Menu

Como o Salvador exemplificou o serviço e estabelecimento de comunidades para os últimos dias

Young Mormon Helping Hands volunteers plant trees on a Haiti hillside. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos Últimos Dias
Bispo Gérald Caussé participa da conferência anual da Sociedade Internacional na Universidade Brigham Young em Provo, Utah, na segunda-feira, dia 4 de abril de 2022. Crédito: Tad Walch, Deseret News
Bispo Gérald Caussé participa da conferência anual da Sociedade Internacional na Universidade Brigham Young em Provo, Utah, na segunda-feira, dia 4 de abril de 2022. Crédito: Tad Walch, Deseret News
A irmã Sharon Eubank, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro e diretora dos Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias, recebe o Prêmio por Serviços Eminentes da Sociedade Internacional, durante a conferência da sociedade n Crédito: BYU
A irmã Sharon Eubank, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro e diretora dos Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias, discursa durante a conferência da Sociedade Internacional na Universidade Brigham Young em Provo, Utah, Crédito: BYU
Church members in Haiti celebrate 30th anniversary of the Church in their country by planting 100,000 trees. Crédito: Jason Swensen
Church members in Haiti celebrate 30th anniversary of the Church in their country by planting 100,000 trees. Crédito: Jason Swensen
Mormon Helping Hands volunteers of all ages worked together in a plan to plant 100,000 trees this year in Haiti. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos Últimos Dias
Church members in Haiti celebrate 30th anniversary of the Church in their country by planting 100,000 trees. Crédito: Jason Swensen
Church members in Haiti celebrate 30th anniversary of the Church in their country by planting 100,000 trees. Crédito: Jason Swensen
Doadores sentados em uma fila em Daytona Beach, Flórida, enquanto doam sangue para a OneBlood, que atende o sudoeste dos Estados Unidos. Os eventos ocorreram simultaneamente em vários locais da Flórida no sábado, 4 de dezembro de 2021. Crédito: Lauran Newman para o Church News
Um missionário doa sangue em Santa Cruz, Bolívia, como parte de uma campanha de doação de sangue realizada pelo Banco de Sangue Regional de Santa Cruz e A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em 16 de outubro de 2021. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

O impacto de Jesus Cristo sobre os filhos de Deus é um paradoxo de serviço, que exemplifica as maneiras pelas quais os santos dos últimos dias podem servir a outras pessoas no mundo moderno, disse Bispo Gérald Caussé esta semana na Universidade Brigham Young em Provo, Utah.

“Considerem como os ensinamentos de Cristo durante Sua jornada mortal transcenderam, tanto o espaço quanto o tempo, sendo aplicáveis a todas as nações e povos em todas as épocas e, no entanto, Seu ministério ocorreu entre um segmento surpreendentemente pequeno da geografia e da população da Terra”, disse ele. “Ele falou a língua local, viveu a cultura local e participou de eventos e cerimônias locais, como casamentos.”

Sua prática de amar a todos foi radical em Seu tempo, desde conversar com a mulher samaritana na fonte até curar leprosos intocáveis, desde jantar com publicanos até defender a mulher apanhada em adultério.

“Todos os que eram excluídos pela sociedade se sentiam bem-vindos em sua companhia”, disse ele. “Não podemos ver, através de Seu exemplo, que comunidades fortes nunca podem ser estabelecidas quando estrangeiros ou aqueles que aparentam ser fracos, diferentes, ou deslocados são ignorados ou isolados?”

Bispo Gérald Caussé participa da conferência anual da Sociedade Internacional na Universidade Brigham Young em Provo, Utah, na segunda-feira, dia 4 de abril de 2022.
Bispo Gérald Caussé participa da conferência anual da Sociedade Internacional na Universidade Brigham Young em Provo, Utah, na segunda-feira, dia 4 de abril de 2022. | Crédito: Tad Walch, Deseret News

Bispo Caussé disse que o exemplo de Cristo nunca foi tão necessário quanto agora. Ele disse que os santos dos últimos dias têm a responsabilidade, como discípulos de Cristo, de despertar Seu amor em suas comunidades.

A cultura da Igreja, acrescentou ele, deve ser inclusiva, em vez de exclusiva, com um enfoque altruísta, em vez de individualista.

“O Senhor nos convida a termos consciência do mundo mais amplo em que vivemos, algo que a crescente conectividade mundial agora proporciona e, ao mesmo tempo, permanecermos enraizados e engajados em nossas comunidades locais. Em outras palavras, Ele espera que formemos e fortaleçamos associações em escala global e local.”

O Salvador nos deu o exemplo perfeito de como fazermos isso hoje, disse Bispo Caussé durante sua apresentação para a Sociedade Internacional, uma rede global para profissionais santos dos últimos dias com interesses internacionais, desde negócios até o desenvolvimento e crescimento da Igreja, durante a conferência anual do grupo na segunda-feira, dia 4 de abril.

A Igreja também exemplifica este padrão, desde o profeta até cada membro, disse ele.

“Somos liderados por um profeta que é um dos maiores embaixadores da paz e da harmonia no mundo de hoje.” Ao longo de seu ministério apostólico, Presidente Russell M. Nelson desenvolveu amizades e abriu portas entre nações, culturas e comunidades que antes eram consideradas impossíveis. Ele liderou a Igreja para que se tornasse conhecida como uma importante voz na promoção da fraternidade, do respeito mútuo e da liberdade religiosa”, disse ele.

Membros em todo o mundo estão seguindo estes exemplos, disse ele. Ele compartilhou exemplos de alas, estacas, áreas e missionários que estão prestando serviço em suas comunidades e regiões locais.

Voluntários do Mãos que ajudam de todas as idades trabalharam juntos para plantar 100.000 árvores no Haiti em 2013.
Voluntários do Mãos que ajudam de todas as idades trabalharam juntos para plantar 100.000 árvores no Haiti em 2013. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos Últimos Dias

  • No Haiti, [em inglês] os membros plantaram 120.000 árvores ao longo da última década.
  • Nos Estados Unidos, os membros participaram de eventos de doações de sangue em nível de ala e estaca [em inglês], doando mais sangue para a Cruz Vermelha Americana do que qualquer outro grupo, disse o CEO da organização no ano passado.
  • No estado de Wisconsin, membros da Estaca Milwaukee Wisconsin Norte trabalharam em parceria com a congregação muçulmana e episcopal local no outono passado, para limpar 20 quarteirões em um dos bairros da cidade.
  • No Brasil, missionários e líderes da Área Brasil acolheram e ajudaram a integrar 10.000 membros refugiados da Venezuela em suas alas e ramos ao longo dos últimos quatro anos.

“O conhecimento proporcionado pelo evangelho, de que somos todos filhos de um Pai Eterno, nos motiva a sermos mais sensíveis à fraternidade que deveria existir entre os povos da Terra”, disse Bispo Caussé.

Esta é a motivação para procurarmos prestar serviço a pessoas que estão fora de nossa esfera de influência imediata, disse ele.

“O fato de serem membros desta sociedade internacional indica que vocês têm o desejo de espalhar sua influência pelo mundo.” Eu os incentivo a agirem de acordo com esses desejos a ‘nível macro’, a usarem as bênçãos tecnologia moderna e a viajarem para que possam expandir seus esforços para o bem por toda parte”, disse ele.

Kiera McGrotty da Cruz Vermelha Americana coloca um pôster na porta da capela de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Fenton, Missouri, no dia 3 de março de 2021.
Kiera McGrotty da Cruz Vermelha Americana coloca um pôster na porta da capela de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Fenton, Missouri, no dia 3 de março de 2021. | Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

“Ao mesmo tempo”, acrescentou ele, “peço-lhes que não percam de vista a realidade de que, assim como o Salvador em Sua vida mortal, alguns dos mais profundos e duradouros impactos que vocês poderão ter será sobre as pessoas com as quais vocês interagem individualmente a ‘nível micro’, tais como os membros de suas famílias, alas, vizinhanças e comunidades locais.”

Hoje, membros em toda a Europa estão ajudando membros e outras pessoas, que se encontram entre os refugiados do conflito armado na Ucrânia, disse Bispo Caussé e a irmã Sharon Eubank, diretora dos Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias.

A Sociedade Internacional presenteou a irmã Eubank, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro que em breve estará concluindo serviço, com seu Prêmio por Serviços Eminentes.

A irmã Sharon Eubank, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro e diretora dos Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias, recebe o Prêmio por Serviços Eminentes da Sociedade Internacional, durante a conferência da sociedade na Universidade Brigham Young em Provo, Utah, na segunda-feira, dia 4 de abril de 2022.
A irmã Sharon Eubank, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro e diretora dos Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias, recebe o Prêmio por Serviços Eminentes da Sociedade Internacional, durante a conferência da sociedade na Universidade Brigham Young em Provo, Utah, na segunda-feira, dia 4 de abril de 2022. | Crédito: BYU

Ela disse que a Igreja está seguindo o conceito de bispo Caussé de uma abordagem dupla, conforme responde à crise dos refugiados na Ucrânia. A igreja está fornecendo ajuda a nível internacional e micro-local.

Os Serviços de Caridade dos Santos dos Últimos Dias têm 30 projetos em andamento. Um desses projetos incluiu fornecer 5 milhões de dólares em alimentos para pessoas na Ucrânia e arredores, disse a irmã Eubank. O conflito deslocou quase 25% da população da Ucrânia.

Leia mais: O que a Igreja está fazendo para ajudar o Leste Europeu

“Estamos comprando alimentos na Europa, os quais estão sendo transportados por países que fazem fronteira e levados até os corredores que chegam às cidades, e estamos deixando o governo da Ucrânia fazer a distribuição, de acordo com suas necessidades”, disse ela.

Enquanto isso, os conselhos de ala e estaca em toda a Europa estão se mobilizando, individual e coletivamente, com a área para fornecer ajuda a indivíduos.

Ministrar a todos e individualmente é o padrão segundo o qual a Igreja é organizada, disse Bispo Caussé. É o padrão do Salvador.

“Uma das grandes verdades contraditórias, mas altamente reconfortantes do evangelho”, disse Bispo Caussé, “é que, embora o amor e a misericórdia do Senhor sejam tão vastos a ponto de abrangerem a todos, incluindo a total infinidade de Suas criações, eles são, no entanto, os mínimos possíveis em seu alcance e tocam Seus filhos de uma forma surpreendentemente íntima e individual, como se cada um de nós fosse a única pessoa na Terra.”

Sessenta sacolas com roupas coletadas por jovens santos dos últimos dias em Friedrichsdorf, Alemanha. A roupa foi entregue aos refugiados em Frankfurt.
Sessenta sacolas com roupas coletadas por jovens santos dos últimos dias em Friedrichsdorf, Alemanha. A roupa foi entregue aos refugiados em Frankfurt. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Leia um resumo de tudo que está acontecendo presencialmente e on-line na RootsTech 2024, a maior conferência de história da família do mundo.

Milhares de pessoas ouvem mensagens de Élder David A. Bednar e de Élder Patrick Kearon durante seu ministério na Nigéria, Gana, Libéria e Costa do Marfim

O que as cantoras Lea Salonga e Ysabelle Cuevas e as personalidades da TV Suzi Entrata-Abrera e Paolo Abrera, disseram sobre se apresentar com o Coro do Tabernáculo na Arena MoA esta semana

O ministério de nove dias de Élder Neil L. Andersen nas Filipinas incluiu uma visita guiada com os jovens ao Templo de Alabang Filipinas, distribuição de cadeiras de rodas, celebrações de doações da iniciativa Seja a Luz do Mundo e reuniões com membros e missionários

As experiências compartilhadas criam “inclusão em uma comunidade global de irmãs da Sociedade de Socorro”, disse a presidente Camille N. Johnson.

Anúncios de estacas novas e reorganizadas ao redor do mundo