Menu

Servir em Londres ajudou Élder Alan Phillips a amar e aprender com todos os filhos de Deus

O recém-chamado Setenta Autoridade Geral conta como se concentrar no Salvador o ajudou a demonstrar amor e a se sentir amado

Antes do surgimento das tecnologias de streaming de vídeo, Blu-ray, DVD, ou VHS, muitos missionários usavam filme fotográfico para compartilhar a história da restauração do evangelho.

Quando Élder Alan Phillips era criança, ele viu esses filmes sendo usados com suas respectivas trilhas sonoras pré-gravadas e o familiar “bip”, o qual dizia à pessoa que operava o projetor para avançar manualmente para a próxima imagem.

No entanto, mais do que a tecnologia que estava sendo usada, Élder Phillips se lembra dos sentimentos que teve.

Élder Alan Phillips, Setenta Autoridade Geral, discursa durante a sessão da tarde de sábado, 2 de outubro de 2023, da 193ª Conferência Geral Semianual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, realizada no Centro de Conferências de Salt Lake City, Utah.
Élder Alan Phillips, Setenta Autoridade Geral, e sua esposa, a irmã Lindsey Phillips, posam para fotos no Edifício de Escritórios da Igreja em Salt Lake City na segunda-feira, 3 de abril de 2023. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

“Ainda me lembro de ter sentido algo”, disse ele. “Havia algo a respeito da história de Joseph Smith, sobre ele ter visto o Pai Celestial e Jesus Cristo, e lembro que isso me tocou.”

O início de um testemunho do Pai Celestial e de Seu plano foi nutrido por experiências adicionais ao longo de sua vida, as quais incluíram ir as conferências de jovens, reuniões de testemunho e outras reuniões da Igreja na Inglaterra, onde ele nasceu e foi criado. Élder Phillips é rápido em dizer que seu testemunho do Salvador só se tornou forte no final de sua adolescência, quando ele buscou a confirmação do Espírito Santo de que Jesus Cristo era seu Salvador.

Ele sentiu que a Igreja era verdadeira desde jovem. Ele havia tido sentimentos que lhe confirmaram que o Livro de Mórmon e outros ensinamentos da Igreja eram corretos, mas esperava algo mais forte, antes de partir para a missão em sua juventude.

“Lembro-me de pensar: ‘Estarei prestando testemunho e ensinando sobre Ele. Esse é o foco. Preciso ter meu próprio testemunho. Preciso que seja sobre Ele e que seja real.”

Élder Phillips levou esse desejo a sério e tentou obter um testemunho, assim como Joseph Smith havia feito.

“Jejuei, orei e fui para a floresta. Eu estava buscando a grande resposta”, disse ele. E a resposta viria, mas não como ele havia esperado.

Meses depois, quando sua família estava viajando, ele foi à igreja sozinho e recorda ter cantado o hino do sacramento.

“Eu não estava buscando. Eu estava lá — lendo e cantando com a congregação. E, pela primeira vez, as palavras e a noção de que ‘Cristo na cruz se deixou pregar’ (“Assombro me causa”, hino nº 112) para pagar minha dívida, simplesmente saltaram aos meus ouvidos e entraram em meu coração”, disse ele.

“E senti a realidade Dele em relação a mim, não mais como um conceito ou algo abstrato. Naquele momento, senti que Ele era meu Salvador.”

Mais tarde, Élder Phillips orou, agradecendo ao Pai Celestial por essa experiência e Lhe dizendo que seria fiel a essa paz recém-descoberta, pelo resto de sua vida. 

Outros momentos confirmaram esse mesmo testemunho desde então, mas Élder Phillips diz que essa foi a ocasião em que ele recebeu a confirmação de que o Salvador é real, e que tudo o mais em seu testemunho se baseia nesse alicerce seguro (Helamã 5:12).

O alicerce em Cristo de uma família

A esposa de Élder Phillips, a irmã Lindsey Phillips, não é da Inglaterra. Ela foi criada em uma pequena cidade costeira no norte da Califórnia, nos Estados Unidos. Enquanto estudava na Universidade Brigham Young, a irmã Phillips participou de um programa de estudos no exterior em Londres.

A entrada e a estátua do Christus, na Capela de Hyde Park, e o novo Centro de Visitantes dão as boas-vindas a pessoas de todas as nações do mundo.
A entrada e a estátua do Christus, na Capela de Hyde Park, e o novo Centro de Visitantes dão as boas-vindas a pessoas de todas as nações do mundo. | Simon Jones

Enquanto estava lá, ela e Élder Phillips se conheceram por meio de um amigo em comum, na Capela de Hyde Park. Os dois passaram três dias juntos antes de iniciarem um relacionamento à distância durante 18 meses, o qual incluiu muitas viagens e contas telefônicas pesadas.

Ambos tinham parentes no Arizona e, por fim, foram casados e selados no Templo de Mesa Arizona em 2005. Eles começaram a vida de casados em Londres, onde têm morado desde então.

“Eu certamente me beneficio de seu testemunho e de sua força”, disse a irmã Phillips sobre seu marido. “Ele realmente me ajudou a concentrar meu testemunho no Salvador, e isso tem sido indispensável para que eu não me perca em tudo que está ao meu redor.”

Assim como seu marido, a irmã Phillips disse que encontrou uma base sólida para seu testemunho durante sua adolescência. Enquanto passava tempo com uma amiga no Equador, ela se encontrou em uma situação na qual não podia se comunicar com sua família e frequentar a igreja como fazia quando estava em casa.

“Comecei a ler as escrituras”, recordou ela. “Eu estava lendo Alma 32:27, que fala sobre experimentar a palavra.”

Ela disse que, naquele momento, soube que queria descobrir se o que havia aprendido durante toda a sua vida era verdade. E ela descobriu.

“Quando refletimos sobre algo que aconteceu em nossa juventude, pode parecer trivial para nós (...) mas foi um momento fundamental para mim, e releio esse versículo sempre que tenho dúvidas.”

Élder Phillips disse que reler versículos das escrituras influentes, tais como esse, também tem sido útil para ele.

Para seu alicerce, Élder Phillips lê novamente Helamã 5 e as três lições que aprendeu com as palavras de Helamã a seus filhos. Primeiro, Helamã lhes pediu que se lembrassem de guardar os mandamentos. Depois, ele os incentivou a praticarem o bem. Em seguida, ele lhes pediu que se lembrassem de que a salvação só pode ser obtida por meio de Jesus Cristo.

‘Recife de coral da humanidade’

A irmã Phillips disse que o desejo de seu marido de que todos se sintam amados e cuidados reflete quem ele é e o que tenta fazer.

“Ele realmente se concentra e se preocupa com as pessoas”, disse ela. “As pessoas são importantes para ele.”

Chris Cooke, à direita, cumprimenta Élder Alan T. Phillips, Setenta de Área, no Edifício da Capela de Hyde Park, em Londres, na quarta-feira, 11 de abril de 2018.
Chris Cooke, à direita, cumprimenta Élder Alan T. Phillips, Setenta de Área, no Edifício da Capela de Hyde Park, em Londres, na quarta-feira, 11 de abril de 2018. | Ravell Call, Deseret News

Élder Phillips disse que as pessoas são importantes para ele porque são importantes para o Salvador. Uma de suas escrituras favoritas é Doutrina e Convênios 6:36, na qual o Senhor diz: “Buscai-me em cada pensamento; não duvideis, não temais”.

Ele disse que esse versículo mostra como o Salvador estava confiante na veracidade do que Ele havia feito como parte da Expiação. E, no entanto, Ele também manteve a humildade.

“A doutrina é clara. O Salvador disse: ‘Vinde a mim’, ‘Vinde após mim’, ‘Buscai-me’”.

Servir na Igreja em Londres por mais de 20 anos proporcionou muitas oportunidades para Élder Phillips trabalhar ao lado de pessoas diferentes que seguem as admoestações do Salvador.

“Londres é o recife de coral da humanidade”, disse ele. “Com todas essas pessoas, certamente aprendemos e fomos fortalecidos pelas vastas experiências e perspectivas daqueles que nos cercam.”

Ele disse que sua estaca tem indivíduos de 139 países, e que 80% dos membros da estaca fazem parte da primeira geração a se filiar à Igreja em suas respectivas famílias.

“Todos estão concentrados em Cristo, o Salvador. As diversas necessidades e origens estão presentes. No entanto, eles se concentram em Cristo e uns nos outros, e tentam servir, o que resulta em um lugar realmente belo.”

Os Phillips disseram que se sentiram fortalecidos pelos membros em Londres, especialmente quando Élder Phillips serviu na presidência da estaca. Desde os membros que compartilharam comidas típicas depois das reuniões da Igreja, ao amor demonstrado a seus filhos pelas irmãs que imigraram para o Reino Unido, até os refugiados de vários países que distribuíram o sacramento, os Phillips expressaram seu amor por todos os que moraram perto deles e com quem serviram.

“Se você é um líder, sentado no púlpito, e eles lhe trazem o sacramento, você olha para as mãos deles e pensa em tudo o que eles passaram”, disse ele, com a voz embargada pelas lágrimas. “É diferente. É uma experiência diferente.”

“E então, você é levado a 2.000 anos atrás para mesma área, das mesmas regiões, e pensa na primeira vez que o Salvador partiu o pão. Você sente algo.”

Élder Alan Phillips, Setenta Autoridade Geral, e sua esposa, a irmã Lindsey Phillips, posam para fotos no Edifício de Escritórios da Igreja em Salt Lake City na segunda-feira, 3 de abril de 2023.
Élder Alan Phillips, Setenta Autoridade Geral, e sua esposa, a irmã Lindsey Phillips, posam para fotos no Edifício de Escritórios da Igreja em Salt Lake City na segunda-feira, 3 de abril de 2023. | Scott G Winterton, Deseret News

Élder Phillips não limita essa experiência de aprendizado às diversas culturas ou geografias representadas em Londres. Ele também adorou ver como as diferentes faixas etárias trabalharam juntas e serviram umas às outras. Como Setenta de Área, ele tinha responsabilidades com o programa Para o Vigor da Juventude em 30 países da Europa.

“É um belo programa, a estrutura é excelente, o treinamento é maravilhoso e a liderança é excepcional”, disse ele. “Porém, os ingredientes secretos são os jovens adultos e os jovens, e suas interações.”

Ele disse que sempre se emocionava ao ver os missionários recém-retornados prestando testemunho do Salvador aos futuros missionários e aos jovens que estavam se preparando para fazer convênios no templo.

“Eles se importam. E nunca vimos uma geração como esta”, disse ele. “Eles não querem que ninguém seja menosprezado, negligenciado, excluído ou esquecido.”

E isso é parte do que leva Élder Phillips a ser um “mordomo” do evangelho restaurado, disse ele.

“Estamos nos certificando de que eles vejam Cristo e entendam a doutrina. No entanto, em termos de ministração, eles são predispostos a isso”, disse ele. “Eles se importarão e demonstrarão preocupação com as pessoas, de uma forma que nem podemos imaginar.”

Sobre Élder Phillips

Família: Ele nasceu no dia 19 de junho de 1970 em Kent, Inglaterra, e passou a maior parte de sua infância e adolescência nos arredores de Buckinghamshire, no mesmo país. Ele se casou com Lindsey Lee Iorg em 2005, no Templo de Mesa Arizona. Eles são pais de quatro filhos.

Vida profissional: Ele trabalhou para várias organizações nos ramos de negócios, finanças e educação, incluindo o Centro da Universidade Brigham Young em Londres, onde passou os últimos quatro anos.

Formação acadêmica: Ele obteve diplomas de bacharelado e mestrado pela Faculdade de Economia e Ciências Políticas de Londres.

Serviço na igreja: Élder Phillips serviu como presidente de estaca, conselheiro em uma presidência de estaca, sumo conselheiro e missionário de tempo integral na Missão Inglaterra Manchester. Ele estava servindo como Setenta de Área e conselheiro na Área Europa Norte na ocasião de seu chamado.

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.