Menu

Locais bíblicos na Terra Santa: É mais sobre sentir o espírito do que identificar o local

Locais bíblicos podem fornecer “ecos espirituais” e “pistas visuais”, não apenas àqueles visitando os locais, mas também a fiéis em todo o mundo

JERUSALÉM — Quando se trata de identificar locais bíblicos sagrados na Terra Santa e arredores, às vezes a coisa mais certa sobre a localização histórica é a incerteza.

O menino Jesus nasceu em Belém em uma caverna, no local atual da estrela de prata de 14 pontas, incrustada no chão de mármore de uma gruta, sob a Basílica da Natividade? Ou talvez em outro lugar no sistema de grutas que se estendem sob a vizinha Igreja de Santa Catarina? Ou em algum outro lugar dentro ou nos arredores de Belém, a pequena vila que desde então cresceu e se tornou uma cidade de mais de 30.000 habitantes?

As grutas sob a Igreja da Natividade e Capela de Santa Catarina em Belém na sexta-feira, 21 de abril de 2023.
As grutas sob a Igreja da Natividade e Capela de Santa Catarina em Belém na sexta-feira, 21 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

O Salvador foi crucificado e depois sepultado nos dois locais envoltos pela Igreja do Santo Sepulcro, com a tumba cortada ao longo dos séculos para ser coberta por um santuário chamado Edícula? Ou a crucificação e o sepultamento podem ter ocorrido perto do Gólgota e da Tumba do Jardim, respectivamente, ambos fora dos muros da Cidade Velha?

E quando os indivíduos querem “andar por onde Jesus andou”, enquanto atravessam as calçadas da antiga Jerusalém, eles entendem que a cidade foi construída entre camadas de pedra, solo e resíduos de povos e períodos em mudança e conquista: Império Romano, Bizantino, Otomano e Cruzadas, apenas citando alguns? Com as “camadas” da Cidade Velha alcançando de 6 a 9 metros de profundidade em alguns locais, é possível “caminhar acima de onde Jesus andou.”

A rotunda da Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém, Israel, na quinta-feira, 20 de abril de 2023. Muitos cristãos, especialmente católicos e ortodoxos, acreditam que a estrutura no centro inferior é o local da tumba de Cristo.
A rotunda da Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém, Israel, na quinta-feira, 20 de abril de 2023. Muitos cristãos, especialmente católicos e ortodoxos, acreditam que a estrutura no centro inferior é o local da tumba de Cristo. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Na verdade, os locais exatos do Velho e do Novo Testamento não deveriam importar. O que importa, conforme expressado recentemente por um Apóstolo, um estudioso e santos dos últimos dias que vivem ou estudam na Terra Santa, é que o espírito e a importância dos eventos ocorridos possam ser sentidos e confirmados, seja no local, perto ou do outro lado do mundo.

Tornar um local sagrado

Eric Huntsman, diretor acadêmico de Estudos do Oriente Médio do Centro de Jerusalém da Universidade Brigham Young, reconhece as discussões e debates em andamento entre historiadores e arqueólogos, sobre a identificação de locais com significado bíblico.

“Embora nem sempre possamos identificar com precisão onde um evento ocorreu, em primeiro lugar estamos nas proximidades do local, então há o que costumo chamar de ‘eco espiritual’ desses grandes eventos que aconteceram”, disse Huntsman. “Porém, em segundo lugar, qualquer local que visitamos pode servir como uma ‘sugestão visual.’”

O Jardim da Tumba em Jerusalém, Israel, no sábado, 22 de abril de 2023.
O Jardim da Tumba em Jerusalém, Israel, no sábado, 22 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Ele aponta à Tumba do Jardim como um excelente exemplo, comentando sobre a forma como é mantido, com plantas, árvores e tranquilidade no meio da movimentada Jerusalém. “É fácil para nós recriarmos em nossa mente, como foi para Maria Madalena aquela primeira manhã de Páscoa”, disse ele.

Ao falar sobre locais sagrados, Huntsman também gosta de enfatizar que, independente de onde um episódio bíblico realmente tenha ocorrido, a fé dos adoradores que vêm comemorar eventos importantes criou uma santidade própria ao longo dos séculos.

“Por quase 2.000 anos, os peregrinos cristãos vêm à Igreja do Santo Sepulcro, às vezes de joelhos, e sua fé tornou esse local sagrado”, disse ele.

Cristãos adoram a Pedra da Unção na Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém, Israel, na quinta-feira, 20 de abril de 2023.
Cristãos adoram a Pedra da Unção na Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém, Israel, na quinta-feira, 20 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Enquanto isso, muitos protestantes evangélicos e santos dos últimos dias são atraídos para a Tumba do Jardim, seja ali o túmulo real ou não. “As experiências que temos lá ao lermos as escrituras, ao cantarmos, ao orarmos e ao nos lembrarmos da Ressurreição de nosso Senhor, também o tornou um espaço sagrado”, acrescentou ele.

Construindo em locais

Alguns dos primeiros esforços para identificar locais bíblicos datam do início do século IV, quando Helena, mãe do imperador Constantino, o Grande, fez uma peregrinação a Jerusalém.

A pedra Magdala: uma pedra esculpida encontrada na Sinagoga de Migdal [ou de Magdala] na Galileia na quarta-feira, 19 de abril de 2023.
A pedra Magdala: uma pedra esculpida encontrada na Sinagoga de Migdal [ou de Magdala] na Galileia na quarta-feira, 19 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Através de relatos boca a boca, Helena começou a identificar diferentes locais de eventos do Novo Testamento, o início do que se tornou a rotulagem dos locais “tradicionais”, muitos deles adornados por igrejas e basílicas, como a Igreja do Santo Sepulcro e a Basílica da Natividade.

A partir daí, a Terra Santa se tornou o destino de fiéis em peregrinações e cruzadas, e de pessoas procurando escavações e interesse comercial.

Ruínas de vilas de pescadores do meridiano dos tempos, ao longo do Mar da Galileia, hoje podem ser encontradas ao lado de catedrais bizantinas ou pousadas modernas. Pequenas aldeias bíblicas como Nazaré, de algumas centenas de habitantes, se expandiram para cidades movimentadas de dezenas de milhares de pessoas.

A Igreja de São Pedro, uma igreja católica moderna para peregrinações, é vista aqui sobre as ruínas do que é o local tradicional da casa de Pedro em Cafarnaum, ao norte do Mar da Galileia, na quarta-feira, 19 de abril de 2023.
A Igreja de São Pedro, uma igreja católica moderna para peregrinações, é vista aqui sobre as ruínas do que é o local tradicional da casa de Pedro em Cafarnaum, ao norte do Mar da Galileia, na quarta-feira, 19 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Ao longo de centenas e até milhares de anos, a combinação de relatos dos primeiros peregrinos, fontes literárias antigas, arqueologia em andamento e trabalhos acadêmicos modernos continuaram a chamar a atenção para locais tradicionais de longa data e trouxeram luz sobre locais adicionais.

A visita dos Uchtdorfs

Huntsman e sua esposa, Elaine Huntsman, acompanharam Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos, e sua esposa, a irmã Harriet Uchtdorf, em sua designação para a Terra Santa. O Apóstolo e sua esposa discursaram em um devocional para alunos no Centro da BYU em Jerusalém na noite de sexta-feira, 21 de abril. Na manhã de sábado, 22 de abril, Élder Uchtdorf, acompanhado por Élder Roland Bäck, Setenta de Área na Área Oriente Médio/África Norte, presidiu e ensinou em uma conferência do Distrito Jerusalém.

HISTÓRIA RELACIONADA
‘Sou um discípulo de Jesus Cristo’, diz Élder Uchtdorf durante reuniões em Jerusalém

Antes destas reuniões, eles visitaram a área ao redor do Mar da Galileia.

O Mar da Galileia na quarta-feira, 19 de abril de 2023.
O Mar da Galileia na quarta-feira, 19 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Esta não foi a primeira vez que Élder e irmã Uchtdorf visitam Israel. Sua primeira vez na Terra Santa foi em 1966, quando era um jovem piloto de avião da Lufthansa. Depois disso, eles levaram seus filhos para lá várias vezes. Mais recentemente, eles visitaram a cidade em designações da Igreja em seu chamado como autoridade geral, a última vez há 10 anos, quando ele servia como conselheiro na Primeira Presidência.

No dia anterior ao devocional, os Uchtdorfs e Huntsmans passaram um tempo na Igreja do Santo Sepulcro e no Muro das Lamentações. Na tarde seguinte à conferência de distrito, os dois casais visitaram a Tumba do Jardim e o local tradicional do Jardim do Getsêmani, do outro lado do Vale do Cédron e abaixo do Monte do Templo.

Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, caminha entre oliveiras centenárias, na área tradicional do Jardim do Getsêmani em Jerusalém, Israel, no sábado, 22 de abril de 2023.
Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, caminha entre oliveiras centenárias, na área tradicional do Jardim do Getsêmani em Jerusalém, Israel, no sábado, 22 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

De lá, eles passaram não por um, mas por dois conjuntos, que diferentes denominações designaram como “locais tradicionais”, para as colinas onde os pastores vigiavam seus rebanhos na noite do nascimento de Cristo, onde ambas as áreas muradas foram engolidas pela expansão da cidade de Belém.

O pequeno grupo continuou em uma encosta mais aberta e subdesenvolvida. Eles pararam na encosta com pedras espalhadas, oliveiras, arbustos e pequenas árvores. Pensando nos pastores naquela noite sagrada, o Apóstolo voltou a lembrar ao grupo que não é preciso estar no local exato para sentir aquele momento do evento bíblico e desfrutar de um testemunho confirmador do Espírito.

Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos, caminha por um campo aberto, fora da cidade de Belém, na Cisjordânia da Palestina, na sexta-feira, 21 de abril de 2023.
Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos, caminha por um campo aberto, fora da cidade de Belém, na Cisjordânia da Palestina, na sexta-feira, 21 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

 Sua mente se voltou à produção anual de Natal da Igreja, “Savior of the World” [Salvador do Mundo], no Centro de Conferências em Salt Lake City. “Todos os anos vamos lá e assistimos em família, e tenho que conter as lágrimas”, disse ele mais tarde, acrescentando que ficou especialmente emocionado com as cenas dos pastores sendo informados sobre o nascimento do Salvador e depois prestando testemunho.

“Você pode ouvir seu coração e obter o mesmo tipo de espírito e sentimento, estando aqui ou sentado no Centro de Conferências.”

A confirmação espiritual pode acontecer em outro lugar

Élder Uchtdorf acrescentou rapidamente que ele e sua família gostam de visitar Jerusalém e a Terra Santa, bem como os locais históricos da Igreja nos Estados Unidos e em outros lugares. Mas as confirmações e ensinamentos do Espírito, sobre eventos bíblicos e verdades do evangelho, podem ser sentidos em qualquer lugar e a qualquer momento.

Cesareia de Filipe, no norte de Israel, na quarta-feira, 19 de abril de 2023.
Cesareia de Filipe, no norte de Israel, na quarta-feira, 19 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

“O importante é que o Espírito pode continuar. Onde quer que estejamos, podemos ter o mesmo sentimento e ainda mais”, disse ele. “Essa é uma promessa feita pelo Salvador, de que Ele concederá muito mais destas experiências ao nos esforçarmos para termos a companhia do Espírito Santo.”

Ele foi ainda mais além, considerando a Igreja global, o evangelho universal e os milhões de santos dos últimos dias e bilhões de pessoas em todo o mundo que nunca colocarão os pés na Terra Santa. O testemunho do Salvador, de Sua missão, Seu ministério, Sua Expiação e Seu evangelho restaurado, está disponível para qualquer pessoa em qualquer lugar.

O Muro das Lamentações em Jerusalém, Israel, no domingo, 23 de abril de 2023.
O Muro das Lamentações em Jerusalém, Israel, no domingo, 23 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

“Realmente, não importa onde estamos, desde que abracemos as escrituras, oremos e busquemos as respostas que procuramos. É mais do que apenas termos a sensação de que o Salvador está conosco. Não é ‘como se’; Ele realmente está conosco, por causa do Espírito Santo.”

Portanto, um santo dos últimos dias na Índia, Irlanda ou Idaho não precisa estar na Terra Santa para ter uma fé fortalecida e confirmada, e um testemunho de pessoas, verdades e eventos bíblicos, da mesma forma que um membro da Igreja na Itália, Indonésia ou Iowa pode ter o mesmos sentimentos sobre os locais da história da Igreja nos últimos dias, na América do Norte.

“Podemos sentir a presença do Salvador e a determinação dos apóstolos”, disse Élder Uchtdorf, “e podemos estar lá com eles. … Podemos ter um testemunho firme de que ‘pelo resto da minha vida, serei um discípulo de Cristo.’

Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, molha o sapato no rio Jordão em Qasr al-Yahud, perto de Jericó, Israel, na quarta-feira, 19 de abril de 2023.
Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, molha o sapato no rio Jordão em Qasr al-Yahud, perto de Jericó, Israel, na quarta-feira, 19 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Perspectivas dos santos dos últimos dias

Muitos santos dos últimos dias que moram ou estudam em Israel obtiveram essa perspectiva: o espírito do local, e não a precisão do local e o fato de que não é preciso estar no local ou visitá-lo, para ser abençoado pelos acontecimentos ali ocorridos.

Andrea Landon, uma jovem mãe santo dos últimos dias que mora em Tel Aviv, Israel, explicou em seu discurso, durante a conferência do Distrito Jerusalém, como ela vê os locais da Terra Santa sob uma luz diferente.

Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos, e sua esposa, a irmã Harriet Uchtdorf, observam a Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém, Israel, na quinta-feira, 20 de abril de 2023.
Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos, e sua esposa, a irmã Harriet Uchtdorf, observam a Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém, Israel, na quinta-feira, 20 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

“Hoje os locais onde esses milagres ocorreram, para ser honesta, não são espetaculares aos meus olhos, mas sim o que meus olhos podem ver em Jesus Cristo”, disse ela. “Sei que, se O buscarmos intencional e diligentemente, nosso conhecimento sobre Ele aumentará, nosso relacionamento com Ele se fortalecerá e Ele nos ajudará a nos tornarmos quem Ele precisa que sejamos.”

Brandon Swann, de Suva, Fiji, que é voluntário em um kibutz no norte de Israel, disse que a mensagem de Élder Uchtdorf na conferência do distrito sobre estar na Terra Santa o tocou de uma nova maneira. “Acho que a maior coisa que aprendi é que, enquanto ele falava sobre todos estes lugares, e com sua presença, você podia sentir o Espírito. Mas ele disse que você não precisa estar aqui para sentir o mesmo Espírito; você pode senti-lo onde quer que esteja. Achei isso lindo.”

Adoradores caminham na Cidade Velha em Jerusalém, Israel, no domingo, 23 de abril de 2023.
Adoradores caminham na Cidade Velha em Jerusalém, Israel, no domingo, 23 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News

Collin Farley, de Bountiful, Utah, é um dos alunos do Centro da BYU em Jerusalém, que estudam a Terra Santa e visitam locais em toda a Cidade Santa e em Israel.

“Durante todo o semestre, enquanto estivemos aqui na Terra Santa, conversamos sobre como Jesus andou por aqui, ou é aqui que Jesus esteve”, disse ele. “Não importa onde Ele esteve, mas sim o que Ele fez por nós. Realmente não importa exatamente onde, em determinado local, Ele fez algo. O importante é que Ele fez essas coisas, que Ele vive e que Ele ainda nos ajuda hoje.”

A Cidade Velha e as lápides no Monte das Oliveiras em Jerusalém, Israel, no domingo, 23 de abril de 2023.
A Cidade Velha e as lápides no Monte das Oliveiras em Jerusalém, Israel, no domingo, 23 de abril de 2023. | Jeffrey D. Allred, Deseret News
HISTÓRIAS RELACIONADAS
Temas da conferência geral: 'O que mais importa' — Convites proféticos para a Páscoa e Semana Santa
De volta ao Egito, Élder Uchtdorf vê conexões do evangelho de Jesus Cristo e pontos em comum entre religiões
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.