Menu

Perto de 670.000 pessoas visitaram o Templo de St. George Utah durante sua recém-concluída casa aberta

Cerca de 30.000 voluntários participaram da casa aberta de 9 semanas, que atraiu visitantes da região e participantes dos Huntsman World Senior Games e da Maratona de St. George

ST. GEORGE, UTAH — Quase 670.000 pessoas visitaram o recém-renovado Templo de St. George Utah durante sua casa aberta de nove semanas, que começou em 15 de setembro e terminou no sábado, 11 de novembro.

O sábado, 4 de novembro, foi o dia mais movimentado, com 35.000 pessoas visitando o templo naquele dia, relataram Russ e Dana Moody, co-presidentes do comitê de casa aberta e dedicação do templo. Nos últimos dois dias de casa aberta, sexta e sábado, 10 e 11 de novembro, mais de 45.000 pessoas visitaram o templo, que foi dedicado pela primeira vez em 1877.

Presidente Jeffrey R. Holland, Presidente em Exercício do Quórum dos Doze Apóstolos, rededicará a Casa do Senhor que tem estado há mais tempo em funcionamento, em duas sessões no domingo, dia 10 de dezembro.

Visitantes se dirigem à entrada do Templo de St. George Utah, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, durante o último dia de casa aberta ao público, em St. George, Utah, no sábado, 11 de novembro de 2023.
Visitantes se dirigem à entrada do Templo de St. George Utah, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, durante o último dia de casa aberta ao público, em St. George, Utah, no sábado, 11 de novembro de 2023. | Nick Adams, para o Deseret News

Os visitantes vieram de todas as partes de Utah e Nevada. Outros fizeram uma parada enquanto passavam por St. George, através da rodovia Interstate 15. E alguns vieram de várias regiões dos E.U.A. e do mundo, enquanto passavam um tempo no canto sudoeste de Utah, incluindo os participantes dos Huntsman World Senior Games [Jogos Mundiais Sênior Huntsman], realizados de 9 a 21 de outubro em St. George, competidores da Maratona de St. George, realizada em 6 de outubro, ou atraídos pela temporada turística de outono na área de Grande Zion [próximo ao Parque Nacional Zion].

Cerca de 30.000 voluntários participaram da casa aberta. Cada turno de voluntariado tinha 3,5 horas de duração, com quatro turnos de voluntários por dia. Ao todo, ele prestaram aproximadamente 105 mil horas de serviço.

Russ Moody disse que todos os voluntários da casa aberta foram “absolutamente incríveis.”

“Tivemos pessoas que vieram quase tanto quanto nós, que não estavam aqui por designação, chamado ou compromisso, apenas para cumprirem o que se dispuseram a fazer, e sentiram o Espírito quando vieram. … Foi algo lindo testemunhar as experiências na mudança da vida de nossos voluntários.”

Valery Calle Bustos, Aaron Calle Bustos, Katerin Bustos, William Calle e Jared Calle Bustos posam para uma foto em família, do lado de fora do Templo de St. George Utah, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, durante o último dia de casa aberta ao público, em St. George, Utah, no sábado, 11 de novembro de 2023. A família deixou a Colômbia, seu país natal, e recebeu asilo nos Estados Unidos, morando atualmente em Kaysville, Utah.
Valery Calle Bustos, Aaron Calle Bustos, Katerin Bustos, William Calle e Jared Calle Bustos posam para uma foto em família, do lado de fora do Templo de St. George Utah, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, durante o último dia de casa aberta ao público, em St. George, Utah, no sábado, 11 de novembro de 2023. A família deixou a Colômbia, seu país natal, e recebeu asilo nos Estados Unidos, morando atualmente em Kaysville, Utah. | Nick Adams, para o Deseret News

Os voluntários dentro do templo frequentemente falavam de como, enquanto ajudavam durante os tours, encontravam alguém que não viam há anos, proporcionando um reencontro inesperado e alegre na Casa do Senhor, disse Dana Moody.

“É literalmente uma coligação de Israel”, disse ela. “E o terreno do templo, à noite parecia celestial, porque as pessoas estavam rindo, passavam tempo juntas e estavam felizes. Parecia um ‘casulo’ de tudo o que está acontecendo em nosso mundo. As pessoas não queriam ir embora: elas vinham, ficavam e permaneciam aqui.”

George Neville, 4 anos, e Hazel Neville, de 2 anos, de Medford, Oregon, brincam perto da fonte do Templo de St. George Utah, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, durante o último dia de casa aberta ao público, em St. George, Utah, no sábado, 11 de novembro de 2023.
George Neville, 4 anos, e Hazel Neville, 2 anos, de Medford, Oregon, brincam perto da fonte do Templo de St. George Utah, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, durante o último dia de casa aberta ao público, em St. George, Utah, no sábado, 11 de novembro de 2023. | Nick Adams, para o Deseret News
HISTÓRIA RELACIONADA
Presidente Holland rededicará o templo de St. George em 10 de dezembro
Veja fotos do interior do recém-reformado Templo de St. George Utah ao dar início à sua casa aberta
Por que o Templo de St. George ocupa ‘um lugar especial no coração dos santos dos últimos dias’
Casal centenário retorna ao templo de St. George 80 anos depois de ter sido selado no local
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.

Veja como os jovens adultos solteiros se reuniram ao redor do mundo, do Camboja à África.

O guia de estudo desta semana inclui escritos do profeta Isaías registrados por Néfi.

“Eu iria a qualquer lugar do mundo para estar com os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”, disse Presidente Holland sobre seu desejo de fazer a obra do Senhor.

Falando para mais de 100 pessoas reunidas no auditório do Museu de História da Igreja, Élder Kyle S. McKay, Setenta Autoridade Geral, explorou vários eventos históricos importantes da história da Igreja, para mostrar um padrão de revelação contínua na restauração do evangelho.

A Conferência de Mulheres da BYU anunciou seus palestrantes principais de 2024. As moças e suas líderes são convidadas a participarem de um evento na noite de quarta-feira.

Com sua habilidade de entrar em lugares que outros não conseguiam, Marcos ganhou o carinhoso apelido de la Pulga, espanhol para ‘A Pulga’. Sua história é a de se estar no lugar certo na hora certa, observa Lloyd Newell em “Música e Palavras de Inspiração” desta semana com o Coro do Tabernáculo na Praça do Templo.