Menu

Como os missionários estão em uma órbita divinamente designada, ensina presidente Johnson no CTM de Provo

A presidente geral da Sociedade de Socorro, Camille Johnson, detalha a órbita em termos de designação de missão, companheirismo, ensino, reconhecimento da identidade e propósito divinos

PROVO, Utah — Os missionários de tempo integral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias são como estrelas em uma órbita de influência divinamente designada, disse a presidente Camille N. Johnson, presidente geral da Sociedade de Socorro, durante um devocional na terça-feira, 3 de janeiro, no Centro de Treinamento Missionário de Provo.

“Élderes e sísteres, vocês são como estrelas, colocados em uma órbita orquestrada pelo Criador, nosso Salvador, Jesus Cristo”, disse ela aos mais de 850 missionários que participaram do devocional.

“Vocês estão em sua órbita divina por causa de sua fidelidade. Vocês refletem a luz de Cristo e brilham intensamente. Que gloriosa oportunidade vocês têm de exaltarem, ensinarem e testificarem da divindade de Jesus Cristo e de Seu amoroso Pai, nosso Pai Celestial, e da natureza divina e potencial de cada um de nós. Somos todos filhos de Deus.”

A presidente Camille N. Johnson, presidente geral da Sociedade de Socorro, discursa durante seu devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 3 de janeiro de 2023.
A presidente Camille N. Johnson, presidente geral da Sociedade de Socorro, discursa durante seu devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 3 de janeiro de 2023. | Adam Fondren, para o Deseret News

A presidente Johnson lembrou aos élderes e sísteres que sua designação veio de Deus, por meio de um membro do Quórum dos Doze Apóstolos, agindo sob a autorização de Presidente Russell M. Nelson.

“Isso não é glorioso?”, ela perguntou. “Deus está guiando seu caminho porque vocês estão deixando que Ele prevaleça em sua vida. E tudo isso veio por meio de sua própria revelação pessoal, a ligada à revelação de um membro dos Doze, ligada ao Profeta.”

Ela falou sobre conexões e confirmações de designações missionárias: primeiro para seus filhos, depois para ela e seu marido, o irmão Douglas R. Johnson, que também falou brevemente no devocional. Com pouca ou nenhuma experiência no idioma espanhol, os Johnsons inicialmente não tinham certeza sobre serem chamados para presidir a Missão Peru Arequipa [em inglês] em 2016.

Mas vieram as confirmações. “A designação de servir onde servimos, quando servimos, nos colocou em uma ‘órbita’ de amigos para a eternidade”, disse ela.

A presidente Camille N. Johnson, presidente geral da Sociedade de Socorro, discursa durante seu devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 3 de janeiro de 2023.
A presidente Camille N. Johnson, presidente geral da Sociedade de Socorro, discursa durante seu devocional no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 3 de janeiro de 2023. | Adam Fondren, para o Deseret News

As designações de missão são essenciais para as interações com outras pessoas, acrescentou ela. “Sua órbita divinamente designada os colocarão em uma órbita de interseção com pessoas que precisam de vocês e com quem vocês aprenderão. Espero que vocês reconheçam sua designação como um desígnio divino. … Espero que deixem sua luz brilhar para iluminar aqueles que estão em sua órbita e descobrirem por si mesmos o motivo de sua designação.”

A presidente Johnson incentivou os missionários a enxergarem o potencial divino inexplorado em todos que encontrarem, e a ensiná-lo quando compartilharem o plano de salvação.

Ela citou Presidente Nelson: “Como existe um grande plano de salvação de autoria do Pai Celestial, não é lógico que vocês também tenham um destino divino? Não se enganem a este respeito: seu potencial é divino. Com sua busca diligente, Deus lhes dará vislumbres do que vocês podem se tornar”.

Recontando o relato de João 4 sobre o Salvador e a mulher na fonte, a presidente Johnson observou que aquela foi uma das primeiras instâncias de Jesus, dizendo a alguém, que Ele era o esperado Messias judeu, e Ele compartilhou essas boas novas com uma mulher samaritana que estava envolvida em um grave pecado.

“Jesus Cristo viu seu potencial; Ele reconheceu sua natureza divina. Ele mostrou amor, compaixão e paciência por ela.”

O coro se apresenta durante um devocional com a presidente Camille N. Johnson, presidente geral da Sociedade de Socorro, no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 3 de janeiro de 2023.
O coro se apresenta durante um devocional com a presidente Camille N. Johnson, presidente geral da Sociedade de Socorro, no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, na terça-feira, 3 de janeiro de 2023. | Adam Fondren, para o Deseret News

A presidente Johnson disse que a história é ilustrativa em muitos níveis: o Salvador reconhece o potencial oculto e inexplorado; a mulher compartilhou a boa notícia, que convenceu a outros; a experiência de mudança aconteceu durante uma tarefa mundana; e Cristo ensinou de uma maneira que a mulher compreendeu.

Ela convidou os missionários a fazerem o mesmo. “Abençoados pelo Espírito por meio de sua fé e obediência, vocês verão as pessoas que ensinam, como filhos de Deus com potencial divino. Vocês as encontrarão em sua fonte, ou em suas salas de estar, ou no campo de futebol, ou fazendo um projeto do ServirAgora, e vocês as ensinarão de uma maneira que elas compreederão.”

Ao tratar todos que encontrarem como pessoas extraordinárias, os missionários terão uma visão de quem os outros são e o que eles podem se tornar, ajudando os missionários a desenvolverem o atributo cristão da caridade, disse ela.

Os missionários devem reconhecer o mesmo potencial em seus companheiros, ensinou a presidente Johnson, usando uma analogia com golfinhos para enfatizar.

Os golfinhos dormem com apenas um lado do cérebro, e utilizam o outro lado para continuarem respirando, permanecerem alertas e atentos a possíveis perigos, com o olho aberto focado nesse “outro” lado. Se entrassem em um sono inconsciente profundo, como os humanos, parariam de respirar e sufocariam, ou se afogariam, disse ela.

Uma missionária toma notas durante a mensagem no devocional da presidente Camille N. Johnson, presidente geral da Sociedade de Socorro, no Centro de Treinamento Missionário de Provo em Provo, Utah, na terça-feira, 3 de janeiro de 2023.
Uma missionária toma notas durante a mensagem no devocional da presidente Camille N. Johnson, presidente geral da Sociedade de Socorro, no Centro de Treinamento Missionário de Provo em Provo, Utah, na terça-feira, 3 de janeiro de 2023. | Adam Fondren, para o Deseret News

Eles muitas vezes permanecem em pares quando dormem, um com o olho direito aberto e o outro com o olho esquerdo aberto.

“Espero que vocês se lembrem da beleza de ter um companheiro, alguém que pode ser seu olho direito quando seu olho direito está cansado; alguém que pode vigiar o perigo. É por desígnio divino que os missionários trabalham em duplas, e espero que vocês vejam seu companheiro como alguém colocado em sua órbita divina com um propósito.”

A presidente Johnson disse que os missionários também devem reconhecer sua própria identidade e propósitos, citando instruções de Presidente Nelson de que tal reconhecimento é melhor quando se busca saber mais sobre Deus e o Filho Amado, e sobre as verdades claras e poderosas contidas no Livro de Mórmon.

Ela resumiu: “Conheceremos nosso Pai Celestial no Livro de Mórmon, que é outro testamento de Jesus Cristo, Seu Filho. E ao conhecê-Los, teremos aquela verdade eterna de que somos filhos de Deus, com o potencial divino marcado em nossos corações. … Testifico que ele é outro testamento de Jesus Cristo, e vocês O encontrarão, e nosso Pai Celestial, e sua identidade e propósito divinos em suas páginas.”

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Com sua habilidade de entrar em lugares que outros não conseguiam, Marcos ganhou o carinhoso apelido de la Pulga, espanhol para ‘A Pulga’. Sua história é a de se estar no lugar certo na hora certa, observa Lloyd Newell em “Música e Palavras de Inspiração” desta semana com o Coro do Tabernáculo na Praça do Templo.

Professores podem agora registrar a frequência às aulas por meio do aplicativo Ferramentas do Membro.

Estes novos presidentes de missão e respectivas companheiras foram chamados a servir pela Primeira Presidência. Eles começarão seu serviço em julho.

A turnê do Coro do Tabernáculo pelas Filipinas começa com jovens apresentando danças tradicionais. Esta é a segunda parada da turnê “Hope” e a primeira vez do coro nas Filipinas.

Neste vídeo do Church News, “O êxodo de Nauvoo”, líderes e membros na histórica Nauvoo, Illinois, homenagearam os primeiros membros da Igreja, enquanto caminhavam cerca de dois quilômetro pela Parley Street, indo até o rio Mississippi.

Membro da Igreja no Alabama, Mary Helen Allred se sente feliz por poder usar o ServirAgora para continuar um legado de serviço