Dennis.

A sister Sydney Anderson, de West Jordan, Utah, em breve estará servindo na Missão Adriático Sul. Ela ficou emocionada com o testemunho do irmão Dennis porque confirmou algo sobre o qual ela havia ponderado no início do dia.

“Não estamos apenas impactando as pessoas em nossas missões. Estamos impactando gerações”, disse ela.

Élder Nathan Clements, de Corvallis, Oregon, foi chamado para servir em Columbia, Carolina do Sul. Ele disse: “Ela realmente enfatizou o fato de que o Pai Celestial ama cada um de nós.”

Da mesma forma, o élder Travis Gibson disse: “Gosto de como eles enfatizaram a importância de lembrar quem você é.” Gibson, que é de Orem, Utah, servirá em Salem, Oregon.

Depois de um dia difícil aprendendo a ensinar, a sister Katherine Roberts, de Lehi, Utah, disse que sentiu uma confirmação de seu chamado.

“Pela primeira vez eu realmente acreditei que temos muito potencial, e Deus nos chamou, mesmo sendo jovens de 19 anos inadequados, por um motivo”, disse ela. A sister Roberts logo deixará o CTM para servir na Missão Indonésia Jacarta.

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.