Menu

Pioneiros em nossas famílias: O que aprendi sobre fé e perseverança com minha antepassada norueguesa

Laura Ingeman Mickelsen perdeu os pais ainda jovem e foi presa por se filiar à Igreja, antes de encontrar uma nova vida na América

Alguns santos dos últimos dias têm antepassados pioneiros que remontam a quase 200 anos. Outros membros da Igreja, são eles próprios os pioneiros em suas famílias. Nas semanas que antecedem o Dia dos Pioneiros, em 24 de julho, a celebração anual da primeira companhia de carroções a entrar no Vale do Lago Salgado, os membros da equipe do Church News compartilham histórias de pioneiros em suas famílias, alguns dos anos 1800 e outros dos anos 1900. Este é o 13° artigo da série.

Discursando na conferência geral em abril de 2014, Élder William R. Walker, disse: “Seria maravilhoso se todo santo dos últimos dias conhecesse a história da conversão de seus antepassados.”

“Cada um de nós será imensamente abençoado por conhecer as histórias de fé e sacrifício que levaram nossos antepassados a se filiarem à Igreja do Senhor”, disse Élder Walker, hoje Autoridade Geral emérita.

Laura Ingeman Mickelsen, à direita, com suas filhas por volta de 1900.
Laura Ingeman Mickelsen, à direita, com suas filhas por volta de 1900. | FamilySearch

Suas palavras me motivaram a entrar no FamilySearch.org, onde aprendi sobre minha “pequena, enérgica e gentil” trisavó, Laura Ingeman Mickelsen.

Nascida em Trondheim, Noruega, em 1844, várias histórias de vida relatam que a mãe de Laura faleceu durante um parto, quando ela tinha 9 anos. Seu pai, um marinheiro, se afogou no mar alguns anos depois, deixando Laura e seus quatro irmãos órfãos.

Laura era adolescente quando conheceu os missionários de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Muitos na comunidade rejeitaram os élderes, mas Laura ouviu sua mensagem, leu o Livro de Mórmon em segredo e foi batizada aos 17 anos.

Não foi uma decisão popular. Laura foi ridicularizada e depois presa pelas autoridades da cidade por ter se filiado a esta nova igreja. Ela foi levada perante o magistrado local para testemunhar em seu próprio nome. Depois de ouvir sua história, o juiz a libertou e ela imigrou com outros conversos para a América.

Laura cruzou as planícies e se estabeleceu em Logan, Utah, onde acabou se casando com Niels Mickelsen em 1862. Além de criar uma grande família, ela serviu como conselheira e presidente da Sociedade de Socorro da Ala Logan 4 por muitos anos, fazendo partos, cuidando dos doentes e necessitados, e prestando serviços de caridade. Ela faleceu em 1934.

Laura suportou muitas dificuldades e provações, mas sua vida é um exemplo vigoroso para mim de como encontrar fé, esperança, coragem e força no evangelho de Jesus Cristo.

A lápide de Laura Ingeman Mickelsen no cemitério de Logan, Utah.
A lápide de Laura Ingeman Mickelsen no cemitério de Logan, Utah. | FamilySearch
HISTÓRIAS RELACIONADAS
Pioneiros em nossas famílias: Da discórdia familiar ao selamento
Pioneiros em nossas famílias: O que minha avó me ensinou sobre compaixão por recém-conversos
Pioneiros em nossas famílias: Ouvindo os missionários na Suíça em 1954
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.