Menu

Como pintura de Minerva Teichert deixada nas Indústrias Deseret acabou em um museu

O gerente de uma loja das Indústrias Deseret do Arizona visitando o Museu de História da Igreja, viu novamente a pintura que ajudou a resgatar

David Anderson era o gerente da loja das Indústrias Deseret (DI) em Mesa, Arizona, por volta do ano de 2009, quando alguém encostou seu carro na plataforma externa de doações, deixou algumas fotos e pinturas que estavam em sua garagem e foi embora.

Um membro da equipe notou especialmente uma das pinturas e a trouxe para o escritório. Anderson disse que soube imediatamente o que era.

“Isso é uma Teichert”, exclamou. Ele estava olhando para uma pintura original de Minerva Teichert com alguns danos, arranhões e pedaços de grama. A pintura retratava Jesus Cristo abençoando os nefitas.

Teichert (1888-1976), membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pintou histórias do Salvador, da Restauração do evangelho, temas do Velho Testamento, narrativas do Livro de Mórmon e histórias do oeste dos Estados Unidos. Suas obras foram exibidas em capelas santos dos últimos dias e em outros edifícios da Igreja, mas também foram doadas a indivíduos, escolas e organizações.

Anderson ficou surpreso com a descoberta. Ele já era “um grande fã” das pinturas de Teichert e não conseguia acreditar que uma delas acabara de ser entregue para doação.

Sua equipe entrou em contato com a fundação de arte de Teichert, mas eles disseram que não tinham nenhum registro dessa pintura em particular, e nenhuma informação de como ela havia chegado ao Arizona e à garagem de alguém. Então Anderson disse que sua equipe entrou em contato com o Museu de História da Igreja, que manifestou interesse. Um dos membros de sua equipe colocou a pintura na traseira do carro e dirigiu até Salt Lake City.

“Ele lhes deu [a pintura] e ficaram muito satisfeitos”, disse Anderson.

Ao longo dos anos, Anderson, que agora gerencia o DI em Gilbert, Arizona, ficou atento a qualquer informação sobre a pintura, imaginando se ela poderia acabar em um prédio da Igreja, em um livro ou como uma impressão. Ele ficou de olho na internet e nas lojas, mas nunca mais viu uma cópia da obra.

Então, na última segunda-feira, 24 de junho, Anderson estava em Salt Lake City para reuniões e ainda tinha algum tempo livre em seu dia. Ele andou pela Praça do Templo até o Museu de História da Igreja, um lugar que não visitava há vários anos.

Anderson adorou como se sentiu depois de ver a experiência da Primeira Visão e a exposição na Prisão de Liberty. Mas então ele percebeu que o museu tinha uma exposição de pinturas de Minerva Teichert [em inglês] no andar superior. Ele ficou maravilhado com as obras de arte enquanto caminhava pelas salas, mas já estava prestes a desistir de sua pintura do DI, quando virou uma esquina e viu outra sala, uma sala dedicada à conservação das pinturas de Teichert.

“E lá estava”, disse Anderson. “Fiquei muito emocionado.”

David Anderson stands by "Christ Visits the Nephites" (1956) by Minerva Teichert at the Church History Museum in Salt Lake City.
David Anderson ao lado da pintura “Cristo visita os nefitas” (1956), de Minerva Teichert, no Museu de História da Igreja em Salt Lake City na segunda-feira, 24 de junho de 2024. Ele ajudou a resgatar a pintura quando ela foi doada em sua loja das Indústrias Deseret em Mesa, Arizona, por volta de 2009. | Jan Smith

Uma placa ao lado da pintura indicava seu título: “Cristo visita os nefitas” (1956). A placa dizia que havia sido encontrada no DI, mas não dizia qual, e dizia que a pintura havia passado por conservação.

“Havia uma guia por perto”, disse Anderson. “Eu não conseguia falar. Fiz sinal para que ela viesse até mim e eu finalmente disse: ‘Esse é o meu DI’. Ela falou, ‘Sério? Sempre quisemos saber o resto da história.’”

‘Cristo visita os nefitas’

Os registros do museu observaram que, quando a pintura chegou, ela apresentava gotas em um padrão vertical na metade esquerda da pintura, duas marcas significativas e a tinta havia enrolado e levantado nas bordas.

Os conservadores realizaram várias limpezas na pintura para se livrarem das marcas de água e sujeira, depois colocaram a pintura sobre uma mesa quente para ajudar a realinhar a tinta. Um adesivo de conservação foi usado para fixar a tela antiga em uma tela nova.

“O resultado foi excelente”, afirma o registro.

A Minerva Teichert painting shows Jesus Christ blessing the Nephites one by one.
“Cristo visita os nefitas”, de Minerva Teichert, 1956. | The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints

Anderson disse que a pintura significa muito para ele, não só pelo resgate, mas pelo significado. Seus versículos favoritos das escrituras são encontrados em 3 Néfi 17.

“Eu amo como Jesus passou o dia os ensinando e estando entre eles e então Ele disse: ‘É hora de eu ir, tenho outros para visitar’”, disse Anderson. Jesus convidou a multidão a refletir sobre o que Ele lhes havia ensinado. E quando Ele olhou para eles, viu que olhavam para Ele e queriam que ele permanecesse ali.

Ele se encheu de compaixão e lhes pediu que trouxessem até Ele todos os que estivessem doentes, coxos ou aflitos de qualquer maneira, acrescentando que, a obra “Cristo visita os nefitas” mostra estes momentos em que o Salvador abençoou a multidão e as crianças, uma por uma.

“Ele ficou tão comovido com sua fé, [que a escritura] diz que Ele chorou e Sua alegria foi plena”, disse Anderson. “Eu amo muito isso, e ter aquela pintura que representa essa história é tão comovente. Sou muito grato por ser algo que nós, como santos, podemos ter, desfrutar e aumentar nossa fé.”

O propósito do Museu de História da Igreja [em inglês] é proporcionar experiências envolventes, onde as pessoas possam “refletir sobre a fé e os sacrifícios feitos pelos membros da Igreja, aumentar sua própria fé em Jesus Cristo, obter uma maior compreensão de como Deus age entre homens e mulheres nesta terra, e desejar conhecê-Lo.”

Com este convênio em meu coração: Arte e fé de Minerva Teichert” [em inglês] foi inaugurada em julho de 2023 e encerra em 27 de julho de 2024. A exposição apresenta 45 pinturas originais e foi projetada para mostrar a devoção de Teichert à sua fé e obras de arte.

A pintura “Cristo com um manto vermelho” é mostrada em uma exposição que apresenta 45 pinturas de Minerva Teichert, no Museu de História da Igreja, em Salt Lake City, de 6 de julho de 2023 a 27 de julho de 2024 | Elder Hunter Winterton, The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints
HISTÓRIA RELACIONADA
Nova exposição do Museu de História da Igreja apresenta obras de arte e fé de Minerva Teichert

Os verdadeiros tesouros das Indústrias Deseret

As Indústrias Deseret completam 86 anos em agosto e possui 46 localidades em oito estados dos E.U.A. Ao longo dos anos, muitos tesouros foram encontrados nas prateleiras das lojas, mas a missão do DI continua sendo a de ajudar pessoas.

“Os verdadeiros tesouros que temos são nossos colaboradores”, disse Anderson. “Alguns são resgatados, como foi aquela pintura, e enviados ao DI por seus bispos. Nós os ajudamos com seus ‘pedaços de grama e arranhões’ que os impedem de verem quem são.”

Os colaboradores do DI trabalham nas lojas e recebem treinamento com parceiros de negócios locais [em inglês], ganhando valiosa experiência de trabalho no varejo e aprendendo hábitos de trabalho e outras habilidades essenciais para a vida, as quais lhes permitirão terem sucesso no setor de sua escolha.

Eles recebem oportunidades de treinamento em muitas áreas, incluindo segurança, assistência médica e odontológica, educação, gestão, manufatura, produção, comércio especializado e muito mais.

Em 2023, 10.112 funcionários das Indústrias Deseret foram atendidos.

Produtos à venda na nova loja das Indústrias Deseret em Gilbert, Arizona, em 20 de outubro de 2018. | The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints

Anderson vê paralelos entre a pintura de Teichert e o trabalho do DI.

“Assim como o Salvador abençoou um por um, ajudamos nossos funcionários com o que precisam, um por um, para que tenham alegria e oportunidades”, disse ele. Além de treinamento profissional, os pedidos dos bispos ajudam os necessitados em suas alas, e os cupons para as comunidades ajudam refugiados e pessoas em situação de rua, a receberem itens de que precisam, sem nenhum custo.

“É aí que está o verdadeiro tesouro: na vida das pessoas que vêm para cá”, disse ele. “Há coisas boas que acontecem no DI por causa dos mandamentos do Salvador.”

HISTÓRIAS RELACIONADAS
Como conservadores-restauradores de arte preservaram os murais do Templo de Manti Utah
Retrospectiva do que mudou, ou não, nos 85 anos das Indústrias Deseret
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.