Menu

Como novos templos anunciados no Pacífico mostram que o Senhor ‘se lembra das ilhas do mar’

Uma breve visão da história dos templos na Polinésia Francesa e Austrália, e como membros locais da Igreja estão reagindo às notícias de uma Casa do Senhor mais próxima

A mais de 7.200 quilômetros da sede de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em Salt Lake City, fica a Polinésia Francesa, um conjunto com cerca de 100 ilhas e atóis, que se estendem por 1.900 quilômetros no centro do Oceano Pacífico Sul.

Entre os grupos de ilhas que compõem a Polinésia Francesa está um arquipélago, conhecido como Ilhas da Sociedade, que inclui o Taiti, a maior e mais alta ilha da Polinésia Francesa.

Entre as Ilhas da Sociedade está um aglomerado de ilhas conhecido como Ilhas Leeward. Entre as Ilhas Leeward, do outro lado da lagoa da ilha de Bora Bora, fica Raiatea.

Foi para esta ilha remota, em Uturoa, seu principal município, que Presidente Russell M. Nelson anunciou o primeiro dos 15 novos locais para templos durante a sessão de encerramento da conferência geral de abril de 2024.

Arquipélado da Sociedade na Polinésia Francesa, incluindo as ilhas do Taiti e Raiatea. | Holger Behr, Wikipedia

“Que bênção”, disse Renaud Taae, bispo da Ala Pare, Estaca Arue Taiti, à Sala de Imprensa da Igreja no Pacífico [em inglês], sobre o anúncio do templo para sua ilha natal.

“Mal se consegue ver as nossas pequenas ilhas em um mapa-múndi. Mas o Senhor nos vê e se lembra das ilhas do mar.”

Uturoa não foi o único templo para a Área Pacífico anunciado por Presidente Nelson no domingo, 7 de abril. O Profeta também anunciou um templo para a área sul de Brisbane, Austrália, que será a segunda Casa do Senhor na região.

O anúncio foi recebido com surpresa, rapidamente seguido de gratidão, disse o presidente da Estaca Brisbane Austrália, David Fulcher. “Somos gratos por este presente e queremos usá-lo em toda a sua extensão.”

Após a conferência geral, Élder Peter F. Meurs, Setenta Autoridade Geral e presidente da Área Pacífico, comentou: “O Senhor está abençoando os membros da Igreja no Pacífico Sul com mais templos, para que possamos compreender mais plena e profundamente, o magnífico plano de Deus para Seus filhos, fortalecer nossa fé em Jesus Cristo, receber ordenanças sagradas, fazer convênios eternos e ser abençoados com paz, orientação e poder divinos.”

A história da Igreja na Polinésia Francesa e em Brisbane é rica e profunda, remontando aos primeiros dias da Igreja restaurada. Aqui está uma breve retrospectiva na história dos templos nos dois lugares e como os membros locais da Igreja estão reagindo às notícias de uma Casa do Senhor mais perto.

HISTÓRIA RELACIONADA
‘Super notícia’: Santos dos últimos dias reagem ao anúncio de 15 novos templos

Uturoa, Polinésia Francesa

Os primeiros polinésios conversos à Igreja na Polinésia Francesa foram batizados em 22 de julho de 1844. Um ramo foi organizado dias depois por Addison Pratt, um dos primeiros missionários chamados pelo Profeta Joseph para levar o evangelho “às ilhas do mar.”

Em 1852, Pratt, sua família e outros missionários foram obrigados a deixar as ilhas devido à crescente tensão com as autoridades coloniais francesas. Eles deixaram para trás de 1.500 a 2.000 membros locais da Igreja, espalhados por 20 ilhas. Estes santos lutaram para manter a fé apesar da perseguição e sem contato com a liderança da Igreja em Salt Lake City.

Um barco ancorado em Papeete, Taiti, em 23 de maio de 2019. | Jeffrey D. Allred

Em 1892, 40 anos depois da partida oficial dos missionários da Igreja, dois missionários da Missão Samoa chegaram ao litoral da Polinésia Francesa.

Desde então, a Igreja tem crescido continuamente. Por muitos anos, os santos da Polinésia Francesa se sacrificaram para fazerem a viagem de 4.400 quilômetros até o templo mais próximo em Laie, no Havaí, que foi dedicado em 1919 e, posteriormente, até o Templo de Hamilton Nova Zelândia, dedicado em 1958.

Em 1963, um grupo de 60 santos da Polinésia Francesa fez uma viagem a Hamilton para as primeiras sessões do templo em língua taitiana.

A photo of the exterior of the Papeete Tahiti Temple.
Templo de Papeete Taiti. | John Hart

Vinte anos depois, em 1983, Presidente Gordon B. Hinckley dedicou o primeiro templo para o território polinésio, o Templo de Papeete Taiti, que fica a cerca de 220 quilômetros a leste de Raiatea.

Hoje, existem cerca de 30.000 santos dos últimos dias em cerca de 100 congregações espalhadas pelas ilhas da Polinésia Francesa.

Quando Presidente Nelson anunciou “Uturoa, Polinésia Francesa” como um novo local para um templo, Noelline Parker, diretora de comunicação da Igreja na Polinésia Francesa, disse que sua primeira reação foi um grito de espanto seguido por “lágrimas de alegria, de imensa gratidão, de se sentir muito abençoada.”

Chuva e nuvens cobrem a baía em Bora Bora, em 27 de maio de 2019. | Jeffrey D. Allred
Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, à direita, e o presidente da Polinésia Francesa, Edouard Fritch, aplaudem artistas durante um programa cultural em Papeete, Taiti, em 24 de maio de 2019. | Jeffrey D. Allred

Warren T. Laufatte, conselheiro da Estaca Raromatai Taiti, estava no Centro de Conferências em Salt Lake City com sua esposa quando o anúncio foi feito. “Choramos de alegria, cheios de emoção, durante todo o caminho para fora do Centro de Conferências”, disse ele à Sala de Imprensa da Igreja no Pacífico.

Os conselhos da conferência geral proporcionaram a Terangi Bouges, uma santo dos últimos dias da Polinésia Francesa, consolo e paz. “Testifico que o Senhor está acelerando Sua obra e que Ele precisa que tenhamos mais santidade em nossa vida”, disse ela.

Em seus comentários finais antes de anunciar os templos, Presidente Nelson declarou: “O templo é o portão que se abre para as maiores bênçãos que Deus reservou para cada um de nós.”

As palavras do Profeta, disse Bouges à Sala de Imprensa do Pacífico, a ajudaram a saber no que se concentrar: “Confiar no Senhor, servi-Lo, guardar Seus mandamentos e adorá-Lo frequentemente no templo.”

Roopinia Hilowea ensina no Seminário em Bora Bora, em 28 de maio de 2019. | Jeffrey D. Allred

Presidente Boyer Teheiura, da Estaca Raromatai Taiti, disse que o anúncio de outro templo para a Polinésia Francesa era há muito aguardado e foi recebido com “imensa alegria.”

Após o anúncio, o presidente Tehieura disse que o seu telefone continuava a tocar porque muitos membros queriam confirmar se tinham ouvido corretamente. “Hoje nossas orações foram respondidas. Obrigado, Senhor”, disse ele ao Church News.

Brisbane, Austrália

A cidade de Brisbane, às margens do rio Brisbane, é a terceira maior cidade do país, com uma população de aproximadamente 2,2 milhões de habitantes. Uma cidade portuária e capital do estado australiano de Queensland, no nordeste do país, Brisbane é um centro de transportes e negócios.

Ao longo dos anos, também serviu como um importante centro para a Igreja.

Embora o evangelho restaurado tenha sido introduzido pela primeira vez na Austrália em 1840, os primeiros membros da Igreja conhecidos a viverem no estado de Queensland foram os santos dos últimos dias britânicos, William Duffin e Sarah Aslett Duffin, e sua família, em setembro de 1874.

Sunset aerial shot of Brisbane as a City Cat heads towards the city on the Brisbane River
Brisbane, Austrália. | Mel Campbell - stock.adobe.com

A primeira Sociedade de Socorro conhecida na Austrália foi organizada no Ramo Brisbane, em 27 de fevereiro de 1898, com Emmeline Lebherz como presidente. A Primária foi organizada em Brisbane naquele mesmo ano.

Muitos dos primeiros membros emigraram para Utah para ajudarem a edificar o reino de Deus, e poucos permaneceram na Austrália. Em 1904, porém, em Woolloongabba, Austrália, um subúrbio de Brisbane, foi construída a primeira capela da Austrália.

Após a Primeira Guerra Mundial, com a garantia da Igreja de que os missionários já não incentivavam os conversos a emigrarem, a Igreja recebeu permissão para enviar mais missionários ao país. Em 1920, o número de membros da Igreja em toda a Austrália chegou a 1.000. Hoje, existem mais de 155.000 membros da Igreja em mais de 300 congregações no país.

The Brisbane Australia Temple, perched prominently atop Kangaroo Point Cliffs, is clad in gray-toned exterior.
Templo de Brisbane Austrália. | Photo by Stewart Glass
Mapa da Austrália. | Google Maps

Com o passar dos anos, os templos se tornaram lentamente mais acessíveis aos santos australianos. O primeiro templo no Pacífico estava localizado a 7.500 quilômetros de distância, em Laie, Havaí, seguido pelo Templo de Hamilton Nova Zelândia em 1958, a cerca de 2.400 quilômetros de distância. A primeira Casa do Senhor construída na área continental foi o Templo de Sydney Austrália, dedicado em 1984, a 965 quilômetros de Brisbane.

Nenhum outro templo foi dedicado no país até 2000, quando foram dedicadas Casa dp Senhor em Adelaide e Melbourne, seguidos por Perth em 2001 e finalmente Brisbane, por Presidente Gordon B. Hinckley, em 2003.

Localizado no topo dos penhascos de Kangaroo Point, o Templo de Brisbane Austrália tem vista para o Rio Brisbane, Southbank, a Ponte Captain Cook e os arranha-céus da cidade de Brisbane.

O edifício de aproximadamente 1.021 metros quadrados tem apenas duas salas de ordenanças e duas salas de selamento para atender às 12 estacas e um distrito atualmente parte do distrito do templo.

Elder Ronald A. Rasband of the Quorum of the Twelve Apostles and other Church leaders host a dinner meeting with Tony Stuart, the CEO of UNICEF Australia on Friday, March 15, 2024, in Brisbane, Australia.
Élder Ronald A. Rasband, do Quórum dos Doze Apóstolos, e outros líderes da Igreja organizam um jantar com Tony Stuart, CEO da UNICEF Austrália, na sexta-feira, 15 de março de 2024, em Brisbane, Austrália. | The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints

O anúncio de um templo para a região sul de Brisbane, o sexto para a Austrália e o segundo para a área metropolitana de Brisbane, “reflete o crescimento da Igreja em nossa área”, disse o presidente Fulcher.

“Sentimo-nos abençoados por já existir um templo no centro de Brisbane, que é bem apoiado pelos membros que frequentam o templo”, disse o presidente Fulcher ao Church News. “Agora haverá um segundo templo na área para atender a demanda. Os membros também estão entusiasmados em apoiar os dois templos e torná-los lugares ocupados, onde possam encontrar maior paz e sentirem o amor de nosso Salvador.”

Kathryn Gibson and Kristie Gibson, from Brisbane, Australia, attend general conference at the Conference Center in Salt Lake City, on April 7, 2024.
Kathryn Gibson e Kristie Gibson, de Brisbane, Austrália, participam da conferência geral no Centro de Conferências em Salt Lake City, em 7 de abril de 2024. | The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints

Paniora Tiarne, uma residente de Queensland, disse à Sala de Imprensa da Igreja no Pacífico: “Estamos absolutamente emocionados e profundamente comovidos com o anúncio da construção do templo da área sul de Brisbane. É uma prova do crescimento e da força de nosso evangelho e mal podemos esperar para ver as bênçãos que ele trará para tantas vidas.”

Kristie Gibson e sua mãe, Kathryn Gibson, ambas de Brisbane, estavam no Centro de Conferências quando o anúncio foi feito. “Nós apenas nos viramos e olhamos uma para a outra e não podíamos acreditar no que ouvimos. Outro templo em Brisbane? Nós nos sentimos muito emocionadas e abençoadas por algo assim ter acontecido conosco.”

Élder Wayne Maurer, Setenta de Área australiano, chamou de “fantástica” a notícia de outro templo na Austrália.

Ele observou: “Isso traz uma grande responsabilidade para continuarmos garantindo que o templo continue sendo nosso foco. Se seguirmos o conselho de Presidente Nelson, estaremos no templo sempre que as circunstâncias permitirem. Estou muito feliz que os membros da área metropolitana de Brisbane poderão prolongar seu tempo no templo.”

HISTÓRIAS RELACIONADAS
Élder Wakolo é convidado a orar pela Polinésia Francesa
Como santos dos últimos dias no Pacífico estão ajudando a iluminar, literalmente, o mundo
Élder Rasband diz que ministério em 4 nações no Pacífico foi um ‘que guardarei com carinho para sempre’
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.