Menu

Ajuda aos ucranianos em um ano de conflito: Como a Igreja e seus membros em todo o mundo ajudaram

A Igreja doou dinheiro, alimentos e suprimentos. Os programas da Igreja têm apoiado os ucranianos, e os membros da Igreja abriram seu lar e coração para os refugiados

Em um ano desde o início do conflito armado na Ucrânia, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, e seus membros em todo o mundo, distribuíram apoio, amor e orações pelas pessoas afetadas.

A Igreja enviou ajuda na quantia de milhões de dólares, além de toneladas de alimentos e suprimentos. Os programas da Igreja têm apoiado refugiados e ucranianos que permaneceram ou estão retornando ao país. E os membros da Igreja abriram seu lar e coração aos refugiados, reuniram os itens necessários e encontraram muitas maneiras de servirem on-line e pessoalmente.

Na marca de um ano desde o início do conflito, veja a seguir alguns desses esforços e a história da resposta humanitária.

Declaração da Primeira Presidência sobre o conflito armado

A Primeira Presidência emitiu a seguinte declaração em 25 de fevereiro de 2022.

“Estamos com nosso coração partido e profundamente preocupados com o conflito armado deste momento. A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tem membros em cada uma das áreas afetadas e através do mundo. Nossas mentes e corações se voltaram a eles e a todos nossos irmãos e irmãs.

“Continuamos orando pela paz. Sabemos que a paz duradoura pode ser encontrada através de Jesus Cristo. Ele pode acalmar e trazer conforto a nossas almas, mesmo em meio a terríveis conflitos. Ele nos ensinou a amar a Deus e ao nosso próximo.”

HISTÓRIA RELACIONADA
Primeira Presidência emite declaração sobre conflito armado

Um modelo comprovado para fornecer assistência

Em Frankfurt, Alemanha, um caminhão carregado com itens de emergência, montados por membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Os suprimentos foram entregues aos refugiados na Hungria e Romênia.
Em Frankfurt, Alemanha, um caminhão carregado com itens de emergência, montados por membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Os suprimentos foram entregues aos refugiados na Hungria e Romênia. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Quando a situação se tornou uma crise humanitária na Europa Oriental, a Igreja explicou o que estava sendo feito para ajudar.

“Desde as primeiras horas, a Igreja começou a entrar em contato com amigos e organizações colaboradoras na região para avaliar as necessidades e comprar alimentos e outras necessidades”, disse o comunicado divulgado no dia 3 de março de 2022.

“Através de décadas de experiência na prestação de assistência durante desastres naturais, crises de refugiados e outros auxílios humanitários, desenvolvemos um modelo testado e comprovado para identificarmos necessidades e fornecermos assistência. Esse modelo inclui capacitar líderes locais para usarem os recursos financeiros da Igreja para adquirirem bens e serviços na economia local e fornecerem o que é realmente necessário.”

HISTÓRIA RELACIONADA
Como a Igreja está ajudando a Europa Oriental com esforços humanitários

Preparada e pronta para ajudar

Desde o final de fevereiro de 2022, os santos dos últimos dias na Polônia têm ajudado os refugiados com transporte, alimentação e abrigo.
Desde o final de fevereiro de 2022, os santos dos últimos dias na Polônia têm ajudado os refugiados com transporte, alimentação e abrigo. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

A Igreja estava pronta para ajudar os refugiados da Europa Oriental no início da crise na Ucrânia, explicou Sharon Eubank, na época primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro e diretora dos serviços humanitários da Igreja, ao discursar na sexta-feira, 4 de março de 2022, a um grupo de líderes internacionais.

Com um financiamento de reserva de dois anos em vigor, a Igreja, por meio de seus serviços humanitários, estava preparada com comida e água, com várias semanas de antecedência.

Dia de jejum e oração na Europa

Consciente dos recentes conflitos, comoção e sofrimento, a presidência da Área Europa da Igreja convidou os santos dos últimos dias na Europa a participarem de um dia de jejum e oração em toda a área no domingo, 6 de março de 2022.

Como seguidores de Jesus Cristo, “ansiamos por resolução, conforto e paz durante esses tempos”, diz a carta da presidência da área: Élder Massimo de Feo, Élder Erich W. Kopischke e Élder Ruben V. Alliaud, todos Setentas Autoridades Gerais.

Esforços humanitários e de socorro na Alemanha, Hungria, Romênia, Polônia, República Tcheca e outros países

Missionários de tempo integral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias auxiliam e orientam os refugiados chegando a uma estação de trem em Berlim, Alemanha.
Missionários de tempo integral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias auxiliam e orientam os refugiados chegando a uma estação de trem em Berlim, Alemanha. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Líderes e membros da Igreja participaram ativamente de esforços humanitários e de socorro na Alemanha, Hungria, Romênia, Polônia, República Tcheca e outros países.

O presidente David Chandler, da Missão Polônia Varsóvia, disse que talvez mais do que qualquer outra nação na Terra, o povo polonês entenda a tragédia que está ocorrendo.

“Com empatia inigualável, eles responderam ao chamado de trazerem alívio emocional, físico e espiritual para aqueles que buscam refúgio. Seus esforços em conjunto fomentaram um profundo sentimento de unidade que é, tanto palpável quanto inspirador, ao seguirem o exemplo do Salvador que ‘andou fazendo o bem … porque Deus era com Ele’” (Atos 10:38).

HISTÓRIA RELACIONADA
Como a Igreja, líderes e membros na Europa estão ajudando na crise humanitária causada por conflitos armados

Igreja doa US$ 4 milhões ao ACNUR e ao PMA

Refugiados na fronteira polonesa de Krakovets, em 4 de março de 2022.
Refugiados na fronteira polonesa de Krakovets, em 4 de março de 2022. | Marco Frattini, WFP

Em 14 de março de 2022, foi anunciado que a Igreja doou US$ 2 milhões ao Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados e US$ 2 milhões ao Programa Mundial de Alimentos [em inglês], para ajudar os deslocados pela crise humanitária na Ucrânia.

Os fundos foram usados imediatamente para itens essenciais, como cobertores, lanternas, barracas e abrigos.

HISTÓRIA RELACIONADA
Igreja doa US$ 4 milhões para ajudar refugiados na Europa

Esforços on-line e presenciais

Membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na Moldávia fornecem bichinhos de pelúcia para crianças refugiadas que chegam ao país, em março de 2022.
Membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na Moldávia fornecem bichos de pelúcia para crianças refugiadas que chegam ao país em março de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Em meados de março de 2022, a Igreja criou uma página on-line com notícias atuais, links, informações de contato e orientações sobre como ajudar as pessoas emocionalmente em tempos de crise. O site pode ser encontrado acessado aqui: uk.churchofjesuschrist.org/ukraine-europe-area-emergency-response [em inglês].

Uma página no Facebook [em ucraniano] foi lançada para membros ucranianos em busca de ajuda. Voluntários com vários conhecimentos linguísticos ajudam aqueles que procuram auxílio ou informação.

ServirAgora.org possui projetos por área e códigos postais, incluindo opções para servir remotamente, com organizações ucranianas e polonesas.

HISTÓRIA RELACIONADA
Membros da Igreja ajudam refugiados no Leste Europeu por meio de esforços on-line e off-line

O Sistema Ramificado de Parceiros

Sessenta sacolas com roupas coletadas por jovens santos dos últimos dias em Friedrichsdorf, Alemanha. A roupa foi entregue aos refugiados em Frankfurt.
Sessenta sacolas com roupas coletadas por jovens santos dos últimos dias em Friedrichsdorf, Alemanha. A roupa foi entregue aos refugiados em Frankfurt. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Os esforços de socorro continuaram em março de 2022, com um sistema criado por líderes locais da Igreja de congregações na fronteira com a Ucrânia. O Sistema Ramificado de Parceiros inclui 19 estacas austríacas, alemãs e suíças, principalmente ao longo da fronteira com cerca de 1.930 km.

Élder De Feo disse que os membros da Igreja querem agir como o Salvador, ao ministrarem os afetados por esta crise. E Élder Alliaud disse: “É impressionante ver a bondade e a disposição de servir de tantas pessoas.”

HISTÓRIA RELACIONADA
Refugiados ucranianos sendo ministrados de várias formas em toda Europa

Igreja doa US$ 4 milhões para projetos humanitários

O prefeito de Diosjeno, Hungria, aceita a doação da Igreja de 100 camas dobráveis e 96 sacos de dormir que serão entregues a refugiados em Diosjeno.
O prefeito de Diosjeno, Hungria, aceita a doação da Igreja de 100 camas dobráveis e 96 sacos de dormir que serão entregues a refugiados em Diosjeno. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Em 25 de março de 2022, a Igreja anunciou a doação de US$ 4 milhões adicionais para sete projetos na Europa, para ajudar nos esforços humanitários no continente.

A Área Europa Central também forneceu um manual, em formatos digital e impresso através dos Serviços de Bem-Estar e Autossuficiência, intitulado “Como ministrar outros durante uma crise”, que ensina como os membros podem apoiar e fortalecer um ao outro durante tempos difíceis.

HISTÓRIAS RELACIONADAS
Igreja doa US$ 4 milhões adicionais a sete projetos para refugiados na Europa
Como a Área Europa da Igreja elaborou novo treinamento para ajudar pessoas ministrarem durante crises

Malas, móveis, refeições e outros auxílios

Irmãs da Sociedade de Socorro pintam móveis no centro de refugiados desalojados da Caritas em Friedrichsdorf e Frankfurt, Alemanha.
Irmãs da Sociedade de Socorro pintam móveis no centro de refugiados desalojados da Caritas em Friedrichsdorf e Frankfurt, Alemanha. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

De malas de viagem a refeições quentes, e de pintura de móveis à criação de um centro de maternidade, os esforços de ajuda a refugiados em toda a Alemanha, Moldávia, Polônia, França, Eslováquia e República Checa, realizados por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e seus membros, continuam a ajudar ucranianos desalojados.

“Esse esforço altruísta é frequentemente recompensado por fortes sentimentos de humildade, propósito e satisfação”, disse o anúncio. “Dessa forma, tanto os servidos como os que servem são abençoados.”

HISTÓRIA RELACIONADA
Veja como malas de viagem, refeições, móveis e maternidades fornecidos por santos europeus estão ajudando refugiados ucranianos

Esforços humanitários na Polônia, Hungria, Eslováquia, República Tcheca, Islândia e Reino Unido

Missionários servem comida para refugiados na Polônia.
Missionários servem comida para refugiados na Polônia. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Uma atualização em 9 de abril de 2022 explicou como os Serviços de Bem-Estar e Autossuficiência da Igreja estavam envolvidos ativamente em centenas de projetos em toda a Europa.

Ao lado de líderes e membros locais da Igreja, os Serviços de Bem-Estar e Autossuficiência estão coordenando a assistência para pessoas de todas as religiões nas passagens de fronteira, abrigos e edifícios locais da Igreja.

HISTÓRIA RELACIONADA
Leia sobre os mais recentes esforços humanitários na Europa para ajudar refugiados

Élder Uchtdorf ministra aos refugiados na Polônia

Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, abraça os jovens ucranianos, incluindo Sofiia Naboichenko, à esquerda, do lado de fora de uma capela da Igreja em Varsóvia, Polônia, no domingo, 10 de abril de 2022.
Élder Dieter F. Uchtdorf, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, abraça os jovens ucranianos, incluindo Sofiia Naboichenko, à esquerda, do lado de fora de uma capela da Igreja em Varsóvia, Polônia, no domingo, 10 de abril de 2022. | Kristin Murphy, Deseret News

O domingo, 10 de abril, ofereceu algumas horas de luz e esperança para santos dos últimos dias refugiados da Ucrânia. Élder Dieter F. Uchtdorf, membro do Quórum dos Doze Apóstolos, e que já foi refugiado duas vezes, presidiu um devocional para refugiados ucranianos que encontraram abrigo temporário na Polônia.

As palavras de Élder Uchtdorf aos ucranianos no domingo foi repleto de bondade e amor.

“Nós os admiramos e oramos por vocês todos os dias”, disse ele.

HISTÓRIA RELACIONADA
Élder Uchtdorf, ele mesmo um ex-refugiado, promete a ucranianos na Polônia: ‘Vocês não estão sozinhos’

Dentro da casa de membros alemães que abrigam refugiados

Stephanie Berndt e Natasha conversam enquanto cozinham o almoço na casa de Berndt em Berlim, Alemanha, na terça-feira, 12 de abril de 2022. Natasha, suas três filhas e cunhada estão hospedadas na casa da família Berndt, enquanto buscam refúgio da guerra na Ucrânia. Ambas as famílias se revezam preparando comida para as famílias que somam um total de 11 pessoas.
Stephanie Berndt e Natasha conversam enquanto cozinham o almoço na casa de Berndt em Berlim, Alemanha, na terça-feira, 12 de abril de 2022. Natasha, suas três filhas e cunhada estão hospedadas na casa da família Berndt, enquanto buscam refúgio da guerra na Ucrânia. Ambas as famílias se revezam preparando comida para as famílias que somam um total de 11 pessoas. | Kristin Murphy, Deseret News

Em 24 de abril de 2022, uma reportagem do Church News de Berlim, Alemanha, narrou os esforços dos membros para abrirem suas casas e as experiências de refugiados ucranianos em busca de abrigo e paz.

Trabalhando em estreita colaboração com a liderança da Área Europa em Frankfurt, os membros organizaram esforços para se conectarem e ministrarem os membros ucranianos, incluindo outros fugindo da Ucrânia e que não são santos dos últimos dias.

HISTÓRIA RELACIONADA
Refugiados ucranianos santos dos últimos dias encontram esperança em Cristo e na bondade de outros

Sapatos, kits de sutura e de boas-vindas

Mulheres das alas 1 e 2 de Chelmsford, da Estaca Ipswich Inglaterra, se reúnem em abril de 2022 para costurar kits de boas-vindas para refugiados ucranianos.
Mulheres das alas 1 e 2 de Chelmsford, da Estaca Ipswich Inglaterra, se reúnem em abril de 2022 para costurar kits de boas-vindas para refugiados ucranianos. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Sapatos doados na Holanda. Conjuntos de sutura e kits médicos da Suíça. E kits de boas-vindas feitas no Reino Unido. Tudo isso e muito mais estiveram entre os mais recentes esforços humanitários de membros e congregações da Igreja na Europa, relatados em 25 de abril de 2022.

A Igreja havia autorizado fundos especiais, a serem usados localmente por cada estaca nas áreas Europa Norte e Europa Central, para apoiarem refugiados ucranianos.

HISTÓRIA RELACIONADA
Esforços humanitários mais recentes na Holanda, Suíça e Inglaterra: Calçados, kits de sutura e de boas-vindas

Uma capela como ponto de parada essencial

A capela de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Lviv, na Ucrânia, foi transformada em um centro para refugiados no início de 2022.
A capela de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Lviv, na Ucrânia, foi transformada em um centro para refugiados no início de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Para fazerem a entrega de suprimentos no leste da Ucrânia repetidas vezes nos últimos meses, Kym Reichart e Raphaela Hasse, de Schwabmüchen, Alemanha, viajaram uma distância de 14 horas do sul da Alemanha, passando pela República Tcheca e Polônia, até Lviv, onde uma capela estava servindo, não apenas como um local de arrecadação de suprimentos, mas se transformou em um ponto de parada essencial para refugiados deixando a Ucrânia.

Essa capela, localizada a uma hora de carro de Reichart e Hasse quando chegam a Lviv, serve como um local de encontro onde os refugiados “podem ganhar forças antes de seguirem para a fronteira, já que a maioria dos refugiados fica hospedada apenas duas ou três noites”, disse Reichart.

HISTÓRIA RELACIONADA
Duas mulheres dirigem 14 horas transportando suprimentos até uma capela na Ucrânia

Avião de suprimentos em nome do ‘Candy Bomber

A filha do coronel Gail S. Halvorsen, Marilyn Sorensen, ao centro, sorri com o grupo VR-56 da Reserva da Marinha em 29 de março de 2022, no Aeroporto Internacional de Salt Lake City. O voo tinha cerca de 5.400 kg de materiais escolares, doces e bilhetes escritos à mão, vindos de todo o estado de Utah e pousou em Berlim, Alemanha, onde os suprimentos foram descarregados e enviados à Ucrânia para ajudar mulheres e crianças.
A filha do coronel Gail S. Halvorsen, Marilyn Sorensen, ao centro, sorri com o grupo VR-56 da Reserva da Marinha em 29 de março de 2022, no Aeroporto Internacional de Salt Lake City. O voo tinha cerca de 5.400 kg de materiais escolares, doces e bilhetes escritos à mão, vindos de todo o estado de Utah e pousou em Berlim, Alemanha, onde os suprimentos foram descarregados e enviados à Ucrânia para ajudar mulheres e crianças. | Cynthia Merrell

Toneladas de suprimentos como fraldas, lenços umedecidos e materiais escolares, além de doces e bilhetes escritos à mão, chegaram em Berlim, Alemanha, em abril de 2022, e de lá seguiram para a Ucrânia, em um esforço humanitário chamado “Operation Little Vittles Two” [Operação Pequenos Suprimentos Dois].”

Os voluntários se basearam no exemplo e no legado do coronel Gail. S. Halvorsen, piloto da Força Aérea dos E.U.A. e membro da Igreja, carinhosamente conhecido como o “Candy Bomber” [Bombardeador de Doces], por seus esforços durante o Bloqueio de Berlim após a Segunda Guerra Mundial.

HISTÓRIA RELACIONADA
Avião lotado envia suprimentos à Ucrânia em nome do ‘Candy Bomber’

Encontrando refúgio em casas na Polônia

Maryna Bovt, seu marido, Serhii, e seus três filhos, naturais de Kiev, encontraram refúgio em Varsóvia, na Polônia, graças à bondade dos santos dos últimos dias.
Maryna Bovt, seu marido, Serhii, e seus três filhos, naturais de Kiev, encontraram refúgio em Varsóvia, na Polônia, graças à bondade dos santos dos últimos dias. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Os santos dos últimos dias na Polônia continuaram hospedando famílias ucranianas em suas casas até maio de 2022. A família Bovt precisava de um lugar para ficar depois de viajar 800 km, e chegaram à porta dos Jarvis à 1h.

“No começo, era apenas uma questão de garantir que eles fossem alimentados e abrigados, e ajudar o máximo que pudéssemos”, disse RaeAnn Jarvis enquanto estava sentada ao lado dos Bovts em sua casa. “Mas com o tempo, se transformou em algo mais: um amor e preocupação genuínos por eles.”

HISTÓRIA RELACIONADA
Como santos dos últimos na Polônia estão servindo durante conflito na Ucrânia

900 toneladas de alimentos e suprimentos

Refeições enlatadas são carregadas e preparadas para entrega em centros de doações, como parte de um projeto de ajuda emergencial de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e o governo da Ucrânia em abril e maio de 2022.
Refeições enlatadas são carregadas e preparadas para entrega em centros de doações, como parte de um projeto de ajuda emergencial de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e o governo da Ucrânia em abril e maio de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Em junho de 2022, um relatório informou que mais de 1.000 paletes de alimentos foram entregues para serem distribuídos às pessoas na Ucrânia durante um período de oito semanas, como parte de um projeto de ajuda emergencial.

Combinado com esforços de socorro anteriores, a Igreja e seus membros até aquele momento, haviam doado mais de 900 toneladas de alimentos e outros suprimentos.

HISTÓRIA RELACIONADA
Mais de 1.000 paletes de alimentos foram enviados recentemente aos ucranianos

Servindo ucranianos no Canadá

Os voluntários Sara e Jay Sheen descarregam itens essenciais doados por membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias da região de Calgary para auxiliarem refugiados ucranianos, no Centro de Calgary para Recém-chegados, em junho de 2022.
Os voluntários Sara e Jay Sheen descarregam itens essenciais doados por membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias da região de Calgary para auxiliarem refugiados ucranianos, no Centro de Calgary para Recém-chegados, em junho de 2022. | A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Refugiados ucranianos desalojados encontraram braços abertos e corações generosos no oeste do Canadá, especificamente na província de Alberta, conforme explicou um relatório em 6 de julho de 2022.

O Canadá tem a terceira maior população ucraniana do mundo, depois da Ucrânia e da Rússia. Como tal, a resposta aos refugiados foi rápida e extensa em Alberta vindo, não apenas de grandes cidades como Calgary e Edmonton, mas também de cidades menores, de Red Deer a Grande Prairie.

HISTÓRIA RELACIONADA
De doação de itens essenciais ao preparo de pierogies, oeste do Canadá acolhe refugiados ucranianos

Jovens lideram esforço inter-religioso do ServirAgora no Arizona

Sarah Connell e Sabrina Stewart carregam caixas para uma campanha de arrecadação de fundos no estacionamento da Igreja Cristã Central em Mesa, Arizona, em 25 de março de 2022.
Sarah Connell e Sabrina Stewart carregam caixas para uma campanha de arrecadação de fundos no estacionamento da Igreja Cristã Central em Mesa, Arizona, em 25 de março de 2022. | Fornecida por Sabrina Stewart

Sabrina Stewart e Sarah Connell organizaram um bazar para arrecadarem dinheiro para refugiados ucranianos, informou o Church News em outubro de 2022.

“Sarah e Sabrina são ótimos exemplos de agir com o desejo de fazer o bem”, disse o presidente da Estaca Mesa Arizona Mountain View, Sean Glenn. “Seus esforços fizeram mais do que ajudar os refugiados ucranianos; elas reuniram vizinhos de diferentes religiões e unificaram nossa comunidade por meio do serviço cristão.”

HISTÓRIA RELACIONADA
Jovens trabalham juntas em esforço inter-religioso, beneficiando refugiados ucranianos

Esforço inter-religioso de Idaho envia roupas de inverno e suprimentos para a Ucrânia

Um caminhão é carregado ao final de uma campanha de três dias em Twin Falls, Idaho, em 9 de novembro de 2022. A ajuda foi enviada à Polônia para ser levada à Ucrânia.
Um caminhão é carregado ao final de uma campanha de três dias em Twin Falls, Idaho, em 9 de novembro de 2022. A ajuda foi enviada à Polônia para ser levada à Ucrânia. | Rob Sturgill

Uma campanha humanitária de três dias em Twin Falls, Idaho, reuniu milhares de quilos em bens doados para o povo ucraniano. E também criou novas amizades e fortaleceu as conexões entre o ServirAgora e a comunidade.

Rob Sturgill, da Estaca Kimberly Idaho, dirige uma instituição de caridade chamada Type of Wood [em inglês], que ajudou na África, nas Filipinas e na Ucrânia no passado. Ele fez um pedido de doações para a Ucrânia no início de novembro e a comunidade respondeu.

HISTÓRIA RELACIONADA
Roupas de inverno e suprimentos a caminho da Ucrânia através de esforço inter-religioso em Idaho

Seminários de saúde emocional

Um seminário sobre saúde emocional e estratégias de enfrentamento é apresentado em ucraniano, no dia 8 de janeiro de 2023, via Zoom. Laura Maery Gold, da França, ministrou a sessão com a ajuda de intérpretes ucranianos.
Um seminário sobre saúde emocional e estratégias de enfrentamento é apresentado em ucraniano, no dia 8 de janeiro de 2023, via Zoom. Laura Maery Gold, da França, ministrou a sessão com a ajuda de intérpretes ucranianos. | Rocío Gutiérrez

A partir de dezembro de 2022 e continuando até janeiro de 2023, os ucranianos que vivem no país, ou em outros lugares como refugiados, usaram a internet para ouvirem apresentações de profissionais sobre saúde emocional e bem-estar.

Solicitadas pelos líderes da Igreja na Ucrânia e coordenadas por meio do escritório de Serviços Familiares na Área Europa Central, as sessões de 90 minutos focou em tópicos como luto, trauma, desafios e ministração.

HISTÓRIA RELACIONADA
‘A resposta de Deus às minhas orações’: Santos ucranianos aprendem sobre resiliência emocional através de seminários da Igreja
NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.