Menu

Como ex-diretor financeiro da Huntsman Corp. aprendeu que o evangelho traz felicidade, mesmo em meio a tragédias

Com relação ao serviço na Igreja, Élder J. Kimo Esplin aprendeu: ‘O Senhor não está fazendo isto com você; Ele está fazendo isto por você’

Aos 19 anos de idade, no Centro de Treinamento Missionário de Provo, Élder J. Kimo Esplin se perguntou se seu chamado missionário estava correto. 

Aprender japonês não foi fácil. Durante os dois meses no CTM, os outros missionários de seu distrito haviam memorizado todas as palestras missionárias em japonês, enquanto ele havia aprendido apenas a primeira página da primeira palestra. 

Ele pensou: “O Japão provavelmente não é o lugar certo.”

Na noite anterior à sua partida para o campo missionário, o jovem élder encontrou um quartinho de limpeza vazio. Ajoelhado no chão, que cheirava a detergente, o jovem Élder Esplin implorou ao Senhor para saber se Kobe, Japão, era realmente o lugar onde ele deveria servir.

Em sua mente, ele viu a si mesmo e a seu pai na noite anterior à sua chegada ao CTM. Seu pai estava lhe dando uma bênção do sacerdócio. Na bênção, seu pai dizia: “Kimo, eu o abençoo para que você ensine e testifique em japonês.”

A lembrança dessas palavras lhe deu coragem para embarcar para o Extremo Oriente pela manhã. 

Esse sentimento de inadequação, causado por ser solicitado a fazer mais do que ele se sentia capaz de realizar, o afligiu muitas vezes ao longo dos anos, inclusive quando era um jovem pai que tentava trabalhar em tempo integral, cursar mestrado e servir como presidente dos Rapazes da ala. Ele também teve o mesmo sentimento após ser chamado como bispo, presidente de estaca e de missão e, mais recentemente, quando foi apoiado como Setenta Autoridade Geral durante a conferência geral de abril de 2023.

Mas cada ocasião no passado se transformou em uma bênção, disse ele. 

No caso de sua missão, apenas algumas semanas após ser designado à sua primeira área no Japão, ele e seu companheiro estavam caminhando de uma loja para outra em uma rua coberta, tentando conversar com as pessoas.

Depois de algum tempo, um homem de 28 anos parou para ouvi-los. Em “péssimo japonês”, Élder Esplin compartilhou o que havia memorizado da primeira palestra sobre Joseph Smith. Surpreendentemente, o homem continuou a receber as palestras missionárias e, por fim, decidiu se filiar à Igreja.

Em seu batismo, Élder Esplin lhe perguntou por que ele havia parado para ouvir os missionários naquele dia entre as lojas. O homem explicou que, algumas semanas antes, ele havia visto Élder Esplin em um sonho. Élder Esplin logo se deu conta de que, aproximadamente na mesma época em que o homem teve esse sonho, ele havia orado em um quartinho de limpeza no CTM.

Essa terna experiência confirmou a Élder Esplin “que o Senhor nos conhece. Ele conhece o fim desde o princípio e preparará um caminho, apesar de nossa fraqueza ou falta de confiança.”

Élder J. Kimo Esplin foi apoiado como novo Setenta Autoridade Geral em 1º de abril de 2023.
Élder J. Kimo Esplin foi apoiado como novo Setenta Autoridade Geral em 1º de abril de 2023. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Élder Esplin nasceu no dia 18 de agosto de 1962, filho de Ross S. e Olive Ora Moody Esplin, em Kahuku, Havaí, onde seu pai lecionava na Faculdade da Igreja no Havaí. Além do nome de seu pai, Jon Ross, ele também recebeu o nome de Kimo, que significa James em havaiano, como uma homenagem ao seu local de nascimento.  

Como o mais novo, e único menino, de oito filhos, Élder Esplin brincou dizendo que seus pais lhe deram todos os nomes masculinos que sempre quiseram usar. Apesar de terem várias opções, todas as suas sete irmãs mais velhas o chamavam de Kimo, que é o nome pelo qual ele sempre foi conhecido.

Élder Esplin descreveu sua mãe como uma pessoa otimista, divertida e amorosa, que recebia as pessoas em sua casa e lhes oferecia uma refeição ou um lugar para ficar, mesmo com oito filhos para cuidar. Em determinada ocasião, o pai de Élder Esplin foi reprovado no exame oral para seu doutorado na Universidade da Califórnia-Berkeley, após cinco anos de estudo. Ele não recebeu autorização para refazer o exame. “É claro que meus pais ficaram arrasados, disse Élder Esplin, “mas minha mãe seguiu em frente”. 

Ela convenceu seu esposo a recomeçar na Universidade de Utah, onde ele acabou obtendo seu doutorado. “Minha mãe mostrou a nós, seu filhos, como apreciar a vida, mesmo com decepções e tragédias, uma atitude que resultava de sua fé.”

Em família, eles estudavam as escrituras e oravam juntos, frequentavam a igreja e participavam das atividades da ala. Aos poucos, um momento de silenciosa confirmação de cada vez, o jovem Élder Esplin adquiriu um testemunho de que a Igreja era verdadeira e Jesus Cristo era seu Salvador.

Durante a adolescência de Élder Esplin, seu pai começou a trabalhar como professor de Literatura Inglesa na Universidade Brigham Young. A família se mudou para Provo, Utah, onde Élder Esplin cursou o ensino médio na Timpview High School.

Os recém-chamados Setentas Autoridades Gerais, a partir da esquerda, Élder Alan T. Phillips, Élder Christophe G. Giraud-Carrier, Élder J. Kimo Esplin e Élder Robert M. Daines ocupam seus lugares junto ao púlpito durante a conferência geral, em 1º de abril de 2023. Élder Ahmad S. Corbitt foi chamado como Setenta Autoridade Geral depois de servir na presidência geral dos Rapazes.
Os recém-chamados Setentas Autoridades Gerais, a partir da esquerda, Élder Alan T. Phillips, Élder Christophe G. Giraud-Carrier, Élder J. Kimo Esplin e Élder Robert M. Daines ocupam seus lugares junto ao púlpito durante a conferência geral, em 1º de abril de 2023. Élder Ahmad S. Corbitt foi chamado como Setenta Autoridade Geral depois de servir na presidência geral dos Rapazes. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Alguns meses após retornar de sua missão de tempo integral, Élder Esplin e seu pai estavam dirigindo em uma rodovia de mão dupla. Um outro veículo cruzou a faixa divisória e colidiu de frente com eles, matando seu pai. 

Poucos meses depois, com sua mãe sentada ao seu lado, um veículo que viajava a mais de 160 km/h bateu na traseira de seu carro em uma via expressa. Seu carro capotou, e sua mãe e pequena sobrinha morreram.

Élder Esplin chamou esse período de um ponto de mudança em sua vida. “Você começa a levar a vida um pouco mais a sério.” 

Após a morte de seus pais, suas irmãs mais velhas, que tinham jovens famílias na época, contribuíram financeiramente para que ele fosse estudar no exterior, no Centro da BYU em Jerusalém. Lá, ele conheceu Kaye Davis, que se tornaria sua esposa.

Após ouvir sobre a recente morte de seus pais, a irmã Esplin disse que esperava conhecer uma pessoa triste ou melancólica. “No entanto, ele era exatamente o oposto. Senti que ele estava ‘completamente empenhado’ na experiência acadêmica. Não eram apenas férias. Era uma verdadeira experiência de aprendizado. Por isso, eu o admirava, assim como seu conhecimento sobre o evangelho.”

Como ele não havia sido consumido pela tristeza, devido ao peso das tragédias em sua vida? “Sem dúvida, tenho dias difíceis”, disse Élder Esplin, “mas muito de quem sou advém de minha fé no Salvador e em Seu plano. Uma fé que foi exemplificada por meus pais.”

Durante o estudo no exterior, ele e Kaye se tornaram bons amigos conforme seu grupo acampava no deserto do Sinai, trabalhava em plantações de banana e estudava o Velho e o Novo Testamento.

Quando os dois voltaram para Provo, ele a convidou para um encontro. “Depois de conhecer todas aquelas irmãs”, disse a irmã Esplin, “como eu poderia não me apaixonar?”

Eles se casaram no dia 13 de agosto de 1985, no Templo de Salt Lake, e são pais de oito filhos, quatro filhos e quatro filhas, e têm sete netos.

“Sem dúvida, tenho dias difíceis, mas muito de quem sou advém de minha fé no Salvador e em Seu plano.”

Em 1987, Élder Esplin recebeu seu diploma de Bacharel em Ciências Contábeis pela BYU, e a irmã Esplin se formou em Ensino Fundamental. A família, que agora incluía o primeiro filho do casal, se mudou para um apartamento de dois quartos em Chicago, Illinois, onde Élder Esplin começou sua carreira em investimentos bancários. Ele obteve um mestrado em Administração de Empresas pela Faculdade de Administração Kellogg da Universidade Northwestern, e eles acrescentaram mais dois meninos a sua família.

“Foram bons anos”, disse Élder Esplin.

“Nós realmente obtivemos experiência em servir na Igreja”, acrescentou a irmã Esplin.

Depois que Élder Esplin se tornou vice-presidente executivo e diretor financeiro da Huntsman Corp., a família se mudou brevemente para a Bélgica, antes de se estabelecer em Cottonwood Heights, Utah.

Como família, eles adoram viajar e, todos os anos, passam as férias da primavera passeando com mochilas às costas e acampando, geralmente no sul de Utah.

Tanto Élder quanto a irmã Esplin vieram de famílias que valorizavam a palavra escrita, portanto, a leitura tem sido uma parte importante de sua cultura familiar. “Todas as noites, as crianças sabiam que deveriam guardar tudo e se deitar no chão, e eu me sentava e lia por uma hora”, explicou Élder Esplin. Eles liam clássicos e livros que receberam o prêmio Newberry, a série Harry Potter e As Crônicas de Nárnia.

“Isso realmente uniu nossos filhos”, disse a irmã Esplin.

J. Kimo e Kaye D. Esplin.
J. Kimo e Kaye D. Esplin. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Em 2018, a família passou por uma nova aventura, quando Élder e a irmã Esplin se tornaram líderes da Missão Japão Tóquio Sul. Durante seu serviço, a pandemia de COVID-19 surgiu, o Japão fechou suas fronteiras e eles também se tornaram líderes da Missão Japão Tóquio Norte. “Passávamos duas semanas em Tóquio, então dirigíamos por cinco horas até Sendai, onde ficávamos com os missionários durante duas semanas, e depois voltávamos”, explicou Élder Esplin.

Embora houvesse desafios, Élder Esplin disse que foi uma época incrível para o trabalho missionário. “Os membros trabalharam juntos para ajudar os missionários e os mantiveram muito ocupados. Estávamos batizando o mesmo número de pessoas que batizávamos antes da pandemia e tínhamos apenas 50 missionários, em vez de 160.”

Muitos batismos resultaram do ensino que os missionários proporcionaram a seus familiares, disse a irmã Esplin. “Muitos de nossos missionários eram os únicos membros da Igreja em suas famílias e, quando ligavam para casa, estudavam o ‘Vem, e Segue-Me’ com seus familiares. Por isso, vários de seus familiares foram batizados.”

“Mais pessoas foram batizadas entre esses familiares, fora de nossos limites geográficos, do que dentro de nossas missões”, disse Élder Esplin.

“Foi algo realmente muito doce”, disse a irmã Esplin.

Família: Élder Esplin nasceu no dia 18 de agosto de 1962, em Kahuku, Havaí, filho de Ross S. e Olive Ora Moody Esplin. Ele se casou com Kaye Davis no dia 13 de dezembro de 1985, no Templo de Salt Lake; eles são pais de oito filhos.


Vida profissional: Trabalhou por quase três décadas como vice-presidente executivo e diretor financeiro da Huntsman Corp. Ele também foi membro da diretoria da Savage Cos.


Formação acadêmica: Formou-se em Ciências Contábeis pela Universidade Brigham Young em 1987, e fez mestrado em Administração de Empresas pela Faculdade de Administração Kellogg, da Universidade Northwestern.


Serviço na Igreja: Serviu como Setenta de Área, presidente das missões Japão Tóquio Sul e Norte de 2018 a 2021, presidente de estaca, bispo, sumo conselheiro, presidente dos Rapazes da ala, professor da Escola Dominical e missionário na Missão Japão Kobe.

Durante os últimos dois anos, Élder Esplin tem servido como Setenta de Área. Um dos milagres desse chamado tem sido fazer parte do processo de chamar novos presidentes de estaca.

Como presidente de estaca quando chamava um bispo, ou como presidente de missão quando designava missionários, Élder Esplin disse que jejuava, orava e “lutava” para tentar discernir a vontade do Senhor. “No entanto, conforme visitamos e realizamos reorganizações, [a revelação] tem sido imediata, específica e poderosa nesse processo, pois comparecemos com a autoridade do [Quórum dos] Doze. Para mim, tem sido um milagre me sentar e entrevistar 30 homens incríveis e, em pouco tempo, saber com certeza quem o Senhor chamou.”

Isso proporciona outra garantia de que “o manto deste novo chamado virá, apesar de minhas muitas fraquezas”, disse Élder Esplin.

No que diz respeito ao serviço na Igreja, ele aprendeu: “O Senhor não está fazendo isso com você; Ele está fazendo isso por você.”

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.