Menu

15 experiências de membros que foram abençoados ao seguirem convites de Presidente Nelson

O Church News pediu aos leitores que enviassem suas experiências ao seguirem os convites de Presidente Nelson, inclusive de se concentrarem no templo e assumirem a responsabilidade por seu testemunho

Desde encontrar maneiras para que ambos os pais de crianças pequenas possam frequentar o templo a cerca de uma hora de distância, até se sentirem intimidados ao serem chamados para serem oficiantes do templo, muitos receberam bênçãos ao seguirem o convite de Presidente Russell M. Nelson durante a conferência geral de outubro de 2022, para se concentrarem “no templo como nunca se concentraram antes.”

Foi necessário se priorizar e usar de criatividade ao decidirem quando ir ao templo.

Hyrum Morely, em Payson, Utah, observou que “a maior mudança foi a frequência com que vou ao templo, e me surpreendi com a frequência com que realmente posso ir.”

O Church News pediu aos leitores que enviassem suas experiências ao seguirem os convites de Presidente Nelson, inclusive se concentrando no templo. Outros leitores compartilharam experiências sobre assumir a responsabilidade por seu próprio testemunho, construir um alicerce espiritual, aumentar a capacidade de receber revelação e seguir o caminho do convênio. Eles compartilharam como aceitarem os convites e fazerem mudanças os ajudou.

Leia a seguir, 15 experiências enviadas ao Church News. Elas foram editadas em tamanho e clareza.

HISTÓRIAS RELACIONADAS
Convites que Presidente Nelson fez desde que se tornou profeta
Templo de Lisboa Portugal, fotografado em 9 de setembro de 2022.
Templo de Lisboa Portugal, fotografado em 9 de setembro de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Dias de maratona no templo

“Quando ouvi o convite [para passar mais tempo no templo], já frequentava algumas vezes por mês, mas me perguntei se poderia fazer um pouco mais. O Espírito trouxe à minha mente o fato de que, toda semana eu estava gastando duas horas de minhas férias anuais em um webinar matutino, para um negócio próprio no qual estou envolvido. Não é essencial participar do webinar e percebi que, em vez de usar estas duas horas todas as semanas, que somavam um turno completo de oito horas, eu poderia tirar o dia de folga e frequentar o templo.

“Quando eu tinha 18 anos, pouco antes de minha missão, costumava fazer uma ‘maratona’ de alguns dias no templo com meu pai, para me ajudar a entender melhor o templo e aumentar minhas oportunidades de aprendizado, já que iria servir [em um país] onde as oportunidades de frequentar o templo seriam inexistentes. Decidi que, não apenas iria ao templo neste dia de folga, mas também faria alguns dias de maratona de duas a quatro sessões de investidura ou uma combinação de diferentes ordenanças.

“Já estou fazendo isto há alguns meses e fez uma grande diferença na minha vida. Estou muito mais próximo do Espírito e, com o aumento do tempo no templo no mesmo dia, estou tendo cada vez mais momentos de clareza para resolver os problemas da minha vida. Acredito que responder dessa maneira mudou a trajetória da minha vida, e serei eternamente grato pelo profeta nos ter convidado a melhorar nossa frequência ao templo. Dedicar um dia por mês à adoração séria no templo foi um divisor de águas para mim.”

— Jason Sterzer, West Jordan, Utah

Templo do Rio de Janeiro Brasil.
Templo do Rio de Janeiro Brasil. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Tempo para o templo

“Voltei da missão há apenas três meses e tenho lutado para encontrar propósito e direção. Caí nos antigos padrões de comportamento de antes da missão e precisei do meu Salvador mais do que nunca. Com toda esta confusão em minha vida, me senti inspirado a cumprir os convites do profeta. Priorizei minha oração diária e o estudo das escrituras. Como resultado, fui levado a coligar Israel dentro de minha própria família, especialmente quando presto testemunho do que aprendo. Quando compartilho minhas experiências no templo com meus familiares, eles expressam um desejo maior de irem até lá com mais frequência. Até fiz planos para cuidar dos meus sobrinhos para que minha irmã possa ir uma vez por semana.

“A maior mudança foi a frequência com que vou ao templo. Eu me surpreendi com quantas vezes eu realmente consigo ir. Afinal, esta é a obra mais importante da história do mundo. …

“Testemunhei como os convênios que fiz, são uma proteção contra todo mal e tentações. … Não tenho tempo para dar ao adversário porque estou aprendendo a dar tudo ao Senhor. As oportunidades de trabalho e estudo se abriram e estou em paz com minha situação. Tenho mais esperança para o futuro. Quando reservo tempo para ponderar no templo ou quando estudo e oro, ouço e sinto o Salvador falar comigo com mais clareza. Ao seguir o convite de Presidente Nelson, me aproximei mais de meu Salvador do que conseguiria fazer sozinho.”

— Hyrum Morley, Payson, Utah

Templo de Payson Utah.
Templo de Payson Utah. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
HISTÓRIA RELACIONADA
Ministério profético de Presidente Russell M. Nelson: 5 anos de liderança, revelação e convites históricos
As lições que 3 filhos de Presidente Russell M. Nelson aprenderam com ele como pai
Sarah Jane Weaver: Por que ministério de 5 anos de Presidente Nelson não é muito diferente de se jogar palavras-cruzadas

Aprender sobre o ‘poder do templo’

“Tendo um grande amor pelo trabalho de história da família, e tendo frequentado o templo regularmente ao longo dos anos, pensei que tinha um profundo testemunho do templo. Mas foi só quando aceitei o convite de meu bispo, em outubro, para ser uma oficiante do templo que realmente vim a conhecer o poder do templo de uma maneira que nunca havia conhecido antes.

“Fiquei apreensiva em aceitar o convite por causa das dores musculares e neuropáticas que sinto …. Mas, agindo com fé, senti forças espirituais e físicas que me permitem servir na função para a qual fui chamada.

“Passei a entender que minha responsabilidade não é apenas aparecer, memorizar as ordenanças, fazer o trabalho e ir para casa. É também para ajudar a criar o ambiente físico e espiritual onde as pessoas que frequentam possam sentir o Espírito do Senhor, enquanto fazem convênios sagrados para si mesmas e para outros. Vi o amor e a fidelidade dos oficiantes e membros da Igreja que dirigem várias horas para servirem ou frequentarem o templo.

“Amo servir no templo e tenho maior reverência pela casa do Senhor e por aqueles que fazem pelos outros, aquilo que não podem fazer por si mesmos.”

— Deanie Gallaher, San Bernardino, Califórnia

Foto do exterior do Templo de Belém Brasil.
Foto do exterior do Templo de Belém Brasil. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Sentindo-se ‘em casa’ no templo

“Minha filha de 18 anos, Britnee Rose, faleceu inesperadamente após uma cirurgia em outubro de 2020. Esta experiência poderia ter destruído minha fé e confiança no Salvador, mas em vez disso, escolhi recorrer Àquele que cura. Quase todos os dias, dediquei tempo para fazer a história da família e pude fazer o trabalho do templo por muitos antepassados. Consegui até mesmo fazer o trabalho do templo de Britnee no verão depois que ela faleceu. Aqueles dois dias foram poderosos. …

Britnee, a filha de Shauna Hatch, em 8 de setembro de 2020.
Britnee, a filha de Shauna Hatch, em 8 de setembro de 2020. | Fornecida por Shauna Hatch

“Ao procurar fontes para confirmar os antepassados que estão no FamilySearch, encontrei familiares desaparecidos. Passei a conhecer meus antepassados ao trabalhar para encontrá-los e ao realizar suas ordenanças no templo com meu marido. [Isso] me fortalecido quando me sinto sozinha e triste. Agora, também estou muito mais perto da minha filha. …

“Sou eternamente grata pela oportunidade de ir ao templo. Tenho ‘fome e sede’ de frequentar o templo agora e me regozijo com a sensação de estar ‘em casa’ quando estou lá. Eu sei que esta vida faz parte do plano eterno e que um dia estarei com Britnee novamente. Este conhecimento me dá grande conforto ao seguir em frente desde a morte de Britnee. O desafio de Presidente Nelson para colocarmos o templo em primeiro plano em nossa vida é inspirado e, se seguido, trará poder e paz a nossa vida.”

— Shauna Hatch, West Point, Utah

HISTÓRIAS RELACIONADAS
12 experiências de como pessoas trabalharam para encerrarem um conflito pessoal, com o convite de Presidente Nelson
O Templo de Roma Itália reflete na janela do Centro de Visitantes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na segunda-feira, dia 14 de janeiro, 2019.
O Templo de Roma Itália reflete na janela do Centro de Visitantes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na segunda-feira, dia 14 de janeiro, 2019. | Ravell Call

Viagens ao templo em família

“Minha esposa e eu temos cinco filhos pequenos. Começamos nosso casamento com idas ao templo, a cinco minutos de distância, uma vez por semana. À medida que nossa casa se distanciou do templo, dirigíamos duas horas uma vez por mês para poder ir ao templo. [Depois que as crianças nasceram] fazíamos viagens em família ao templo, e minha esposa entrava e participava de duas iniciatórias enquanto eu cuidava das crianças no jardim do templo. Então trocávamos e eu participava de duas. Um total de talvez 40 minutos combinados no templo.

“Depois que o profeta nos pediu para aumentarmos nosso tempo lá, decidimos que eu iria sozinho uma vez por mês, agora para Oklahoma City a cerca de uma hora de distância, e participaria de uma sessão de investidura. Assim, nossa viagem em família poderia se concentrar em minha esposa e deixá-la passar os 40 minutos completos no templo sem trocarmos de papéis.

“Temos recebido bênçãos? Há muito tempo, eu estava convencido de que o Senhor envia bênçãos eventualmente de alguma forma, de alguma maneira, … elas virão.”

— Spencer Young, Norman, Oklahoma

Templo da Cidade de Oklahoma.
Templo da Cidade de Oklahoma. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Oficiantes do templo de manhã cedo

“Depois do discurso de Presidente Nelson, meu marido e eu ficamos com a impressão de que precisávamos nos tornar oficiantes do templo. A ideia de servir em um turno semanal de cinco horas no templo, enquanto eu trabalhava em período integral e meu marido estava fazendo doutorado, parecia assustadora. Senti-me sobrecarregada e não totalmente entusiasmada, embora estivesse disposta a confiar no Senhor e seguir em frente quando Ele deu instruções. Confiei nas promessas de Presidente Nelson, de que mais tempo no templo traria mais fé, então prosseguimos com as entrevistas e, por fim, fomos designados. As bênçãos que recebemos ao sermos designados foram lindas e pessoais.

“Eu ainda me sentia nervosa e sobrecarregada, enquanto caminhávamos de volta para o estacionamento. Ao entrarmos no carro, fiz uma oração silenciosa, pedindo ao Senhor que me ajudasse a sentir segurança, e até alegria, por esta nova demanda em minha vida. Sua resposta mais clara veio à minha mente: ‘Tenho bênçãos gloriosas que só posso dar a você se estiver disposta a me oferecer este tempo no templo.’

“Esta era a resposta que eu precisava. …

“Ouvir o despertador tocar às 4h30 todas as sextas-feiras, nem sempre me pega pulando da cama com entusiasmo. Mas mesmo naquelas manhãs mais frias e escuras, sei exatamente por que estou indo sonolenta para Sua casa. Eu O encontro ali, nos rostos de quem também vai procurá-lo. Sou continuamente lembrada de Sua promessa de que grandes bênçãos e milagres nos aguardam ao servirmos em Sua casa. Já vimos a mão do Senhor trabalhando para nos fortalecer e capacitar em nossas provações pessoais por causa de nosso serviço no templo, e continuamos a esperar que mais milagres aconteçam!”

— Anna Samuelson, Provo, Utah

Templo de Provo Utah.
Templo de Provo Utah. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Bênçãos através de provações

“Desde que Presidente Nelson fez este convite, comecei a tentar ir ao templo algumas vezes por mês, o que não é pouca coisa com crianças pequenas e uma agenda lotada. Mas tenho agido com fé e vi uma bênção milagrosa acontecer em minha vida por causa disso.

“Já faz algum tempo que venho ponderando sobre a promessa que recebemos de que, ao servirmos no templo, os anjos de Deus nos guardarão (Doutrina e Convênios 109:22). [Recentemente], uma grande provação me atingiu e, enquanto orava sobre isso..., o Espírito Santo me incentivou a procurar um membro específico da família para obter conselhos e apoio. O Espírito amorosamente me deixou saber que este membro da família é um dos anjos de Deus que está aqui para mim durante a minha provação. Quão milagroso! Sou muito grata por nosso profeta, pelo evangelho restaurado, pela revelação, pelos convênios e pelas bênçãos que recebemos por guardá-los, e por nosso Salvador, Jesus Cristo.”

— Elisabeth Child, La Verkin, Utah

Templo de Kiev Ucrânia, em 29 de agosto de 2010, dia de sua dedicação.
Templo de Kiev Ucrânia, em 29 de agosto de 2010, dia de sua dedicação. | Scott Taylor, Church News

Encontrar poder e descanso nos convênios

“O discurso [de Presidente Nelson] sobre invocar poder e encontrar descanso em nossos convênios era exatamente o que eu precisava ouvir. Eu precisava de paz, descanso e mais força para continuar fazendo a grande obra do Senhor. Percebi depois de seu discurso que eu tinha um entendimento muito superficial de meus convênios. Eu estava tentando o meu melhor para mantê-los, por que não estava conseguindo paz e poder?

“Nas semanas seguintes, estudei profundamente [sobre] meus convênios. … Mais importante, aprendi como meus convênios me ligam ao Salvador. …

“Nas semanas seguintes, também passei muito tempo no templo … . Ajudamos a fazer uma limpeza detalhada nele. Tive que fazer duas sessões de batismo com recém-conversos … e uma sessão de investidura com um recém-converso e, como missão, passamos um dia no templo. Ao continuar a ver estes convênios em ação, senti a paz de Cristo entrar em minha vida.

“Minha vida nunca mais será a mesma. Agora prezo meu relacionamento com o Salvador e os convênios que fiz com Ele.”

— Élder Dallyn Edmunds, de Mapleton, Utah, servindo na Missão Arizona Tucson

Templo de Mesa Arizona.
Templo de Mesa Arizona. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Encontrando forças e propósito no templo

Melissa Church, à direita, com seus pais em frente do Templo de Provo Utah, em dezembro de 2022.
Melissa Church, à direita, com seus pais em frente do Templo de Provo Utah, em dezembro de 2022. | Fornecida por Melissa Church

“Levei realmente a sério o encargo de Presidente Nelson de frequentar o templo. Não só mudou minha vida, mas minha missão de vida. ... Estamos nos últimos dias e o Senhor precisa de nossa ajuda para coligar Israel agora, mais do que nunca. Todos os filhos de Deus merecem ouvir a mensagem do evangelho restaurado de Jesus em ambos os lados do véu. Sei que isso é verdade, pois pessoalmente senti meu coração voltar-se para nossos pais. Experimentei força renovada, proteção, cura e propósito. Também vi pessoalmente milagres acontecerem em minha vida, exatamente como Presidente Nelson disse. … Espero que todos nós possamos encontrar a mesma paz e missão que tenho ao frequentar o templo.

— Melissa Lyn Church, de Orem, Utah

Assumir a responsabilidade por meu testemunho

“Assumo a responsabilidade por meu testemunho ao me preocupar menos e orar mais. Sou muito grata por ser membro do evangelho restaurado de Jesus Cristo. Perdi meu testemunho durante minha juventude por causa de escolhas erradas. Cresci pegando emprestado o testemunho de meus pais. Agora sei, por causa de todas as cicatrizes que tenho e dos perigos dos quais Deus me salvou, que devo reconhecer meu testemunho e trabalhar nele diariamente. 

“Os ensinamentos da Igreja, os ensinamentos dos apóstolos e profetas antigos e modernos … e as sagradas escrituras me ajudam a ter a responsabilidade por meu testemunho, ao estudá-las e ponderá-las. Meu bispo, seus conselheiros e membros da ala também me ajudam. Envolver meus filhos na oração familiar, na leitura das escrituras e na criação de um ‘lugar santo’ em minha casa, também me ajudam a tomar conta de meu testemunho. A frequência ao templo é uma parte essencial da minha rotina. …

“É um lembrete significativo e um encorajamento poderoso. Estou passando por um momento muito difícil para equilibrar meus deveres diários como esposa, filha, mãe de sete filhos, estudante de doutorado e filha do Pai Celestial. … Lido com TEPT de guerra e outros problemas mentais desde meu serviço diário no Kuwait e no Afeganistão. … [O] Senhor conhece minha luta agora. Apesar de todas as provações que estou enfrentando, já vejo milagres em minha vida.”

— Mafuta Christina Sauni, Augusta, Geórgia

Templo de Atlanta Georgia.
Templo de Atlanta Georgia. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Alicerce para um testemunho pessoal

“Aceitei o convite para assumir [a responsabilidade por] meu testemunho. Como missionário na Missão Serra Leoa Freetown, percebi que precisava realmente assumir o controle e me concentrar em meu testemunho. Por algum tempo, tive meu alicerce no testemunho de meus pais, mas, à medida que cresci, comecei lentamente a construir o meu próprio. Foi só quando comecei minha missão que percebi que precisava colocar tudo em meu próprio alicerce. Não posso testificar às pessoas que meus pais sabem que é verdade. Preciso mostrar para as pessoas que eu sei que é verdade. Então comecei a colocar um foco maior nos meus estudos. [Estudei] o ministério terreno de Jesus, Néfi e Alma e todos os profetas [no] fortalecimento de meu alicerce. Helamã 5:12 se tornou uma grande fonte de inspiração e motivação para mim. E vi que posso resistir muito melhor às tentações do adversário agora. E sei que, à medida que continuo a construir minha base, isto ficará cada vez mais fácil.

— Élder Alex Rollins, de Bountiful, Utah, servindo na Missão Serra Leoa Freetown

Templo de Acra Gana.
Templo de Acra Gana. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

“Assumir a responsabilidade por meu testemunho provou não ser um esforço compartimentado. Ao trabalhar nisto, descobri que [também] estou assumindo a responsabilidade por minha vida em muitas áreas. ...

“Desde quando criei minha foto de ‘assumir a responsabilidade’ para meu telefone [na Suíça], nos mudamos da bela Europa para Fort Hood, Texas, a nova designação de meu marido, e eu estava passando por uma grande transição. ...

“Sou grata pelo desafio de Presidente Nelson. Chegou em um momento perfeito para mim. Tudo não foi sem desafios. Pelo contrário, me encontrei enfrentando alguns dos momentos mais desafiadores de minha vida durante os [vários] últimos meses.

“Assumir a responsabilidade por meu testemunho foi uma bênção, pois coloquei em primeiro lugar as pessoas e coisas mais importantes em minha vida. ... Assumir a responsabilidade por meu testemunho era exatamente o que eu precisava.

“Também notei o sentimento de empoderamento que advém de usar meu arbítrio para assumir a responsabilidade por meu testemunho pessoal. Até mesmo a frase ‘assumir a responsabilidade’ tem algo de poderoso.”

— Valerie Olson, Killeen, Texas

Templo de Berna Suíça.
Templo de Berna Suíça. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Construindo um alicerce espiritual

“Na conferência geral de outubro de 2021, Presidente Nelson fez um convite para fortalecer nosso alicerce espiritual. … Ao ler esta mensagem nas semanas posteriores, ponderei o que poderia encontrar se examinasse meu alicerce de perto. Encontraria erosão ou lacunas? Senti que, assim como os alicerces de um edifício estão enterrados e escondidos, as fraquezas em meu alicerce espiritual podem ser algo escondido de minha vista.

“Então eu me voltei a Deus em oração para perguntar a Ele, onde meu alicerce está fraco e o que eu precisava fazer para fortalecê-lo. Minha resposta veio como uma impressão em minha mente e em meu coração: leia o Livro de Mórmon.

“Eu já havia lido o Livro de Mórmon várias vezes e recebi um testemunho do Espírito de que ele é verdadeiro. Na época, eu estava estudando Doutrina e Convênios como parte do programa ‘Vem, e Segue-Me’. Portanto, a impressão que tive ao ler o Livro de Mórmon foi inesperada. No entanto, a razão pela qual eu fui a Ele em oração em primeiro lugar foi porque eu acreditava que Ele poderia ver fraquezas em meu alicerce que eu não podia ver. Em termos de construção, procurei um inspetor especializado em alicerces espirituais. Embora eu não entendesse a razão exata para o curso de ação prescrito, certamente deveria confiar na recomendação do ‘inspetor’, cuja experiência eu estava procurando.

“Eu segui a inspiração e tenho me esforçado para ler o Livro de Mórmon diariamente desde então. Só posso adivinhar quais problemas espirituais estou evitando ao fazer isso. Talvez eu nunca saiba o que teria acontecido no caminho se eu não tivesse ouvido o profeta do Senhor e os sussurros do Espírito. Posso dizer que notei um aumento na presença do Espírito Santo em minha vida, algo pelo qual sou muito grato! Acredito que a inspiração para ler o Livro de Mórmon, uma recomendação simples e direta de meu ‘inspetor’, foi o reforço necessário para meu testemunho.”

— David Sanders, West Jordan, Utah

“Joseph Smith Recebe as Placas de Ouro”, do artista Kenneth Riley.
“Joseph Smith Recebe as Placas de Ouro”, do artista Kenneth Riley. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Aumentar a capacidade de receber revelação

“Sou grato pelo desafio de Presidente Nelson para aumentarmos nossa capacidade de recebermos revelação. Por alguns anos, perguntei ao Pai Celestial, quase que diariamente, o que Ele gostaria que eu soubesse ou fizesse; depois esperei e registrei a resposta. Os frutos têm sido excelentes. Não apenas recebi uma resposta a cada vez, mas também aprendi a ouvir e sentir Sua voz. O Pai e o Filho realmente estão dispostos a compartilhar Sua vontade ….

“Como bispo chamado recentemente, agora preciso deste conhecimento e revelação mais do que nunca, e tento compartilhar minhas experiências com as pessoas ao meu redor para que também possam receber as respostas de que precisam e conhecer a voz de Deus.”

— Bispo Jerome Jones, Aztec, Novo México

Registrar as respostas recebidas a suas orações, ajudou Jerome Jones a aprender a ouvir e reconhecer a voz de Deus.
Registrar as respostas recebidas a suas orações, ajudou Jerome Jones a aprender a ouvir e reconhecer a voz de Deus. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Seguir o caminho do convênio

“Seguir o caminho do convênio, ir ao templo e me concentrar em meu testemunho está me ajudando a entender melhor o evangelho de Jesus Cristo.

“Por exemplo, percebi que os dois dons que recebi do Salvador em meu batismo, … podem ser devolvidos todas as semanas em que participo do sacramento. … Prometemos estar dispostos a tomar sobre nós Seu nome. Também prometemos nos lembrar Dele. Então, se no final da semana eu me sentir assediado pela tentação, se eu me lembrar Dele, não apenas casualmente, mas realmente me lembrar Dele, descubro que o Senhor vem a mim e se Ele vem, onde está a tentação? Descubro que fui redimido e que a tentação se foi, e estou seguindo o caminho do convênio.”

— Mark Burkinshaw, Humble, Texas

Missionários com pessoas prontas para serem batizadas das áreas de Trevo e Liberdade, Missão Moçambique Maputo, na capela da Ala Liberdade em Maputo, Moçambique, em 30 de abril de 2022.
Missionários com pessoas prontas para serem batizadas das áreas de Trevo e Liberdade, Missão Moçambique Maputo, na capela da Ala Liberdade em Maputo, Moçambique, em 30 de abril de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Membro da Igreja no Alabama, Mary Helen Allred se sente feliz por poder usar o ServirAgora para continuar um legado de serviço

Estes novos presidentes e diretoras de templo foram chamados para servir pela Primeira Presidência. Eles começarão seu serviço em setembro, ou quando os templos forem dedicados.

“Em um mundo com muitos muros, precisamos continuar construindo pontes”, disse Élder Dieter F. Uchtdorf enquanto estava na fronteira entre os E.U.A. e o México, antes da dedicação do Templo de McAllen Texas.

O Coro e Orquestra do Tabernáculo se apresentarão na Flórida e em Atlanta, Geórgia, em setembro de 2024, como parte da turnê “Hope”.

‘Acredite que Deus conhece suas lutas e enviará milagres’, disse Sarah Jane Weaver, editora executiva do Church News, durante devocional da BYU-Havaí.

Saiba dos detalhes de como assistir ao devocional, quanto tempo durará e como se preparar