Menu

Líderes venezuelanos da Igreja participam de rara reunião presencial com Élder Andersen e presidência de área — na Colômbia

Conflitos políticos e econômicos no país sul-americano interromperam as visitas de líderes internacionais da Igreja ao país

Durante anos, líderes e membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na Venezuela têm enfrentado os desafios de conflitos políticos e econômicos. Primeiramente, devido ao isolamento político do governo do país e, posteriormente, por causa da pandemia de COVID-19, visitas presenciais e o ministério de líderes internacionais não puderam ser realizadas.

Em uma designação à Área América do Sul Noroeste no final de agosto, Élder Neil L. Andersen, do Quórum dos Doze Apóstolos, reuniu os 250 presidentes de estaca dos cinco países da área — Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela — além de presidentes de missão e Setentas de Área.

Já que não podiam ir à Venezuela, Élder Andersen e a presidência de área escolheram a opção mais viável: fazer com que os líderes de lá viajassem para Bogotá, Colômbia. Então, eles se reuniram com os líderes dos dois países e os instruíram no dia 28 de agosto.

“Fiquei extremamente emocionado”, disse Élder Andersen sobre se reunir com os líderes venezuelanos que viajaram grandes distâncias.

Durante a pausa para o almoço, vários presidentes de estaca lembraram Élder Andersen de uma videoconferência com eles anos antes, quando lhe perguntaram se os líderes deveriam ou não deixar o país por causa dos problemas em curso.

Eles se lembraram de que Élder Andersen lhes dizendo que os líderes não seriam julgados se deixassem o país, mas “se pudessem ficar e ajudar a Igreja a ajudá-los. (…) haveria um futuro incrível.”

Relatando a conversa do almoço, Élder Andersen disse: “Um presidente de estaca me disse: ‘Decidi naquele momento que ficaria. E nós ficamos. Tem sido difícil, mas vai dar certo.’ Portanto, estas são pessoas muito impressionantes.” 

Élder Rafael E. Pino, Setenta Autoridade Geral natural de Valência, Venezuela, e conselheiro na presidência da área, sabe como é raro seus compatriotas conhecerem e serem instruídos pessoalmente por um membro do Quórum dos Doze Apóstolos. Para alguns, 50 anos se passaram desde que tiveram uma reunião semelhante. Para outros mais novos em seus chamados, foi uma primeira oportunidade.

“Com lágrimas nos olhos, vi e ouvi alguns dos líderes expressarem um profundo sentimento de gratidão por estarem na presença de um dos Doze”, disse Élder Pino.

| Church News graphics

A longa viagem

Participaram do treinamento os quatro Setentas de Área residentes na Venezuela, os presidentes das quatro missões do país — com sede em Caracas, Maracaibo, Valência e Barcelona — e 31 dos 33 presidentes de estaca da Venezuela.

A viagem dos líderes para Bogotá não foi nada rotineira, sendo determinada pelo status do passaporte, disse Élder Jorge F. Zeballos, presidente da Área América do Sul Noroeste.

Para colocar a distância em perspectiva, o percurso mais eficaz em termos de tempo, saindo de Caracas para Bogotá, é de pouco mais de 1.500 km (cerca de 940 milhas), o que leva quase 24 horas de viagem. Para alguns, como aqueles que vivem no leste da Venezuela, a viagem levou de 30 a 36 horas, tanto para a ida quanto para a volta.

Se o líder tivesse um passaporte venezuelano válido, ele podia viajar para Bogotá de avião. Sete fizeram exatamente isso, de Caracas com escala no Panamá.

Se o líder tivesse um passaporte vencido, ele não podia viajar da Venezuela para a Colômbia por via aérea. Contudo, os líderes podiam viajar por terra e cruzar a fronteira em Cúcuta, na Colômbia, e de lá obter permissão para viajar de avião para Bogotá com o passaporte vencido. Dos líderes venezuelanos, 24 viajaram em média nove horas de ônibus até Cúcuta, antes de pegarem um avião para a capital colombiana.

Seis presidentes não tinham passaporte, válido ou vencido, e viajaram de 25 a 36 horas por terra durante a ida e a volta, passando a noite em um hotel.

Élder Bhanu K. Hiranandani, segundo à esquerda, em uma foto com Élder Neil L. Andersen, do Quórum dos Doze Apóstolos, segundo à direita, Élder Brent H. Nielson, à esquerda, da Presidência dos Setenta, e Élder Jorge F. Zeballos, à direita, Setenta Autoridade geral e presidente da Área América do Sul Noroeste, em 28 de agosto de 2022, em Bogotá, Colômbia.
Élder Bhanu K. Hiranandani, segundo à esquerda, em uma foto com Élder Neil L. Andersen, do Quórum dos Doze Apóstolos, segundo à direita, Élder Brent H. Nielson, à esquerda, da Presidência dos Setenta, e Élder Jorge F. Zeballos, à direita, Setenta Autoridade geral e presidente da Área América do Sul Noroeste, em 28 de agosto de 2022, em Bogotá, Colômbia. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Dedicação e determinação

Quando chegaram a Bogotá, os líderes receberam boas-vindas e treinamento de Élder Andersen, Élder Brent H. Nielson, da presidência dos Setenta, e da presidência da área: Élder Zeballos, Élder Jorge T. Becerra e Élder Pino.

Élder Pino, que não visita seu país há sete anos, estava muito ansioso para cumprimentar e conversar com os líderes da Venezuela. “Fiquei emocionado ao ver a fidelidade destes irmãos, mesmo em tempos de dificuldade”, disse ele, ciente de que muitos líderes e membros da Igreja acharam necessário emigrar para outros países.

“Mas o que vi e senti com a presença dos líderes atuais me ajudou a entender como a Igreja conseguiu seguir em frente. Encontrei nestes irmãos muita fé, dedicação e determinação”, disse ele, acrescentando que a instrução da liderança “fortaleceu dentro deles o sentimento de que Deus os ama e os conhece”.

Élder Bhanu K. Hiranandani, Setenta de Área de Caracas, disse que se sentiu “imensamente abençoado” por estar com os líderes visitantes. “Eu pude sentir um grande amor emanar deles. Eles são grandes exemplos de humildade e serviço incessante.” 

Já que 28 de agosto caiu no domingo, o dia começou com uma breve reunião sacramental.

“Fiquei muito feliz em tomar o sacramento e ver nossa presidência de área abençoar o sacramento, e também por receber o convite de Élder Andersen para frequentar o templo regularmente em família”, disse Élder Hiranandani.

Élder Pedro E. Hernández, Setenta de Área de Punto Fijo, Venezuela, conversa com presidente Hernan D. Peña, ao centro, da Missão Venezuela Maracaibo, e presidente Fernando Vivas, à direita, da Estaca Valencia Venezuela Los Sauces, antes da o início de uma reunião de liderança do sacerdócio em Bogotá, Colômbia, em 28 de agosto de 2022.
Élder Pedro E. Hernández, Setenta de Área de Punto Fijo, Venezuela, conversa com presidente Hernan D. Peña, ao centro, da Missão Venezuela Maracaibo, e presidente Fernando Vivas, à direita, da Estaca Valencia Venezuela Los Sauces, antes da o início de uma reunião de liderança do sacerdócio em Bogotá, Colômbia, em 28 de agosto de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Compartilhando a instrução

Os líderes venezuelanos disseram que, por meio dos ensinamentos e testemunho de Élder Andersen, receberam revelação sobre como deveriam agir em seus chamados para abençoarem suas famílias e aqueles a quem presidem. “Eles disseram que identificaram novas e melhores formas para se ensinar e ministrar aos membros, e ajudá-los a permanecerem ou retornarem ao caminho do convênio”, disse Élder Pino.

À medida que os líderes retornam para compartilhar os ensinamentos, “os membros ficam muito felizes em receber as instruções”, disse Élder Hiranandani. “Estas são prioridades proféticas, e sei que, ao serem colocadas em prática, o Senhor derramará grandes bênçãos. Estamos fazendo o nosso melhor para transmitirmos os ensinamentos recebidos, a fim de que cheguem a todos os membros.”

Élder Pedro E. Hernández, Setenta de Área de Punto Fijo, Venezuela, concordou: “Acho que isso impulsionará o trabalho na Venezuela. Para os presidentes de estaca, ouvir de um apóstolo o que o Salvador quer que façamos e podermos compartilhar as mensagens desta reunião de líderes do sacerdócio é um tesouro de grande valor.”

Élder Rafael E. Pino, à direita, Setenta Autoridade Geral da Venezuela e conselheiro na presidência da Área América do Sul Noroeste, posa para uma foto com o presidente Jesús L. Magallanes, à esquerda, da Estaca Punto Fijo Venezuela, em Bogotá, Colômbia, em 28 de agosto de 2022.
Élder Rafael E. Pino, à direita, Setenta Autoridade Geral da Venezuela e conselheiro na presidência da Área América do Sul Noroeste, posa para uma foto com o presidente Jesús L. Magallanes, à esquerda, da Estaca Punto Fijo Venezuela, em Bogotá, Colômbia, em 28 de agosto de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Não fomos esquecidos

No Devocional para a Venezuela em 2 de fevereiro de 2020, Presidente Russell M. Nelson e Élder D. Todd Christofferson, do Quórum dos Doze Apóstolos, ofereceram mensagens de consolo, encorajamento e perspectiva eterna para pessoas no país sul-americano em dificuldades e dilacerado por conflitos.

Restrições de viagem e questões de segurança os impediram de se reunir com os santos dos últimos dias na Venezuela. Por isso, Presidente Nelson e Élder Christofferson gravaram mensagens em vídeo, as quais foram transmitidas à Venezuela, copiadas em pen drives e entregues a cada estaca e distrito para serem exibidas localmente. Coletivamente, quase 24.000 pessoas assistiram ao devocional daquele domingo em capelas de todo o país.

“Nunca nos sentimos isolados e esquecidos: nossos líderes sêniores e a presidência da área estão sempre cuidando de nós. Sou testemunha de tudo o que a Igreja fez para abençoar a vida dos santos aqui na Venezuela, tanto espiritual quanto materialmente”, disse Élder Hiranandani.

“Os membros são muito gratos por receberem todos os grandes ensinamentos de nosso Profeta, Presidente Nelson, e dos Apóstolos. O Senhor sempre esteve presente para nos dar encorajamento e força, em todas as vezes que ouvimos nossos líderes sêniores.”

Élder Hernández forneceu, em forma de lista de verificação, a condição dos membros locais da Igreja: “Sabemos da preocupação da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos com as necessidades materiais e espirituais dos venezuelanos. Sentimos o Espírito. Sentimos o amor do Salvador. Sentimos que Deus nos ouve e nos abençoa.”

Autossuficientes

| Church News graphics

E o que os membros da Igreja em todo o mundo devem saber sobre seus irmãos e irmãs na Venezuela e sua fidelidade, determinação e perseverança?

“Existem líderes locais maravilhosos que, com grande esforço e coragem, continuam a acelerar a obra de salvação”, disse Élder Pino. “Nas missões, um exército de jovens missionários está trabalhando arduamente para pregar o evangelho diariamente.

“Na Venezuela, os membros fiéis da Igreja amam o Senhor Jesus Cristo e sabem que o Senhor os ama. Eles sabem que não foram esquecidos e que fazem parte de um trabalho maravilhoso.”

Élder Hernández disse que as circunstâncias e dificuldades da Venezuela ajudaram os santos locais a se aproximarem do Senhor e superarem as adversidades com fé e confiança no Salvador. “Se formos fiéis e depositarmos nossa confiança no Senhor, até o mal será para o nosso bem.”

Ele também observou como as quatro missões do país se tornaram autossuficientes, usando apenas missionários venezuelanos.

É um tema que Élder Hiranandani repete.

“Para nós, termos um país autossuficiente eclesiasticamente é uma bênção. Todos os nossos missionários, presidentes de estaca, presidentes de missão e presidentes de templo são venezuelanos. E os membros trabalham com afinco e fazem grandes sacrifícios para frequentarem o templo regularmente”, disse ele.

“Agora é a nossa vez de vivermos o evangelho de uma maneira mais santa e elevada. Os membros estão sempre prontos para aprenderem e colocarem em prática as instruções que recebemos da presidência da área e dos líderes sêniores. Estamos tendo muitos batismos, e o Senhor está coligando Seus eleitos.”

Setentas de Área, presidentes de missão e presidentes de estacas da Colômbia e Venezuela se levantam para dar as boas-vindas a Élder Neil L. Andersen, do Quórum dos Doze Apóstolos, e autoridades gerais que o acompanhavam, os quais conduziram uma reunião de instrução de liderança em Bogotá, Colômbia, em 28 de agosto de 2022.
Setentas de Área, presidentes de missão e presidentes de estacas da Colômbia e Venezuela se levantam para dar as boas-vindas a Élder Neil L. Andersen, do Quórum dos Doze Apóstolos, e autoridades gerais que o acompanhavam, os quais conduziram uma reunião de instrução de liderança em Bogotá, Colômbia, em 28 de agosto de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Com sua habilidade de entrar em lugares que outros não conseguiam, Marcos ganhou o carinhoso apelido de la Pulga, espanhol para ‘A Pulga’. Sua história é a de se estar no lugar certo na hora certa, observa Lloyd Newell em “Música e Palavras de Inspiração” desta semana com o Coro do Tabernáculo na Praça do Templo.

Professores podem agora registrar a frequência às aulas por meio do aplicativo Ferramentas do Membro.

Estes novos presidentes de missão e respectivas companheiras foram chamados a servir pela Primeira Presidência. Eles começarão seu serviço em julho.

A turnê do Coro do Tabernáculo pelas Filipinas começa com jovens apresentando danças tradicionais. Esta é a segunda parada da turnê “Hope” e a primeira vez do coro nas Filipinas.

Neste vídeo do Church News, “O êxodo de Nauvoo”, líderes e membros na histórica Nauvoo, Illinois, homenagearam os primeiros membros da Igreja, enquanto caminhavam cerca de dois quilômetro pela Parley Street, indo até o rio Mississippi.

Membro da Igreja no Alabama, Mary Helen Allred se sente feliz por poder usar o ServirAgora para continuar um legado de serviço