Menu

‘Envolvidos por aquele som’: Artistas convidados para concerto de Natal compartilham experiências com Coro do Tabernáculo

A cantora Lea Salonga, artista convidada para o concerto de Natal, fala sobre estar envolvida pelo som do Coro do Tabernáculo e por que o ator Sir David Suchet disse que foi assustador ver o Centro de Conferências

A cantora filipina Lea Salonga e o ator britânico Sir David Suchet, embora tenham origem de lados opostos do mundo, se sentaram lado a lado e falaram sobre a apresentação no Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo na Praça do Templo na sexta-feira, 16 de dezembro, após a primeira apresentação na noite anterior.

Eles se juntaram a Nick Winton, filho de Nicholas Winton, cujas experiências ajudando a evacuar centenas de crianças judias da Tchecoslováquia, antes da Segunda Guerra Mundial, e depois se conectando com as crianças como adultas, são compartilhadas durante o concerto.

Para os três, esta é a primeira vez que eles se apresentam com o Coro do Tabernáculo, a Orquestra e os Sinos na Praça do Templo.

Lea Salonga, em pé, e Sir David Suchet falam durante uma coletiva de imprensa para o Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo, no Centro de Conferências em Salt Lake City, na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022. Também na foto estão o presidente do coro, Mike Leavitt, à esquerda, o maestro Mack Wilberg, segundo a partir da esquerda, e o convidado Nick Winton, à direita.
Lea Salonga, em pé, e Sir David Suchet falam durante uma coletiva de imprensa para o Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo, no Centro de Conferências em Salt Lake City, na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022. Também na foto estão o presidente do coro, Mike Leavitt, à esquerda, o maestro Mack Wilberg, segundo a partir da esquerda, e o convidado Nick Winton, à direita. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Quando Suchet, conhecido por seu papel na televisão como o detetive belga Hercule Poirot, entrou como narrador no Centro de Conferências de 21.000 lugares, ele disse que uma das primeiras coisas que sentiu foi medo, se perguntando: “Como vou fazer isso?”

Suchet trabalhou 53 anos como ator, na maioria do tempo em teatros, incluindo os do Reino Unido e do mundo. Porém esses teatros teriam 600 lugares, ou talvez 1.000, “se eu tivesse sorte”, disse ele.

“E embora isto seja assustador, inicialmente, você gradualmente deixa o espaço aquecê-lo. E então eles instalam os microfones e fazem você se sentir à vontade”, disse ele. “E então você se vê trabalhando com pessoas que estão tão acostumadas a fazerem isso que você se sente seguro. E uma vez que você se sente seguro, você pode se apresentar.”

Sir David Suchet fala durante uma coletiva de imprensa para o Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo, no Centro de Conferências em Salt Lake City, na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022.
Sir David Suchet fala durante uma coletiva de imprensa para o Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo, no Centro de Conferências em Salt Lake City, na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022. | Jeffrey D. Allred, Deseret News
HISTÓRIA RELACIONADA
Histórias de esperança, resgate e convidado especial no concerto de Natal do Coro do Tabernáculo

Para Salonga, uma cantora da Broadway e “Disney legend” como a voz cantada de Fa Mulan e da princesa Jasmine, o foco inicial foi na música e no momento correto das produções.

“Mas uma vez que público apareceu e uma vez que vi que este lugar estava cheio, a energia muda, a temperatura muda. E é como ‘Uau!’ Acho que em cada local de apresentação há uma ‘energia’ que se torna muito palpável”, disse ela. “Eu simplesmente me senti grata por poder vivenciar isto dessa maneira: de uma maneira tão maravilhosa e bonita.”

Ela disse que não tem as palavras certas para descrever a experiência de estar no palco com o coro e a orquestra.

“É incrível estar cercada por esse som e estar no palco apenas alguns metros abaixo dos integrantes do coro e ser envolvida por esse som”, disse ela.

Lea Salonga fala durante uma coletiva de imprensa para o concerto de Natal do Coro do Tabernáculo, no Centro de Conferências em Salt Lake City, na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022.
Lea Salonga fala durante uma coletiva de imprensa para o concerto de Natal do Coro do Tabernáculo, no Centro de Conferências em Salt Lake City, na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Suchet disse que não tinha ouvido falar do coro antes de ser convidado para participar do concerto. Ele conhece o ator Hugh Bonneville, que foi o narrador em 2017 [em inglês], e que o tranquilizou sobre a experiência.

“Meu trabalho com eles foi uma das melhores lembranças para mim no palco”, disse ele, observando a disciplina e a alegria que viu. “É maravilhoso.”

Nick Winton tem trabalhado com os representantes do coro por vários meses este ano sobre formas de se contar a história de seu pai. Parte da narração convida o público a levantar a luz de seus celulares enquanto cantam uma nova versão de “Once in Royal David’s City” [Uma vez na cidade de real de Davi].

Ele disse que estava em lágrimas “porque quando vi a sala cheia de luzes, aqueles pontinhos de luz, foi muito comovente.”

Lea Salonga e Sir David Suchet riem durante uma coletiva de imprensa para o Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo, no Centro de Conferências em Salt Lake City, na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022. Também na foto estão o presidente do coro, Mike Leavitt, à esquerda, o maestro Mack Wilberg, segundo a partir da esquerda, e o convidado Nick Winton, à direita.
Lea Salonga e Sir David Suchet riem durante uma coletiva de imprensa para o Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo, no Centro de Conferências em Salt Lake City, na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022. Também na foto estão o presidente do coro, Mike Leavitt, à esquerda, o maestro Mack Wilberg, segundo a partir da esquerda, e o convidado Nick Winton, à direita. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Música filipina

Uma das canções que Salonga canta durante o concerto é a canção de Natal filipina “Payapang Daigdig”, ou “Mundo Pacífico”, e é a primeira vez que ela canta.

Em conversas com Mack Wilberg e outros representantes do coro, surgiu a ideia de incluir uma canção de Natal das Filipinas. E Salonga consultou seu irmão e diretor musical Gerard Salonga, que fez a sugestão.

Wilberg criou o arranjo para o coro e orquestra, a primeira vez que ele fez um arranjo para uma música filipina. Ele pesquisou a música e descobriu que era “a versão filipina de ‘Noite Feliz’. E foi isso que lhe deu a ideia de combinar essas duas músicas.”

Salonga disse que tem sido divertido assistir Wilberg durante os ensaios enquanto ele incentiva os artistas. “Ele é um mestre em obter o melhor desempenho possível”, disse ela. Acrescentando: “Tenho prazer em ver um grupo de pessoas ensaiando, e é realmente uma bênção ter alguém tão rigoroso quanto ele. Para resumir tudo isso, tem sido uma experiência fantástica.”

Wilberg elogiou todos os três convidados e seus papéis no concerto, observando que Salonga “não só tem uma bela voz, mas descobri que ela é realmente uma ótima musicista, em todos os sentidos da palavra.” À medida que trabalhavam nas mudanças e ajustes, ele observou que “ela tem afinação perfeita.”

O maestro Mack Wilberg ri durante uma coletiva de imprensa para o Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo. no Centro de Conferências em Salt Lake City. na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022.
O maestro Mack Wilberg ri durante uma coletiva de imprensa para o Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo. no Centro de Conferências em Salt Lake City. na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

A história de Nicholas Winton

Suchet disse que leu a história de Nicholas Winton pela primeira vez quando seu agente lhe enviou o roteiro. Ele começou a ler para si mesmo e depois começou a ler em voz alta. “E não conseguia prosseguir porque fiquei emocionado”, disse Suchet, que tem parentes que morreram em Auschwitz.

Winton, aos 29 anos, estava na Inglaterra e foi a Praga a convite de um amigo, quando viu os campos de refugiados judeus e como as pessoas queriam salvar seus filhos. Ele trabalhou para encontrar famílias anfitriãs e arrecadar dinheiro para que pudessem deixar o país sem um tutor. Ao todo, 669 crianças foram realocadas.

Nick Winton fala durante uma coletiva de imprensa para o concerto de Natal do Coro do Tabernáculo. no Centro de Conferências em Salt Lake City. na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022.
Nick Winton fala durante uma coletiva de imprensa para o concerto de Natal do Coro do Tabernáculo. no Centro de Conferências em Salt Lake City. na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Um álbum de recortes com as identidades das crianças e os documentos do esforço permaneceu em seu sótão por décadas, até que sua esposa o encontrou. Eles trabalharam para encontrar um grupo para preservá-lo e os esforços de Winton fizeram parte de um programa da BBC no final dos anos 1980. A rede rastreou várias das crianças, agora adultas, para fazer parte do concerto. Antes de Winton falecer, ele conheceu muitas crianças que ajudou a salvar.

Nick Winton disse sobre o legado de seu pai: “Esta é uma história com um apelo à ação. E isso ajuda a me manter porque, você sabe, tentar ocupar o lugar do meu pai não é possível. Portanto, minha pequena parte é ajudar a levar a história às pessoas que ainda não a ouviram, com a mensagem de que poderia ter sido qualquer um de nós. Nós apenas temos que sair do sofá e fazer alguma coisa.”

Salonga disse que, esta história, combinada com a música do concerto, mostra como uma pessoa pode fazer a diferença. “E acredito que a conclusão é que ainda existe bondade no mundo e que ainda existem pessoas boas que estão dispostas a arriscar a vida por outras pessoas”, disse ela.

Suchet acrescentou: “Espero que a maioria das pessoas veja e se lembre da bondade que somos capazes de dar e compartilhar. … Temos a capacidade de ser gentis, compassivos, generosos, amorosos”, disse ele. “Precisamos que o mundo traga isso um pouco mais à tona.”

O presidente do coro, Mike Leavitt, agradeceu a Salonga, Suchet e Winton por seus papéis no concerto.

“A missão do Coro do Tabernáculo é levar paz e cura por meio de nossa música”, disse Leavitt, acrescentando que as palavras “a todo o mundo” foram adicionadas a essa declaração de missão. “Através de nossa parceria com a PBS e através das maravilhas da mídia social, esta produção irá, de fato, elevar o coração das pessoas em todo o mundo.”

Lea Salonga e Sir David Suchet riem durante uma coletiva de imprensa para o Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo, no Centro de Conferências em Salt Lake City, na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022. Também na foto estão o presidente do coro, Mike Leavitt, à esquerda, o maestro Mack Wilberg, segundo a partir da esquerda, e o convidado Nick Winton, à direita.
Lea Salonga e Sir David Suchet riem durante uma coletiva de imprensa para o Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo, no Centro de Conferências em Salt Lake City, na sexta-feira, 16 de dezembro de 2022. Também na foto estão o presidente do coro, Mike Leavitt, à esquerda, o maestro Mack Wilberg, segundo a partir da esquerda, e o convidado Nick Winton, à direita. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

O concerto continuou na sexta-feira, 16 de dezembro, e sábado, 17 de dezembro. Salonga e Suchet participaram da transmissão de “Música e Palavras de Inspiração” no domingo, 18 de dezembro, às 9h30 [horário de Utah.

Este concerto será transmitido pela PBS e BYUtv na próxima temporada de Natal.

O concerto de 2021, “O Holy Night”, estreou na PBS no início desta semana e foi exibido no domingo, 18 de dezembro, às 18h [horário de Utah] na BYUtv. Ele irá ao ar e será transmitido em ambos os canais até o Natal.

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.