Menu

‘Diferenças podem nos unir’, diz Élder Soares a santos dos últimos dias falantes de espanhol

No que ele chama de uma espécie de ‘retorno ao lar’ em Denver, Colorado, Élder Ulisses Soares discursa para santos falantes de espanhol, sobre como navegar pelas provações da vida

Como filhos do Pai Celestial, todos nós viemos à Terra com o mesmo propósito de retornarmos a Deus, disse Élder Soares em um devocional especial na sexta-feira, dia 2 de dezembro.

Durante o evento, transmitido ao vivo de Denver, Colorado, para santos dos últimos dias falantes de espanhol na Área América do Norte Central da Igreja, Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, discursou no mesmo idioma. 

“Fortalecer nossa fé em Deus e em Seu Filho, Jesus Cristo, nos ajuda a vivermos concentrados no plano de felicidade que Deus criou para nós”, disse ele. 

Élder Soares foi acompanhado por Élder Arnulfo Valenzuela, Setenta Autoridade Geral e segundo conselheiro na presidência da Área América do Norte Central, e pelo Bispo W. Christopher Waddell, primeiro conselheiro no Bispado Presidente. 

O Apóstolo falou sobre deixarmos as diferenças para trás, mantermos o foco no Salvador, e edificarmos a fé Nele e no Pai Celestial.

Um coral canta durante um devocional para a Área América do Norte Central da Igreja na sexta-feira, 2 de dezembro de 2022.
Um coral canta durante um devocional para a Área América do Norte Central da Igreja na sexta-feira, 2 de dezembro de 2022. | Captura de tela de ChurchofJesusChrist.org

“Podemos comparar nossa vida a um barco”, disse ele. Tal como acontece com a maioria dos barcos, a vida precisa de um leme para ajudá-la a mudar ou manter a direção, explicou ele. 

Para ajudar todos a continuarem na direção correta conforme guiam o leme, Élder Soares compartilhou três ferramentas simples que auxiliam a manter o curso certo em direção a Jesus Cristo, tal como um farol na costa.

  1. Sigam o exemplo do Salvador Jesus Cristo em sua vida.
  2. Estudem as palavras de Deus e de Seu Filho, Jesus Cristo, conforme encontradas nas escrituras.
  3. Sigam os conselhos e ensinamentos dos profetas vivos.

Citando o discurso do falecido Presidente Thomas S. Monson, proferido na conferência geral de outubro de 2014, Élder Soares leu as seguintes palavras: “Ao nos esforçarmos para colocarmos Cristo no centro de nossa vida, aprendendo Suas palavras, seguindo Seus ensinamentos e andando em Suas veredas, Ele promete compartilhar conosco a vida eterna pela qual morreu. Não há um fim mais elevado do que este: decidirmos aceitar Sua disciplina, tornarmo-nos Seus discípulos e fazermos Sua obra ao longo de nossa vida. Nada mais, nenhuma outra escolha que façamos, pode fazer de nós o que Ele pode.” 

Ele continuou seu discurso com uma análise, em retrospectiva ao estudo coletivo da Igreja sobre o Velho Testamento este ano. Ele disse que esse conjunto de escrituras ensina repetidamente que as pessoas tomam decisões ruins, e que Deus está sempre de braços abertos para receber aqueles que se arrependem após péssimas decisões. 

“Ao estudarmos as escrituras, desenvolveremos confiança para prosseguirmos em nossa vida”, disse Élder Soares. “Os 15 minutos que gastamos com as escrituras diariamente nos ajudarão a mantermos nosso leme na direção certa.”

Por fim, ao falar sobre os benefícios de seguir os profetas vivos, Élder Soares disse que, o conselho dado aos primeiros seis membros da Igreja restaurada, continua sendo uma ótima recomendação para os membros da Igreja de hoje. 

Ele leu Doutrina e Convênios 21:4-6 e perguntou por que o Senhor teria pedido aos seguidores de Sua Igreja que recebessem as palavras dos profetas com paciência e fé.

“Por que fé e paciência? Porque precisamos crer, e porque, às vezes, não estamos prontamente alinhados com o que o Senhor pede e precisamos nos mover pacientemente em direção a Ele”, explicou Élder Soares. 

Conforme nos movemos com paciência e fé, Deus promete que “as portas do inferno não prevalecerão contra nós, e Ele fará com que os poderes das trevas desapareçam de nosso meio. Todos nós precisamos de bênçãos, proteção.”

“A proteção da qual precisamos nesta vida advém de seguirmos os profetas com fé e paciência.”

As diferenças podem unir

Élder Soares disse que estar em Denver foi como um “retorno ao lar”, pois ele serviu como membro da Presidência dos Setenta, com a responsabilidade de presidir a Área América do Norte Central antes de ser chamado como apóstolo.

Ele reconheceu as diversas culturas, circunstâncias e locais de onde muitos de seus ouvintes vieram e os encorajou a não permitirem que essas diferenças os dividam. 

“Termos diferenças culturais entre nós é maravilhoso. Se tudo lá fora fosse azul, seria muito tedioso. (...) As diferenças podem nos unir”, disse ele. 

“Para Deus, as diferenças culturais não importam. Somos todos filhos do Pai Celestial e nossas diferenças podem enriquecer nossa experiência de vida e nos ajudar a termos mais empatia por outras pessoas.”

Antes de Élder Soares discursar, Élder Valenzuela falou sobre o mesmo assunto. 

“Aqueles que vêm aqui [para os Estados Unidos e Canadá], vêm para realizar um grande trabalho nas estacas em que vocês servem. Vocês têm muito a oferecer.”

Élder Arnulfo Valenzuela, Setenta Autoridade Geral, discursa em um devocional para a Área América do Norte Central da Igreja na sexta-feira, 2 de dezembro de 2022.
Élder Arnulfo Valenzuela, Setenta Autoridade Geral, discursa em um devocional para a Área América do Norte Central da Igreja na sexta-feira, 2 de dezembro de 2022. | Captura de tela de ChurchofJesusChrist.org

Élder Valenzuela disse que os membros da Igreja vêm e compartilham sua luz com outras pessoas, por meio de seus exemplos e suas habilidades de partilhar o evangelho em seus idiomas nativos. 

Élder Soares também mencionou que as razões pelas quais algumas pessoas vêm a esses dois países parecem ser distintas, mas, no fundo, são as mesmas. 

“Às vezes, pensamos que escolhemos vir para cá”, disse Élder Soares. “Mas vocês já pensaram em tudo o que Élder Valenzuela disse? (...) Deus nos guiou até aqui por um motivo.” 

“Por que vocês estão aqui realmente? Não é apenas para ganhar dinheiro ou encontrar uma situação de vida melhor, mas para trazer à luz algo do qual outras pessoas precisam”, disse ele. “Por favor, pensem nisso. A verdade é que vocês podem levar a luz do evangelho a outras pessoas e as bênçãos eternas do Senhor à vida delas.”

Élder Valenzuela mencionou que, quando foi designado para participar da recente dedicação do templo em Belém, Brasil, começou a estudar português para poder se comunicar claramente com os membros de lá. 

“Todos os filhos de Deus são bem-vindos e valorizados em Seu reino”, disse ele. “Todos devem ouvir o evangelho em sua própria língua.”

Em relação a seus próprios empenhos de estudo, Élder Valenzuela disse que sentiu alívio após poder falar em português durante sua designação. 

“Não sei como fiz isso, mas consegui”, disse ele. 

Quando morava nos E.U.A. ou no Canadá, Élder Valenzuela convidava falantes nativos de espanhol a se esforçarem para falar a língua daqueles com quem conviviam. 

“Temos que trabalhar duro” no estudo do idioma, disse ele.  

O Rei do reino

Bispo W. Christopher Waddell, primeiro conselheiro no Bispado Presidente, discursa em um devocional para a Área América do Norte Central da Igreja na sexta-feira, 2 de dezembro de 2022.
Bispo W. Christopher Waddell, primeiro conselheiro no Bispado Presidente, discursa em um devocional para a Área América do Norte Central da Igreja na sexta-feira, 2 de dezembro de 2022. | Captura de tela de ChurchofJesusChrist.org

Bispo Waddell também falou sobre nos concentramos no que é mais importante e não nos distrairmos do propósito e identidade eternos. 

Ele disse que a casa da missão na qual ele e sua esposa serviram em Barcelona, Espanha, de 2006 a 2009, tinha uma citação à mostra [em inglês] do falecido Élder Neal A. Maxwell, do Quórum dos Doze Apóstolos. A citação dizia: “Se não escolhemos o reino de Deus em primeiro lugar, no fim, o que escolhemos em vez disso não fará diferença alguma.”

O Bispo Waddell disse que, uma maneira de escolhermos o reino de Deus é “escolhermos o Rei do reino”. 

“No fim, se não escolhemos Jesus Cristo, o que escolhemos em vez disso não terá importância”, disse ele. 

Parte de escolhermos o Salvador é escolhermos seguir Seu profeta, disse o Bispo Waddell. E isso inclui voltarmos a frequentar as atividades e as reuniões de domingo da Igreja, agora que as restrições relacionadas à pandemia de COVID-19 estão sendo suspensas. 

“Quando o profeta diz, ‘É hora de voltar’, é hora de voltar”, disse ele, “não podemos ficar em casa porque nos sentimos mais à vontade com isso.”

Partilhar do sacramento semanalmente por meio da autoridade correta pode ser tão significativo para os membros da Igreja hoje quanto tocar as cicatrizes nas mãos e nos pés do Salvador foi para os nefitas, quando Ele lhes apareceu na época do Livro de Mórmon, disse o Bispo Waddell. 

“O sacrifício do Salvador foi infinito e infinitamente individual para cada um de nós.”

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Com sua habilidade de entrar em lugares que outros não conseguiam, Marcos ganhou o carinhoso apelido de la Pulga, espanhol para ‘A Pulga’. Sua história é a de se estar no lugar certo na hora certa, observa Lloyd Newell em “Música e Palavras de Inspiração” desta semana com o Coro do Tabernáculo na Praça do Templo.

Professores podem agora registrar a frequência às aulas por meio do aplicativo Ferramentas do Membro.

Estes novos presidentes de missão e respectivas companheiras foram chamados a servir pela Primeira Presidência. Eles começarão seu serviço em julho.

A turnê do Coro do Tabernáculo pelas Filipinas começa com jovens apresentando danças tradicionais. Esta é a segunda parada da turnê “Hope” e a primeira vez do coro nas Filipinas.

Neste vídeo do Church News, “O êxodo de Nauvoo”, líderes e membros na histórica Nauvoo, Illinois, homenagearam os primeiros membros da Igreja, enquanto caminhavam cerca de dois quilômetro pela Parley Street, indo até o rio Mississippi.

Membro da Igreja no Alabama, Mary Helen Allred se sente feliz por poder usar o ServirAgora para continuar um legado de serviço